Colocado em 14. Janeiro 2018 In obras de misericórdia, Projetos

Crianças e Adolescentes do Catarina Kentenich realizam atos solidários de final de ano

BRASIL, Vitor H. Possetti •

Crianças e Adolescentes dos Serviços de Acolhimento do Centro Educacional Catarina Kentenich realizam atos solidários de final de ano em São Paulo, dando um exemplo de solidariedade.

Ajudar aos que mais precisam

Inspirados pelo clima natalino e de final de ano, crianças e adolescentes dos Serviços de Acolhimento Institucional da Criança e do Adolescente Catarina Kentenich decidiram realizar diferentes atos solidários pela cidade de São Paulo. A maioria deles são membros do Jumas e das apóstolas.

Essas duas casas de acolhida fazem parte do Centro Educacional Catarina Kentenich, a sombra do Santuário da Mãe Rainha, no Jaraguá, oferecendo acolhida a mais de 40 crianças e adolescentes entre zero e 18 anos, afastadas provisoriamente do convívio familiar por medida protetiva.

A ideia de realizar atos solidários partiu de alguns adolescentes no sentido de ´´ajudar aos que mais precisam´´ e logo essa corrente contagiou a praticamente todos os acolhidos das duas casas. Com isso, foram realizadas algumas reuniões com a presença de profissionais das equipes técnicas e do assessor de pastoral, onde se partilhou as ideias, e se decidiu as ações solidarias que seriam realizadas, distribuindo algumas tarefas e responsabilidades entre os acolhidos.

Ação solidária

O primeiro ato solidário foi a visita a uma casa de repouso da região, onde as crianças entregaram desenhos natalinos feitos por elas mesmas, também partilhando panetones, cantando algumas musicas e distribuindo abraços e muita simpatia à cada um dos senhores e senhoras que ali vivem. Foi um dia emocionante e inesquecível para as oito crianças que representaram a todas as demais, assim como para os ´´avôs e avós´´ da casa, que se despediram com um ´´volte sempre´´.

Outro ato solidário decidido pelos acolhidos foi realizado pelos adolescentes da casa, que saíram uma tarde para compartilhar panetones com moradores de rua da região central de São Paulo. Essa ação terminou no mosteiro de São Bento com uma oração por todas as pessoas com quem se partilhou nesse dia.

A terceira ação solidária foi a visita a casa dos vizinhos e de diversas famílias da comunidade, levando cartõezinhos e docinhos, onde as crianças tomaram a iniciativa de ir ao encontro dos demais desejando um Feliz Natal e um feliz ano novo, para a surpresa e alegria de muitos. Essa atividade foi realizada em diferentes dias em vários grupos distintos, protagonizado especialmente pelas crianças com sua típica espontaneidade.

A generosidade das crianças

A última ação solidária foi talvez a mais surpreendente. As crianças acolhidas decidiram dividir alguns de seus próprios brinquedos com crianças em tratamento de câncer. Foi impressionante sua disposição e generosidade. Muitas doaram mais de um brinquedo, roupas, sapatos, até cabelo queriam doar. Havia carrinhos, bonecas, jogos diversos, bolas, etc. Alguns ainda na caixa, novinhos, e todos em bom estado. A atividade foi realizada junto a Casa Ninho, que acolhe mães e crianças carentes de outras cidades e estados que vem fazer tratamento de câncer em hospitais de São Paulo. As mães e crianças da Casa Ninho e as quatro crianças do Catarina, que representaram todas as outras nessa visita, se encontraram e partilharam uma bela tarde. A meninada conheceu a casa, comeram e pintaram juntas e fizeram a entrega dos presentes. Havia brinquedos para todas as crianças da casa e ainda sobraram muitos. Alguns ficaram para os que futuramente sejam acolhidos na Casa Ninho e outros reservados para uma visita posterior a casa dos adolescentes em tratamento de câncer desse mesmo projeto. Todos da casa estavam agradecidos e felizes com a atividade e também se despediram com um ´´volte sempre´´.

Foi muito especial, por exemplo, escutar a reflexão de um dos adolescentes que reconhecia no fato de praticamente nunca haver recebido brinquedos antes, uma motivação para partilhar com os mais pobres aquilo que agora tem.

Que o exemplo das crianças nos provoque e sirva de testemunho e inspiração para uma vida mais solidária, em saída, sensível aos que ´´mais precisam´´, como um sinal de esperança.

 Fonte: www.jumasbrasil.com.br

Etiquetas: , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *