Colocado em 2015-09-25 In Schoenstatteanos

Vinculação

Por X. •

Schoenstatt significa para nós vinculação com outras famílias. Há pouco tempo pude experimentar, muito especialmente, esta vinculação com outras famílias.

Numa segunda-feira de manhã, repentinamente, senti grandes dores de estômago e tive vontade de vomitar várias vezes. Devido a que a dor e as náuseas não melhoravam, suspeitei de que se tratava de apendicite e telefonei ao meu marido. Ele veio diretamente do trabalho para casa e levou-me logo ao hospital, já que quase não conseguia manter-me de pé. Depois de alguns exames ficou claro que a minha suspeita estava certa e que era necessária uma operação. Como ainda estou a dar de mamar ao nosso filho, ele permaneceu comigo no hospital e depois da operação mudaram-nos para o pavilhão de maternidade por aí haver camas adequadas para mães com bebes.

Enquanto o meu filho dormia, fiquei acordada na cama do hospital e refleti sobre o passado. Dali tinha uma boa vista para a cidade. Tudo me parecia muito irreal, pensando que na cidade as pessoas continuavam a sua vida normal, enquanto que no hospital sentia-me como se estivesse numa ilha, onde o tempo passava de maneira diferente.

Uma mensagem no telemóvel

De repente recebi uma mensagem no meu telemóvel. Era uma amiga. As nossas famílias são amigas há muito tempo, conhecemo-nos na juventude apadrinhámos mutuamente os nossos filhos. Também trabalhámos juntas na Obra Familiar de Schoenstatt. Não tinha tido oportunidade de contar à minha amiga sobre a operação, já que tudo tinha acontecido muito rápido.

Escreveu-me pedindo se podíamos orar por eles, pois ela encontrava-se com a sua filha no hospital por problemas respiratórios. Respondi-lhe de imediato, perguntei-lhe em que piso estavam e contei-lhe que eu também estava no hospital com o meu filho mais pequeno. Vim a saber que elas estavam na mesma ala do hospital, uns pisos mais abaixo, em pediatria. Apesar da situação no hospital não ser a mais agradável para nenhuma das duas, sentimo-nos muito unidas nesse momento e isso, simplesmente, fez-nos sentir bem.

Eu creio que nessa noite nos sentimos ambas muito gratas por essa vinculação e pelo sentimento de saber que nessas situações podemos sempre contar com alguém que está perto de nós.

Original: alemão. Tradução: Maria de Lurdes Dias, Lisboa, Portugal

 

Etiquetas: , , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *