Kentenich Rótulo

La verdad nos hace libres
Paz Leiva, Espanha • Nietzsche certa vez disse: “As verdades que são mantidas em segredo tornam-se venenosas”.  Em outras palavras, coisas que estão no ar ou verdades que mais cedo ou mais tarde passam a ser de domínio público, que se suspeita em todos os lugares, mesmo que não se possa realmente acreditar nelas, acabam se tornando flechas envenenadas capazes de ferir e matar. É por isso que é recomendável expressá-las oportunamente e debatê-las. — Não sou eu quem diz, mas sim o Pe. José Kentenich, na Apologia pro vitaLeia mais
Dilexit EEclesiam
Pe.  Kurt Faulhaber, Alemanha • “A crise do padre Kentenich e a crise da Igreja ao mesmo tempo. O que eles têm a ver um com o outro nas intenções de Deus? Dois acontecimentos que movem nossos corações de uma forma extraordinária. Como duas ondas que convergem e mudam uma à outra, amplificam-se”. – Assim começou uma palestra do padre Kurt Faulhaber, do Instituto dos Padres Diocesanos de Schoenstatt, há mais de um mês, na conferência de delegados do Movimento de Schoenstatt da Alemanha. Uma palestra apropriada justamente para esteLeia mais

Colocado em 18.11.2020In José Kentenich

Agente de Deus

Do Pe. Elmar Busse, Dernbach, Alemanha • Em 24 de Abril de 1974, Günter Guillaume, secretário pessoal do chanceler Willy Brandt, foi detido em Bona sob a acusação de suspeita de espionagem. Na altura da sua prisão, disse: “Sou um oficial do Exército Popular Nacional da RDA e um funcionário do Ministério da Segurança Nacional. Peço que a minha honra como oficial seja respeitada”. Esta sentença foi uma prova essencial para a sua condenação em julgamento, uma vez que, até essa altura, as provas contra ele eram bastante escassas. —Leia mais
Kritik
Por Inge Wilhelm, Alemanha • Nas últimas semanas tenho acompanhado alguns artigos na página schoenstatt.org com crescente espanto. As reflexões formuladas no artigo da redação “Um momento de discernimento” (29/10/2020), sobre a publicação do livro da Sra. von Teuffenbach, me surpreenderam, para dizer o mínimo. E culminam com a “Carta aberta à Sra. von Teuffenbach” de Paz Leiva (14/11/2020). O artigo termina com um agradecimento à Sra. von Teuffenbach pelo trabalho que ela realizou. Como conclusão, diz: “Melhor a verdade, por mais difícil que seja, do que viver com dúvidasLeia mais
Wilfried Röhrig, Alemanha • Em 26/10/2020, a documentação de arquivo “O Pai pode fazê-lo” de A. von Teuffenbach sobre “A Irmã M. Georgina Wagner e outras Irmãs de Maria abusadas” apareceu em Bautz Verlag, Nordhausen. Estas “observações” não se referem a diversas apresentações deste trabalho, entre outras em katholisch.de, e a algumas respostas, mas a questões de equilíbrio e seriedade histórica desta documentação.— +Em primeiro lugar, é preciso assinalar, como nota positiva, que a autenticidade dos documentos citados, principalmente dos Arquivos Provinciais dos Pallotinos de Limburgo, é inquestionável. Estes podemLeia mais
carta
Por Paz Leiva, Madri, Espanha, 07.11.2020 • Sra. von Teuffenbach: Eu li o seu livro. Não foi fácil, e não por causa da língua. A documentação, que forneceu, fez-me, ver por vezes, o ecrã desfocado, que um nó se formasse na minha garganta, ou que o meu estômago se fechasse. Senti-me mal. No entanto, tenho de reconhecer a minha admiração por si. Realizou, em tempo recorde, um trabalho que Schoenstatt deveria ter começado em 1975. Mas, temos estado muito ocupados, celebrando Marcos Históricos, Aniversários, Datas, e quando não era assim,Leia mais
kintsugi
Manuel de la Barreda, Espanha • “O 10 já temos. Agora vamos ver o que temos que fazer para conservá-lo”. Esta frase, ou uma parecida, Michelle Pfeiffer disse no filme “Mentes perigosas” (“Dangerous Minds” 1995). A protagonista, uma professora que chega a um colégio problemático da Califórnia e lhe direcionam à sala com os alunos mais conflituosos, fala essa frase no início das aulas. Isso muda a perspectiva dos alunos e a partir deste começo consegue reconduzi-los. — No fundo, Deus atua conosco da mesma forma. O 10 já nosLeia mais
D-A-CH, Melanie e Ulrich Grauert • “As experiências que não verbalizo, perco-as” (Pe. Tillmann Beller). Uma mensagem do passado “Ao redor da mesa“.  É por isso que verbalizámos a nossa experiência do último fim-de-semana de Outubro para os participantes e para todos os interessados. De 23 a 25 de Outubro realizou-se em Memhölz a primeira reunião “híbrida” para líderes e empresários Ao redor da mesa. Com 17 pessoas, 12 presentes em Memhölz e 5 online/Zoom da Alemanha, Áustria e Suíça, algumas com máscara, outras sem/online. Uma experiência nova e bemLeia mais
https://www.flickr.com/photos/jimcintosh/5551554714, CC BY 2.0, https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=14674859

Colocado em 09.11.2020In José Kentenich

Que reabilitação?

 Gonzalo Génova, Espanha • Entre as várias acusações que Alexandra von Teuffenbach fez contra o Pe. Kentenich, no início de Agosto ela denunciou (ES) que nunca houve qualquer reabilitação formal após o seu regresso do exílio em Milwaukee. Sobre isto houve um artigo anterior em schoenstatt.org onde foram citados os documentos pertinentes ao caso, principalmente duas cartas do Cardeal Ratzinger quando era Prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé, respectivamente em 1982 e 1983, em resposta a diversas consultas e queixas que recebeu, tanto dos Palotinos como da PresidênciaLeia mais
Entrevista com o Prof. Dr. Alejandro Blanco, moderador do Grupo Internacional de Investigação • A Presidência Geral constituiu o Grupo Internacional de Investigação (IFG) e nomeou seus membros. No último dia 30 de outubro o grupo iniciou seu trabalho. Como editorial de schoenstatt.org redigimos perguntas para uma entrevista com o coordenador deste grupo, Prof. Dr. Alejandro Blanco, Secretário Geral da União Internacional dos Sacerdotes de Schoenstatt, membro da Presidência Internacional. As perguntas incluem questões recolhidas a partir de comentários – e também críticas – do Movimento quando da difusão daLeia mais