Colocado em 14. Janeiro 2018 In Vida em Aliança

Maria: estrela polar no sistema “humanidade”.

ITALIA, Maria Lucrezia Rallo •

O ano 2017 já passou, e seguramente será um ano que nós, a grande família de Schoenstatt, recordaremos, entre outras coisas pelo primeiro grupo de Apostolas em Itália, a primeira Juventude Feminina em Sicília e em Apulia. Um ano no qual a celebração de cada um permitiu, à luz de Maria, entrar nos corações de todos os que encontrámos no nosso caminho. Isto é testemunhado por um pequeno grupo de meninas, que cada dia na sua pequenez trazem Maria para a sua realidade: as Apostolas.

Natal é….

Como conclusão deste ano, as pequenas Apostolas de Marineo realizaram (apenas em dois dias!) um pequeno espetáculo com o título: “Natal é…”

Para além dos maravilhosos bailes, cantos e pequenos efeitos especiais criados pelos seus sorrisos, foi emocionante entender até que ponto Maria entrou nas suas vidas. O título elegido para esta inovadora forma de oração não é casual. Quase pareceria incompleto, mas não é, porque cada uma delas, como cada um de nós, deve completar a frase com o que nos vai de mais querido no nosso coração.

Como Apostolas, as meninas completaram a frase com uma terminação simples, mas fundamental: acolhimento, abrigo. O mesmo abrigo que demonstraram no recebimento de uma nova menina no grupo, o mesmo acolhimento que se vê nas suas famílias para receber o Movimento e o mesmo acolhimento que se sente por parte das Irmãs do Colégio de Maria de Marineo, que nos hospedam nas suas casas, fazendo-nos sentir próximas do Santuário Original.

Cada uma de delas é especial pelo que é!

Cada Apostolo lembra-me uma parte da nossa Mãe, que tem uma imensa bondade, mas também paciência. Cada uma delas é especial pelo que é! Por isso, em colaboração com a mítica Ir. Julia (uma Irmã de Maria brasileira que trabalha em Itália), com um voluntário de Roma que com a sua bondade financiou a ideia, e com a minha avozinha que a realizou, oferecemos-lhes umas bolsas. As bolsas eram aparentemente iguais, mas na realidade eram únicas porque cada uma tinha o nome de uma pequena Apostola. Um pequeno símbolo que confirma (e pré-anuncia também, de algum modo, “a conquista do lenço”) a grande responsabilidade e importância que o seu papel de Apostolas tem para nós, Movimento de Schoenstatt, e para a sociedade.

Maria, luz do caminho para Jesus

Para este 2018, o desejo que tenho para nós como família de Schoenstatt e para a humanidade inteira é ter a possibilidade de ser instrumentos nas mãos de Maria, e que Ela possa ser a nossa estrela polar: Luz do caminho para Jesus.

O único medo neste novo ano é não poder ajudar Maria ao ser o seu pequeno lápis, porque ser instrumento é aproveitar a força de cada filho de Maria, para que não se perca jamais.

Original: Italiano. 10/01/2018. Tradução: Maria de Lurdes Dias, Lisboa, Portugal

 

Etiquetas: , ,