Matías

Colocado em 2022-01-29 In Casa Mãe de Tuparendá

A verdadeira história de Matías

Matias, é um dos jovens da Casa Mãe de Tupãrenda (CMT), Paraguai •

“Olá, como estás? Olá, sou o Matías, tenho 19 anos de idade e hoje quero contar-vos a minha experiência. —

Matias

Matías é maior de idade, e está de acordo com a publicação do seu nome e foto em schoenstatt.org

Quando tinha 12 anos, caí na droga. Um sócio, um amigo da rua levou-me ao Chacarita para ir salvar, como nós lhe chamamos (significa roubar). Fomos para a Chacarita e depois disso não quis mais ir para casa, fiquei lá. Graças a Deus que hoje estou bem.

Quando estava em Chacarita, vivia nas ruas e comecei a cometer crimes, a roubar, a prejudicar as pessoas. Fiz 13 anos e o Secretariado da Infância acolheu-me e, a partir daí, nunca mais fui a Chacarita.

A minha mãe e os meus familiares vieram visitar-me quando lá estive, queriam trazer-me de volta, queriam levar-me para casa, mas eu não queria. Eu ia por dois ou três dias e depois fugia de casa novamente.

Em Chacarita encontrei todo a espécie de vício, crack, marijuana. Eu só gostava de crack. Quando já tinha consumido muito comecei a cometer crimes e um dia quando me apanharam fui para a prisão de Misiones, no interior do país e era uma prisão muito lixada para adultos em 2020, “hendy” era, e já começava a apanhar todos os do PCC, o Clã Rotela, depois fui para a prisão de Misiones, estive lá durante 9 meses.

Não se come bem lá, a comida é um desastre, a comida no balde é um desastre, e não se tem visitas, porque os familiares estão longe.

Estive em cinco prisões: Tacumbú, Misiones, Emboscada, Encarnación e Villarrica. Em todas estas prisões e, aqui em Itauguá também, em Reformatórios. Em Tacumbú também é lixado, pelo menos se se estiver no corredor. E é difícil estar lá no corredor, no barracão, dorme-se no chão, quando chove inunda, todos os colchões ficam molhados e depois, quando está frio, sofre-se na prisão.

Agora em CMT a minha realização é formar-me, avançar e não voltar para a prisão, para conseguir um emprego seguro. Com a ajuda de Deus tudo é possível, basta manter uma mente positiva.

Casa Madre de Tuparenda. Donde se puede cambiar la vida

Casa Mãe de Tupãrenda. Onde se pode mudar de vida

Nota:

Esta semana Matias tem uma entrevista para o seu estágio num supermercado, e dentro de algumas semanas irá formar-se na Casa Mãe de Tupãrenda. Obrigado, Matias por partilhares a tua história, obrigado por lutares, obrigado por seres para cada um de nós uma luz na escuridão que nos diz: “É possível”.

Original: espanhol (27/1/2022). Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

 

Etiquetas: , , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.