Colocado em 2020-07-28 In Casa Mãe de Tuparendá, obras de misericórdia, Projetos

O grande sonho da auto-sustentabilidade da CMT

PARAGUAI, CMT, Pe. Pedro Kühlcke e Maria Fischer •

Como é que a bênção dos “Sternsingers”, as crianças vestidas de “Os Três Reis Magos” da Alemanha, chega à frente da futura padaria da Casa Mãe de Tupãrenda? Devo admitir que é toda uma história cheia de magia, de um sonho, de uma esperança contra toda a racionalidade… —

Foi numa Missa numa paróquia vizinha, em Janeiro, no final da época natalícia, durante os dias em que na Alemanha milhares de crianças, vestidas de Reis, passeavam pelas ruas das cidades e vilas para cantar canções de Natal e pedir donativos para outras crianças que se encontram em condições menos favoráveis do que elas. Como sinal da sua visita às casas, escrevem na porta aqueles sinais que todos conhecem: C + M + B, Cristus mansionem benedicat, Cristo abençoa esta casa, seguido do ano. Hoje, em vez de escreverem, colam um autocolante, como os que estão em frente ao presépio na paróquia.

Naquela Missa, quando o pároco disse: “Aqueles que perderam a visita podem vir buscar um autocolante com a bênção”, eu pensei: “Vou receber dois. Um para a minha casa, e outro para uma casa que ainda não existe, mas que um dia irá funcionar para o bem de muitas crianças e jovens…” Estava a pensar na padaria da Casa Mãe de Tupãrenda (CMT), cujo equipamento será financiado pelos “Sternsingers“, estas crianças que andam pelas ruas em prol de outras crianças, numa bela tradição da Piedosa Obra da Missão das Crianças na Alemanha.

O autocolante ainda está na minha casa, à espera da viagem que tive de cancelar por causa do Coronavírus. Por esta razão, recorri ao meu programa de edição fotográfica, quando hoje, após quase sete meses, no meio de uma pandemia e de uma tempestade interna que abala todo o território de Schoenstatt, chegou a tão esperada notícia: “Hoje, a entrega da obra da nova padaria foi feita nos terrenos da Casa Mãe de Tuparenda”. O autocolante das crianças alemãs já tem o seu lugar numa casa sul-americana.

 

Uma história de momentos à beira do abismo

É verdade. Uma vez em pleno funcionamento, faltar-nos-ão (talvez) estes momentos de “SOS”, quando os recursos da Casa Mãe de Tuparenda se esgotam por falta de subsídios estatais, pelo Covid, seja pelo que for, e quando, mais uma vez, toda esta grande comunidade de solidariedade em torno da CMT parece estar a gritar: Não, não a deixaremos falhar; não, não deixaremos os nossos rapazes ao abandono; e sim, contra todas as probabilidades, tentaremos o impossível e procuraremos donativos.

 

Oficina de padaria na CMT

Em direcção à auto-sustentabilidade

Desde o início, e em cada um destes momentos, o plano para alcançar, algum dia, a auto-sustentabilidade cresceu. Para se aproximar deste objectivo, como primeiro grande passo, já existe a padaria, que oferecerá empregos a jovens licenciados do programa CMT e, com a venda dos seus produtos, será capaz de gerar um rendimento constante.

“Este projecto há muito esperado surge em resposta ao primeiro passo para gerar uma micro- empresa sustentável que possa responder às necessidades do próprio programa, que tem tido lugar nos últimos tempos, em relação a uma rápida saída laboral de licenciados menores de idade e também para fornecer apoio económico para a manutenção da CMT”, explicou Ricardo Acosta na primeira pazada da obra, em 12 de Dezembro de 2019.

“A padaria ainda não está completa, faltam pormenores e outras peças a serem acabadas, que por razões de falta de dinheiro iremos deixar para mais tarde. Mas temos a esperança bem fundamentada de poder começar a produção em breve, e assim aproximarmo-nos da desejada auto-sustentabilidade do programa”, explica o Pe. Pedro Kühlcke. “Podemos comprar o equipamento, com o donativo dos Sternsinger, quando tivermos electricidade, segurança, etc.”.

 

Os cinco pães nas mãos de Jesus

É mais um passo, um passo que nos permitirá oferecer aos jovens que nunca tiveram uma oportunidade real, a possibilidade de aprender, de crescer, de acreditar em si próprios, de poder ser bons pais para as suas famílias, bons pais de boas famílias, algo que eles próprios, em muitos casos, nunca tiveram.

Jesus precisou de cinco pães para alimentar milhares. Quantos pães, desta padaria, Ele vai precisar? Quantos “cinco pães” dados por nós, vai ter Jesus para operar este grande milagre de salvar a vida de 20 jovens que estão agora na CMT, e mais 20, e mais 20… e as suas famílias… e mais…

Cinco pães nas mãos de Jesus podem mudar o mundo, mas cinco pães que nós Lhe oferecemos e entregamos hoje.

 

 

 

Página oficial

Todos os artigos da Casa Mãe de Tupãrenda

Para fazer donativos – porque são, realmente,necessários:

 

Com PayPal



Para transferências bancárias

 

Nome: Schönstatt-Patres International e. V.
IBAN: DE91 4006 0265 0003 1616 26
BIC/SWIFT: GENODEM1DKM

Ao cuidado de: Pe. Pedro Kühlcke, Casa Mãe de Tupãrenda

Original: espanhol (25/7/2020). Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

 

Etiquetas: , , , , , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *