P. Tiago

Colocado em 2021-01-23 In Schoenstatteanos

Assim recordo o Pe. Tiago: alegre e confiante

CHILE, Jorge Fantuzzi •

A última vez que vi o Padre Tiago foi alguns dias antes de ele regressar a Portugal para continuar o seu tratamento do cancro. Ele celebrou uma Missa improvisada e depois ficámos para almoçar e fizemos uma partilha com vários dos seus amigos chilenos. —

Aproveitámos a oportunidade para partilhar memórias e desfrutámos do seu humor especial. Percebemos que nos conhecíamos há mais de 20 anos, quando ele ainda era seminarista e a maioria de nós que, estávamos na refeição, éramos estudantes secundários da Juventude Masculina de Campanário.

Recordámos, por exemplo, como ele nos motivou a ir a Lisboa para trabalharmos para a Juventude Masculina. Deixou-nos com esta ideia “no ar” e o resultado foi a missão “Porta da Europa” que teve a juventude chilena, permanentemente, em Lisboa durante quase cinco anos e que deixou vínculos que perduram.

Houve também memórias da sua Ordenação, anedotas no Chile e em Lisboa, escapadas para comer pasteis de Belém e momentos chave da nossa espiritualidade. Não pudemos evitar falar de temas difíceis, desconfortáveis e tristes, que também fazem parte da história que partilhámos.

Tiago

Celebrámos o que tínhamos vivido

Quando nos despedimos naquela noite, fizemo-lo com a esperança de nos voltarmos a ver fisicamente, mas com a clareza da possibilidade de que o cancro não o permitisse. Sabíamos que, talvez ele regressasse a Lisboa para passar os seus últimos dias. No entanto, rimo-nos e celebrámos o que tínhamos vivido.

Tiago contou-nos da sua alegria pela vida que Deus lhe tinha dado. Falou-nos da sua paz de espírito – independentemente do que acontecesse – e da esperança de ser recebido por Jesus e pela Mãe após a sua partida. Apesar da tristeza que a sua partida do mundo terreno nos dava a todos, regressei a casa nesse dia com uma sensação de tranquilidade e confiança.

Estou certo que, para todos nós que o conhecíamos, a sua memória será assim: alegre e confiante. Dou graças pela sua vida e pela sua amizade.

Original: Espanhol (20/1/2021). Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *