Colocado em 25. Setembro 2018 In José Kentenich

O Pai convoca toda a Família para a festa em Tupãrenda

PARAGUAI, 15 de Setembro de 2018, Maria Fischer •

Com um grande sorriso e essa cordialidade típica do Paraguai, uma zeladora do Santuário de Tupãrenda com o seu colete azul que os identifica, recebe três peregrinos – dois da Ciudad del Este e uma da Alemanha – à porta do Santuário. Oferece-nos um singelo papel branco e explica: Podem escrever neste papel o que oferecem neste dia e deixá-lo na Talha do Santuário…Sabemo-lo e fazemo-lo há anos. Contudo, este convite tão cordial, tão alegre, tão convicto, faz-nos ajoelhar no Santuário, procurar canetas e dedicarmo-nos durante um longo momento a escrever o que oferecemos, o que pedimos, hoje, neste dia 15 de Setembro, 50º aniversário do falecimento do Padre Kentenich. Nestes poucos minutos trago à Mãe de Tupãrenda e ao Padre Kentenich toda a minha rede de vida, toda esta grande rede de schoenstatt.org, todos os meus amigos e, uns muito especialmente, pedindo, oferecendo e exigindo com confiança e com não tão suave violência…  —

Santuário de Tupãrenda, 15/09/2018

Respiravam-se ares de festa já horas antes do início da celebração do 15 de Setembro, encerramento do Ano do Padre Kentenich e comemoração dos 50 anos da sua partida para o céu. Chegaram schoenstatteanos de todo o país, de Encarnación, Ciudad del Este, Villarica, Concepción, Asunción, San Lorenzo, alguns com viagens de várias horas. Houve encontros e reencontros, saudações e conversas entre jovens e pessoas dos primeiros tempos, entre pessoas das diferentes cidades e projectos. O Pai convoca toda a Família para a festa em Tupãrenda. Muitos tinham camisas ou lenços das suas Dioceses, todos levaram símbolos do Capital de Graças conquistado neste ano. “Nós somos de Encarnación e trazemos s planos do futuro Santuário”, diz Sonia Zaracho. “Oferecemos ao Pai o futuro Santuário”.

Encarnación presente, com o seu Bispo, Mons. Francisco Pistilli

Uma festa e um desafio

Postais do pré-programa: uma dança folclórica com toda a alegria de viver, momentos de aplauso cordial quando foram dadas as boas-vindas às cidades, mensagens em vídeo de paraguaios no estrangeiro ou de pessoas vinculadas com o Paraguai, como a Irmã Andrea, o Pe. Ángel Strada, o Pe. Juan Pablo Catoggio, um vídeo com o resumo das actividades deste ano, uma apresentação da infância do Padre Kentenich, feito por missionários da Campanha…e música, muita música de diferentes épocas que evocou lembranças e emoções.

Com as mesmas, festividade e alegria, se celebrou a Missa, com as Leituras do Domingo, e a Homilia desafiadora de Mons. Francisco Pistilli sobre o poder e a Aliança com o verdadeiro poder que, é o poder de Deus, o poder que é serviço, sobre a Igreja (e um Schoenstatt) sem poder terreno mas, cheio de vida: O nosso poder, vivido no carisma, é o da Aliança de Amor. É a força dos que se sabem amados na sua pequenez e põem à disposição de Deus a sua fragilidade, para que, unidos a Maria, o Senhor faça grandes coisas, para a glória do Deus Uno e Trino. É a força do vínculo querido por Deus, o poder da filialidade, onde o desvalimento do filho se torna bênção do Pai. O nosso poder é o compromisso de seguir Cristo, com Maria, oferecendo o poder humilde do Capital de Graças, a força do concreto que molda a nossa vida cristã, para que Maria, como ministro das graças de acolhimento, transformação interior e envio apostólico, nos ajude a alcançar a plenitude da graça sobrenatural dos filhos redimidos.

Ciudad del Este, Asunción…

Um grande número de todos os povos e nações

Já ao entrar na Igreja e, ainda mais, ao sair da bênção final cá para fora rumo ao Santuário, foi surpreendente ver a grande quantidade de pessoas convocadas pela figura do Padre Kentenich. Enquanto caminhávamos em procissão pelo terreno iluminado por centenas de velas, veio-nos ao pensamento que, fazemos parte de uma multidão convocada em tantos povos e nações que, durante todo este dia peregrinamos com e para o Pai, para nos deixarmos enviar para a periferia, para encarnarmos a sua pessoa e o seu carisma, para o pôr e nos pormos ao serviço da Igreja e da sociedade. Peregrinamos pelo grande terreno de Tupãrenda, enquanto, na Alemanha, na Costa Rica, no Brasil se congregam muitos para celebrações impactantes, como também, em números mais pequenos e celebrações mais singelas, na Cidade do Cabo, Bragado La Plata, Santa Cruz de la Sierra, Florencio Varela, Santa Fé… Ecoa a Homilia de Mons. Pistilli

 Quem dizemos nós que é o Padre José Kentenich? Por vezes, gostaríamos de o apresentar com critérios humanos que agradem ao público, mostrando a sua grandeza nos seus múltiplos escritos e na extensa difusão do seu carisma. O verdadeiramente grande do Pai está em ter vivido a Aliança correcta, como caminho para pertencer, plenamente, a Cristo. Nessa Aliança, foi-se despojando de si mesmo, para deixar que se manifestasse o Deus Providente e rico em misericórdia, o Senhor da História e o Mestre de Vida. A sua biografia é para nós, testemunho dessa escola, onde se vê desde a sua infância até ao seu regresso a Schoenstatt, como, tantas vezes, foi despojado do poder para que, só, confiasse no seu desvalimento filial nas mãos correctas. Gymnich, Oberhausen, Dachau, Milwaukee, neles está revelada a resposta à pergunta. Quem dizem que é o Padre Kentenich?”

Estátua do Padre Kentenich

Para a periferia – Kentenich em saída

Enquanto é benzida a nova estátua do Pai, feita pelo artesão local Juan Pistilli, tiram-se fotografias e toda a alegria desta festa estala num grande fogo-de-artifício sobre o Santuário. Penso no meu programa do dia de amanhã com a visita à prisão de menores e, percebo que, o meu primeiro dia a seguir aos 50 anos do Pai está marcado pela saída para a periferia e que, isto só é possível naquela Aliança que nos leva a viver a Igreja sem poder e cheia de vida que, o Padre Kentenich nos ofereceu com a sua vida e a sua mensagem profética. Pai, em nós, percorre o nosso tempo.

 

 

Original: espanhol (22/9/2018). Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *