Colocado em 2020-07-27 In A Aliança de Amor Solidaria em tempos de coronavírus, Projetos

Aprendizado, desafios e o valor da presencialidade

URUGUAI, Centro Educacional “Providencia” •

Desde que as autoridades sanitárias anunciaram em maio a volta às aulas, no Centro Educacional Providencia começamos a construir com toda a equipe (coordenadores, educadores, professores e equipes psicossociais) o plano para a volta à presencialidade.  Este retorno às aulas é uma construção coletiva de cada programa a partir de um processo de reflexão e com base nas linhas gerais que traçamos como instituição.—

Para elaborar o plano levamos em consideração os aprendizados durante o tempo não presencial, o que nos parece importante ser conservado na volta à presencialidade, os desafios que tivemos neste tempo e os desafios que nos aguardam. Assim, cada programa (Casa Comunitária, Clube de Crianças, Liceu Providencia e Centro Juvenil) foi se preparando sobre como receber as crianças e os jovens neste retorno.

Este planejamento foi construído também com as trocas entre os educadores e os jovens, escutando e entendendo suas inquietações e aproveitando a experiência que cada um viveu neste tempo para planejar o processo educativo no médio e longo prazo. Acreditamos que é uma oportunidade muito bonita ter essa retroalimentação com as crianças e os jovens para melhorar as práticas e levar em consideração sua voz sobre seus aprendizados.

Parte deste planejamento também está relacionado com o protocolo sanitário que elaboramos de acordo com as diretrizes estabelecidas pelas autoridades e com o apoio e assessoria da Dra. Teresa Gómez. Algumas das medidas que tomamos foram a readaptação das salas, manter os espaços ventilados, desinfetar as instalações entre as turmas, manter a distância, utilizar máscaras, medir a febre na entrada, além de colocar álcool gel e tapetes sanitários na entrada do centro.

Aprendendo no caminho

Tivemos valiosos aprendizados durante a não presencialidade que nos ajudaram a refletir sobre como preparar esta nova etapa para receber as crianças e os jovens e ressignificar alguns conceitos que adquiriram outro sentido. “Por um lado, nestes tempos ressignificamos a importância do encontro presencial no processo de ensino-aprendizado, o que nos dá uma oportunidade valiosa e única para trocar, discutir e compartilhar com os docentes e os companheiros”, sinalizou Laura Voituret, diretora geral do Providencia.

Patricia Orlando, coordenadora pedagógica do Providencia completou, “Há uma riqueza muito grande no intercâmbio em grupo e no trabalho coletivo para gerar conteúdo. Por isso, durante a quarentena procuramos sempre formas para nos encontrar e ver-nos de forma virtual através de ligações de vídeo”.

Por outro lado, durante este período, evidenciou-se a função chave das famílias no processo educativo das crianças e dos jovens e a importância de que participem ativamente deste processo para apoiá-los e acompanhá-los. “No Providencia trabalhamos em conjunto com as famílias para poder garantir o aprendizado e levar adiante a proposta educativa. Não teria sido possível sem o envolvimento e apoio diário”, assegurou Laura.

Além disso, houve um grande aprendizado que tivemos como comunidade educativa (educadores, famílias, crianças e jovens) relacionado com o nível de autonomia e independência que conseguiram as crianças e os jovens na gestão de seus próprios processos de aprendizado, o que nos mostrou muita vontade de aprender. Também aprendemos sobre as novas ferramentas tecnológicas que nos deram a oportunidade de chegar até as crianças e os jovens e, assim, estarmos próximos.

 

Os desafios

A volta às aulas nos trouxe diversos desafios. Temos o objetivo fundamental de assegurar a continuidade educativa e que as crianças e os jovens contem com as ferramentas e competências necessárias que lhes permitam seguir avançando e aproveitando o ciclo educativo.

Por esta razão, desde o Providencia estamos pensando em um processo educativo de dois anos, entre 2020 e 2021. Sobre isso, Patricia sinalizou, “Há um desafio importante sobre quais são os conteúdos que queremos priorizar em relação aos programas acadêmicos e quais são as habilidades que devemos priorizar para que tenham ferramentas necessárias e suficientes para poder gerir seu aprendizado”. Neste sentido, tivemos que ajustar a proposta e sermos muito cuidadosos na hierarquização dos conteúdos e habilidades que queremos que os alunos tenham como ferramentas fortes para o próximo ano.

Outro grande desafio está em transmitir a importância da presencialidade no processo educativo e o valor do coletivo na construção do saber para nos motivar a seguir em frente.

Desde o Providencia organizamos alguns encontros com referências familiares para poder trocar experiências sobre como nos preparamos e as medidas sanitárias que estamos tomando, o que nos ajudou a tirar dúvidas e que eles possam entender como estamos planejando o retorno. “95% das famílias participaram desses encontros e nos contam que as crianças e jovens estão entusiasmados com a volta às aulas presenciais, por poder ver seus colegas e professores, compartilhar, conversar, encontrar-se e voltar a aprender juntos”, conta Laura.

 

A voz dos jovens na volta às aulas presenciais

Investimos muito tempo para conversar com as crianças e jovens do Clube de Crianças e do Liceu Providencia para que nos contassem como tinham vivido esta volta às aulas presenciais e o encontro com seus colegas e professores.

Mauro, do 6to do Clube de Crianças, contou-nos que pouco a pouco foi se acostumando a “passar álcool gel e lavar as mãos ao sair da aula, ao entrar, a cada momento”.

A sala de aula como espaço de encontro e aprendizado

Uma das primeiras reflexões que os jovens destacaram é a diferença que perceberam entre aprender na modalidade virtual e na presencial. “Não é a mesma coisa ter a professora na sua frente que pode explicar muito bem as coisas”, disse-nos Avril, do 6to do Clube de Crianças. Mauro salienta, “na sala é diferente porque podemos perguntar se temos uma dúvida rápida”.

O encontro com os colegas e os aprendizados que surgem na aula são muito valorizados pelas crianças e pelos jovens. Cada um pode contribuir com o outro, compartilhar conhecimentos, qualidades e assim aprender juntos. “Sempre acontece que alguém (um colega) faz a pergunta certa, então estou aprendendo com ele”, conta-nos Ezequiel, estudante do 3ro ano do Liceu.

Outra das expressões que aparece tem a ver com os vínculos, a vontade de voltar a encontra-se com os colegas e educadores. “Gostei muito de voltar a ver meus colegas com quem eu sempre ria. Também voltar a ver os professores de quem eu que sentia falta porque fazia muito tempo que não os via. Voltar a ter as explicações que não podia entender pela internet. Voltar a ver as referências que dão tudo de si para que possamos estar aqui”, destacou Ezequiel.

Além dos conteúdos curriculares, no Providencia buscamos proporcionar que as crianças e os jovens possam desenvolver suas potencialidades e forças. Nesta direção, Mauro nos diz que “aprendemos muitas coisas aqui, a valorizar, a não brigarmos com os outros…”, e destacou, “também reforçamos o que temos que aprender na escola”. Avril, por outro lado, enfatizou, “aprendemos a compartilhar como equipe, a emprestar as coisas, a não brigar, aprendemos tudo isso, a valorizar as pessoas”. Ezequiel também nos comentou que, “aprende-se sobre companheirismo, especialmente nesses momentos, a ter humildade, a ajudar os colegas. Aprendemos muitas coisas”.

Desde o Providencia procuramos gerar espaços para acompanhar os desejos e sonhos das crianças e jovens. “Eu quero terminar e fazer o que eu mais amo (…) quero estudar marítima”, disse-nos Ezequiel. Além disso, contou-nos que “queria voltar” ao liceu e que “sentia que se continuasse estudando pela internet não ia aprender nada, que não ia passar de ano, me sentia assim, e eu quero passar de ano porque quero fazer o que eu quero”.

Com a alegria de continuar aprendendo através do encontro de uns com os outros e a convicção de continuar construindo oportunidades educativas, queremos acompanhar e motivar as crianças e jovens a seguir adiante com confiança e entusiasmo.

Em momentos de desafios e de grande reflexão, recebemos as crianças e os jovens com muita vontade de continuar aprendendo uns com os outros, caminhar juntos e crescer como comunidade educativa.

 

Página Institucional «Providencia»

 

Centro Educativo Providência, Uruguai: educar para a vida

 

Etiquetas: , , , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *