P. Bodo-Maria Ehrhard

Colocado em 2020-12-19 In Schoenstatteanos

O Pe. Bodo Erhard faleceu

ALEMANHA, Maria Fischer •

Entre as histórias de Schoenstatt da minha infância, lembro-me de uma conversa entre dois jovens com as mesmas áreas de estudo (Física e Matemática), que pertenciam à lendária União da Juventude. Um deles era professor de liceu e o outro estava prestes a fazer carreira na indústria, ambos ainda à procura da sua vocação na vida e convencidos de que tinham de estudar e compreender melhor a pedagogia deste Padre Kentenich, com quem muitas vezes se tinham sentado à volta da mesa para discutir as coisas de Deus, do mundo e de Schoenstatt, a fim de moldar e mudar o mundo, mas como? Como cientista na indústria? Como professor? Como pai de família na União ou no Instituto das Famílias? Como sacerdote?

É lendária esta conversa em que, este físico bem sucedido falou sobre como fez a mesma série de medições vezes sem conta na Siemens e, depois se perguntou a si próprio: “Poderá isto mudar o mundo?

E, se ainda não morreram, então ainda hoje falam? Não. Um deles deixou as medições para se tornar padre: Bodo Erhard. —

Os caminhos vocacionais dos jovens desta história e de tantas outras separaram-se, e no entanto, voltataram a cruzar-se repetidamente em Schoenstatt (e sabia-se então que haveria discussões intermináveis sobre Deus e o mundo e sobre Schoenstatt, e como criança, rezava-se fervorosamente antes da próxima visita anunciada a Schoenstatt para que não aparecesse mais do que um “eles”). Muito mais tarde, esta figura da história da infância de Schoenstatt, tantas vezes contada, tornou-se autora do texto alemão “Quem é esta Senhora”, o Padre de Schoenstatt consagrado na terra do desejo, a Argentina, o Superior Geral dos Padres, a testemunha contemporânea (nessa ordem).

A multidão em frente ao Santuário Original

Salto no tempo, Janeiro de 2006, história real publicada em schoenstatt.org:

P. Bodo-Maria Erhard, 2006

“Ele esteve presente em Roma em 1965, e acompanhou o Pe. Kentenich de Roma a Frankfurt. Reviveu os dramáticos últimos dias antes da Véspera de Natal, quando até ao último minuto havia a pergunta: Poderá o Pe. Kentenich ir à Alemanha e depois a Schoenstatt para o Natal?  Essas pequenas coisas que eram excitantes, e que, normalmente, são um pouco embaraçosas, foram o que lhe ficou gravado, disse o Pe. Erhard, com humor. Por exemplo, a situação em que o passaporte do Padre Kentenich não aparecia aquando da sua partida de Roma. Faltava o passaporte do Pe. Kentenich. Todos estavam muito perturbados, disse o Pe. Erhard, “e o pai lá permaneceu, muito calmo, como um comandante a olhar ao longe. Também não olhou se as Irmãs encontravam ou não alguma coisa por lá, apenas olhava para a frente…. e todos nós continuámos à espera em silêncio” – até o passaporte finalmente aparecer. Outro acontecimento ocorreu com a multidão que, se aglomerou em frente ao Santuário Original, facto que foi bastante mencionado, no qual o Pe. Erhard “se colocou cada vez mais para trás” porque já tinha tido muitos encontros com o Pe. Kentenich. O Pe. Kentenich, que o viu sair do Santuário Original e não o reconheceu por causa da luz minguante do pôr-do-sol, dirigiu-se a ele “saudando e apertando mãos pelo caminho”, – e quando o reconheceu, “rodou sobre os calcanhares, voltou a saudar e depois tudo voltou ao normal”.

Chamado à casa do Senhor no Domingo de Gaudete

Aos 96 anos, o Pe. Bodo-Maria Erhard foi chamado à casa do Senhor na tarde do terceiro Domingo do Advento, o Domingo de Gaudete.

No obituário, Theo Breitinger escreveu: “Depois de 1956, os círculos informados estavam conscientemente convencidos da necessidade de criar uma nova comunidade de Padres no lugar dos Palotinos. Em 1959, decidiu não seguir o caminho para o sacerdócio diocesano na Diocese de Munique, mas participou activamente nos preparativos para uma nova fundação. Terminou os seus estudos teológicos em 1961 e deixou o seminário em Munique. Em 1963, em preparação para a nova fundação, o seu percurso conduziu-o e, a outros candidatos, a um período de formação em Milwaukee, onde conheceu o Pe. Kentenich mais intensamente. Foi logo conquistado por ele para tarefas posteriores de liderança no novo Instituto, devido à sua experiência de vida.

O Pe. Bodo-Maria Erhard foi ordenado sacerdote a 8 de Setembro de 1964 na Argentina, por imposição das mãos do Arcebispo Antonio Plaza. Desde então, trabalhou praticamente durante anos na direcção da nova comunidade dos Padres de Schoenstatt, até que, depois de deixar o seu cargo em 1999, se mudou para uma filial dos Padres em Essen. De 1965 a 1974 ocupou a mais alta posição na comunidade, como o primeiro Superior Geral da mesma.

Durante este período, o Monte Sion, casa dos Padres de Schoenstatt, foi fundado e construído. O Pe. Erhard desempenhou um papel importante neste processo, começando com a aquisição do terreno, o nome do Monte Sion, a construção do Santuário e as várias casas da comunidade dos Padres no Monte Sion. Durante o seu tempo como Superior e mesmo depois, dedicou-se, intensamente, à criação de uma comunidade de Adoração no Monte Sion, promovendo assim o fundamento espiritual e a profundidade necessária para a nossa comunidade sacerdotal fortemente apostólica. Depois do seu cargo de Superior Geral, permaneceu ao serviço da sua comunidade como Superior Provincial da província de Sion durante mais doze anos, de 1974 a 1986. Nos últimos anos, desde 2004, o Pe. Erhard pertenceu à Filial dos Padres na Casa de Adoração do Monte Sion e participou activamente no serviço de oração dos nossos confrades no Santuário de Sion.

O réquiem e o funeral serão no dia 18 de Dezembro de 2020.

Em vez de enviar coroas e flores, pode apoiar a formação sacerdotal dos Padres de Schoenstatt. Muito obrigado pela sua ajuda!

BIC:        GENODEM1DKM
IBAN:     DE79 4006 0265 0000 0107 00
VWZ:    “Pater Erhard”


Nachruf - P. Bodo ErhardtObituário do Pe. Theo Breitinger — Pe. Bodo-Maria Erhard (em alemão)

 

 

 

 Original: Alemão (15/12/2020). Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *