Gala Musical.  Representantes de Fundaprova

Posted On 2023-12-12 In Casa Mãe de Tuparendá, obras de misericórdia, Schoenstatt em saída

Gala Musical: Colaboremos todos com a Casa Mãe de Tupãrenda

PARAGUAI, Ani Souberlich •

Todos os anos, a Fundaprova (entidade legal que apoia a Casa Mãe de Tupãrenda) vê-se na necessidade de organizar eventos ao longo do ano para suportar as despesas do programa que decorre na CMT. Desta forma, podemos manter as portas da nossa casa abertas a tantos jovens que, quando saem da prisão de menores, precisam de um lugar que os acolha, que os eduque e que os prepare para a vida e para tudo o que é “viver em liberdade”. —Gala Musical

Desde há dois anos, o Estado paraguaio já não colabora economicamente connosco – nem com os salários, nem com as despesas do programa, nem com a alimentação dos jovens, nem com a manutenção da casa – e, por isso, manter as portas da CMT abertas recaiu totalmente sobre os ombros daqueles que fazem parte da Fundaprova, que são pessoas comprometidas por amor a Schoenstatt, que oferecem tudo isto como um grande apostolado de misericórdia.

A arte de angariar fundos, mês a mês

Lembremo-nos de que cada um também tem o seu trabalho, a sua família e as suas correrias, como qualquer outro ser nesta terra. São voluntários. Todos os meses têm de fazer malabarismos para angariar dinheiro suficiente para pagar o salário do pessoal, a bolsa que os rapazes recebem no final de cada mês (equivalente ao salário de um aprendiz), e também para cobrir todas as despesas de alimentação, electricidade, água, serviços telefónicos, etc.; em suma, as despesas necessárias para manter uma casa e um programa de reinserção social para cerca de 20 jovens. É o único programa do género no país.

Por esta razão, já tínhamos organizado o “assado campestre” em Julho, que foi um grande sucesso. Contribuiu para as despesas destes meses, juntamente com a contribuição generosa de muitas pessoas empenhadas que apadrinham um rapaz (1.100.000 gs / 150 US$ por mês) e que contribuem todos os meses para a bolsa de estudo do seu afilhado ou de outro grupo que também contribui todos os meses para o pequeno-almoço dos adolescentes (110.000 gs / 15 US$ por rapaz por mês).

Poderia citar casos concretos de tantos corações generosos. Para fornecer o almoço a um rapaz durante um mês, são necessários 264.000 gs / 36 US$). Há 20 rapazes que participam no programa.

Uma noite de gala musical

Todos os anos, desde a sua criação, Novembro é o mês do nosso último evento. A equipa de eventos foi mais uma vez chamada a organizar uma noite de gala musical sob a direcção do Maestro Luis Alvarez, um grande músico paraguaio.

No dia 30 de Novembro, a gala musical teve lugar no Club Centenario, que cedeu generosamente as suas instalações para este evento de solidariedade. Desde as primeiras horas da manhã, toda a equipa de Fundaprova preparou e decorou o salão, distribuindo 500 cadeiras, colocando os cartazes da Casa Mãe de Tupãrenda e do Emprendimiento Madre de Pan, da empresa patrocinadora DIESA e de outras empresas que sempre colaboram.

Tudo começou pontualmente às 21  horas, como planeado. O Dr. José Marín, presidente da Fundaprova, abriu a gala com algumas palavras cheias de gratidão e esperança para os presentes. De seguida, Derlis Gómez, formado na Casa Mãe de Tupãrenda no passado dia 22 de Novembro, expressou o que isso significou na sua vida.

Derlis con personas de Fundaprova y Casa Madre de Tuparenda

Derlis com as pessoas da Fundaprova e da Casa Mãe de Tuparenda

“Graças ao CMT descobri as minhas capacidades, graças ao CMT hoje sou um profissional”

Derlis foi encorajado a falar perante o público, dizendo:

“Boa noite a todos os presentes, o meu nome é Derlis Gómez, tenho 18 anos e venho da cidade de Itauguá.

Antes de mais, quero agradecer à Sra. Ani Souberlich, directora da Casa Mãe de Tupãrenda e à Sra. Lourdes de Marín por me terem convidado para a Gala Musical.

Estive na CMT durante seis meses, depois fiz o meu estágio no Cabeleireiro e Barbearia Raio Bemba, graças à oportunidade que me foi dada pelo Sr. Pascual Villamayor, mais conhecido por Tote.

O processo na CMT foi muito difícil, nos primeiros meses eu dizia que não ia, que isto, que aquilo, mas algo lá no fundo me dizia:

“Não deixes a CMT, vale a pena e vais aperceber-te disso com o tempo”.

O tempo foi passando e eu fui-me adaptando cada vez mais ao grupo. A verdade é que a CMT me ajudou muito desde que saí do Centro Educativo (= prisão de menores).

É por isso que quero agradecer a todos os que lá trabalham, por me terem ajudado a seguir em frente e a pensar de forma diferente, porque acho que deve ser fácil lidar com jovens que foram libertados depois de muito tempo, porque quando saímos de lá saímos com um plano:

“Eu nem sequer estou aí, estou por ti, percebes, nós não estamos por ninguém”.

Porque mantemos essa forma de pensar cá dentro e quando saímos não nos apercebemos que já estamos cá fora e que temos de ter uma forma de pensar diferente. Graças à CMT, apercebi-me de que tenho de agir de forma diferente para que as pessoas me vejam de forma diferente. A CMT abriu-me os olhos e fez-me compreender que na vida é preciso ter empatia e solidariedade. Graças à CMT descobri as minhas capacidades, graças à CMT sou hoje um profissional. Graças à CMT estou hoje a falar perante mais de 100 pessoas, graças à CMT consegui mudar a minha maneira de pensar e, por isso e por muitas outras razões, digo que a CMT é um dos melhores programas socio-educativos de reinserção social do nosso país.

Estudei cabeleireiro e barbeiro profissional durante três meses no Serviço Nacional de Promoção Profissional, enquanto estava na CMT. De manhã ia à CMT e à tarde ia estudar. Apoiaram-me sempre, estiveram sempre lá a dar-me uma ajuda no que eu precisasse, estiveram sempre lá a dar-me um empurrão. Em suma, a CMT deu uma volta de 180 graus à minha vida”.

No final do seu testemunho, foi muito aplaudido pela audiência, que manifestou admiração e respeito pelo que este jovem de 18 anos tinha conseguido compreender, mudar e melhorar na sua vida, para que o mundo o visse e tratasse de forma diferente.

Souvenir: minis pan dulces haciendo progaganda para aue hagan sus pedidos para las fiestas

Souvenir: minis pan dulces haciendo progaganda para aue hagan sus pedidos para las fiestas

Uma atmosfera de alegria partilhada

As actuações musicais do Maestro Luis Álvarez e da sua orquestra encheram o ambiente de alegria, desde as guarânias nostálgicas às alegres polcas paraguaias que convidavam os presentes à “jeroky” (dança em guarani). Tudo foi muito espontâneo e revelou o verdadeiro espírito de família que reinava no evento.

Foi muito bonito ver pessoas de todas as gerações, desde os “veteranos de Schoenstatt”, como disse o Dr. José Marín, bem como a geração que está a tomar posse com a sua generosa entrega para apoiar e envolver-se em obras de solidariedade.

Encerramos 2023 com profunda gratidão

Encerramos um ano que exigiu um maior compromisso em todas as áreas para que a Casa Mãe de Tupãrenda se mantivesse fiel à sua essência. Ao mesmo tempo, foi um ano onde Ela, a nossa Rainha, não se deixou ultrapassar em generosidade, onde as dificuldades se tornaram oportunidades, onde o Capital de Graças foi abundante e, por isso, foi um ano ricamente abençoado para a nossa Casa.

Encerramos 2023 com profunda gratidão à FUNDAPROVA, que corajosamente assumiu e carrega nos ombros a execução da Casa Mãe de Tupãrenda com fé na Divina Providência. Gratidão a tantas pessoas que ao longo deste ano arregaçaram as mangas e nos ajudaram a manter as portas da Casa abertas com As suas orações e sua contribuição concreta “E Deus, que vê o oculto, te recompensará” (Mateus 6,6).

Desde a Casa Mãe de Tupãrenda queremos, com a nossa gratidão, desejar-vos um Natal abençoado e que o Menino Deus nasça nos nossos corações, enchendo-os de alegria, amor, saúde, trabalho e tudo o que Ele, no seu infinito amor misericordioso, sabe que necessitamos.

Panadería 



Todos somos Casa Madre de Tupãrenda

Todos os artigos sobre a Casa Madre de Tupãrenda

Donativos – pois realmente fazem a diferença

Conta bancária no Paraguai
BancoFamiliar
SWIFT FAMIPYPAXXX
Conta corrente 50 00408672
Em nome de: FUNDAPROVA
RUC 80079669-1

Conta bancária na Alemanha
Nome: Schönstatt-Patres International e. V.
IBAN: DE91 4006 0265 0003 1616 26
BIC/SWIFT: GENODEM1DKM
Ao cuidado de: Casa Madre de Tupãrenda

 

Original: castelhano (10/12/2023). Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

Tags : , , , , , ,

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *