Colocado em 2. Maio 2015 In Schoenstatt em saída

Um elemento especial da pastoral do Santuário de Tupãrenda: a Missa para enfermos e idosos

PARAGUAI, por María Fischer, Rita e Wilson Santacruz, Mariela Beatriz Vignola •

Como o fazem? Qual é o mistério do Santuário de Tupãrenda? Que tem o Santuário que nos enamora ao instante? Que fenômeno acontece que tantas pessoas se sentem próximas a Deus neste Santuário?

São perguntas que surgem ao ler os testemunhos, ver as fotos… e mais ainda ao estar no meio deste mistério, no meio deste fenômeno de Santuário aberto, de Santuário de todos, de Santuário que te rouba o coração e te faz pensar em como voltar o antes possível…

Uma e a primeira resposta é “graça”. Outra e não menos importante é “capital de graças”, e nisto: a pastoral do Santuário, a cargo do reitor, o Padre Antonio Cosp, e uma grande equipe de leigos capazes, comprometidos e criativos, coordenados por Diana e Alejandro Caballero. Uma das inquietudes da pastoral do Santuário é simplesmente que todos encontrem seu lugar, sua benção, sua graça em Tupãrenda. É assim que surgiu a Missa para enfermos e idosos.

150429-03-paraguay-misa-ancianos-enfermos

Como chegar aos enfermos e idosos

Compartilham Rita e Wilson Santacruz: Em 15 de março realizamos nossa terceira Missa Especial para enfermos e idosos em Tupãrenda. Uma experiência única é viver tão de perto o duro transitar que levam nossos irmãos que se encontram privados da saúde, como também de nossos idosos que cada vez se tornam mais crianças, voltam a ser crianças de espírito e caráter; esperando o retorno a casa do Senhor.

Fizemos uma frutífera campanha de difusão, prova disso é que tivemos a visita de mais de 300 enfermos cadastrados, considerando aqueles anotados depois das missas dominicais, a quem buscamos em suas casas com os veículos de voluntários; como também aqueles que foram recebidos pela equipe de recepção, a cargo da JM e JF. Muitos chegaram com seus respectivos familiares, o que ocasionou que perdêramos a conta do número de enfermos presentes.

Para levar adiante este maravilhoso e enriquecedor trabalho que a Mãe nos confiou, nos organizamos em várias equipes:

  • Comunicação e Difusão
  • Primeiro círculo (como experientes)
  • Transporte (veículos de irmãos voluntários, para busca e posterior retorno)
  • Estacionamento e ordenamento dos veículos
  • Recepção e acomodação de convidados (colocando “stickers” para identificar os convidados)
  • Infra- estrutura (colocação de cadeiras, ventiladores)
  • Equipe confissão (prioridade para os convidados)
  • Saúde, um médico de plantão
  • Logística; cadeira de rodas, água, merenda
  • Liturgia, Ministros, Sacristia (foram repartidas mais de 500 garrafinhas com água benta)

O momento forte da Missa foi quando nosso Padre Antonio Cosp repartia a Unção dos Enfermos. Vimos rostos cheios de Fé e Esperança, olhos que nos mostravam que jamais devemos perder a confiança no bom Deus.

É importante lembrar que havíamos conseguido com o albergue “La Providencia”, do Hospital do Câncer de Areguá, trazer a 15 enfermos com tratamento oncológico, que foram trazidos por um veículo especial (lindo presente da Mãe) que finalizada a Missa, pediram que se lhes levasse até o Santuário; muitos não podiam caminhar, por esse motivo alguns foram com o mesmo veículo, outros, ajudados por nossos servidores. …Outro momento muito forte

Queremos agradecer a DEUS e a todos os que colaboraram, por nos haver dado a oportunidade de servir a estes irmãos que estão passando por momentos difíceis.

150429-04-paraguay-misa-ancianos-enfermos

A resposta do amor de DEUS

Mariela Beatriz Vignola compartilha seu testemunho pessoal das Missas para idosos e enfermos:

Falo de meu próprio testemunho, participei das Missas de idosos e enfermos realizadas anteriormente, e cada uma delas roubou meu coração, ao ver estes enfermos crianças e vovozinhos. Ver os rostos de cada um deles ao início da Missa e a mudança realizada neles ao final da Missa como lhes disse antes “Não tem igual!”.

É um momento muito forte, se sente o Espírito Santo, e não apenas eles que recebem a Unção saem sanados, todos os que colaboramos de alguma maneira também. O gozo que cada um sente é a resposta de amor de Deus Trino e de nossa mamãe Maria.

Posso contar-lhes outros dois testemunhos; um da leitora do dia: Sandra Landraida, que por ser sua primeira experiência como leitora se preparou com antecipação para estar em frente lendo e, ao ver os vovozinhos sentia tanta emoção que se lhe faltava sua voz. Como era de esperar seu pai Marco lhe deu a benção antes de cumprir a tarefa, e ela dizia a si mesma: “Tenho que poder!… ajude-me Mãe, não posso falhar nem a vós nem aos vovozinhos”.

Também a Coordenadora da Cidade de Capiatá, Nilsa Fernández, que participou pela primeira vez, estava envolta em lágrimas e de repente disse: “não sei o que acontece comigo”… Ao me dizer isso, lhe respondo que é a manifestação do Espírito Santo que te faz ver a necessidade que há e que te chama para servir e para estar aqui na próxima Missa.

As JF e JM, mais acostumadas a esse tipo de apostolado por sua audácia e juventude, sentiram-se protagonistas. Pessoalmente os felicitei pela boa convocatória e pela tarefa cumprida extraordinariamente bem. Aclarando, aos rapazes que ganharam das meninas 6-2, mas não sem antes também reconhecer que estiveram espetaculares com a acolhida aos idosos transportando até a ISMT (Igreja Santa Maria de La Trinidad) os que chegavam em cadeira de roda.

Pessoalmente este ano pude levar meu pai e meu tio, que é como meu pai também. Posso dizer-lhes que me emocionei muito, e que eles saíram felizes!

Meu pai conhece o P. Kentenich pelas histórias que lhe conto e em todo o caminho de regresso a casa ele lhe relatava isso mesmo a meu tio, não deixavam de comentar que linda estava a Igreja. Eles são devotos da Virgem de Caacupé e rezam o Terço todos os dias às 18:00hs em nosso Santuário Lar; mas o que aí experimentaram não o sentiram em outro lugar. Que grande é a Virgem!

Esta Missa é de sanação para todos os que participamos e especialmente é um chamado muito forte para a Misericórdia de Deus. Quando me convidaram para a Pastoral de Sanação não me sentia digna de pertencer a este Apostolado; mas no primeiro ano que participei a Mãe me mostrou e me fez sentir que podia ser um instrumento para servir nessa tarefa, e o confirmou em meu coração…

150429-01-paraguay-misa-ancianos-enfermos

Com material da revista Tupãrenda, 4/2015
Original: Espanhol – Tradução: Lena Ortiz – Ciudad del Este, Paraguay

Etiquetas: , , , , , ,