Colocado em 2015-09-15 In Francisco - Mensagem

“Que cada Paróquia, cada Comunidade religiosa, cada Mosteiro, cada Santuário da Europa hospede uma família, começando pela minha Diocese de Roma”

FRANCISCO EM ROMA •

“Ao aproximar-se o Jubileu da Misericórdia, dirijo um pedido às Paróquias, às Comunidades religiosas, aos Mosteiros e aos Santuários de toda a Europa que, para pôr na prática, aplicando à vida, o Evangelho, dêem hospedagem a uma família de refugiados. Trata-se de “um gesto concreto como preparação para o Ano Santo”, pediu o Papa Francisco, no Domingo 6 de Setembro, a seguir à oração do Ângelus.

O Papa Francisco pediu no Domingo, 6 de Setembro, que todas as Paróquias, Comunidades religiosas, Mosteiros e Santuários da Europa, hospedem as famílias de refugiados que, estão a chegar, estes dias, ao Continente ao fugirem da perseguição religiosa e das guerras nos seus países, entre eles a Síria e o Iraque. Trata-se de uma das, mais graves, crises migratórias, da História. A seguir à oração do Ângelus, o Pontífice assegurou que “a Misericórdia de Deus se reconhece através das nossas obras, tal como, nos testemunhou a Beata Madre Teresa de Calcutá, de quem recordámos o aniversário da sua morte”

Assim, “face à tragédia de dezenas de milhares de refugiados que fogem da morte devido à guerra ou à fome, e estão a caminho rumo a uma esperança de vida, o Evangelho chama-nos, pede-nos que estejamos «próximos», dos mais pequeninos e abandonados. A dar-lhes uma esperança concreta”.

O Papa pediu, além disso, que não se lhes diga apenas : «Coragem, paciência!…». A esperança cristã é combativa, com a tenacidade de quem caminha rumo a uma meta segura.

“Portanto – acrescentou o Santo Padre – ao aproximar-se o Jubileu da Misericórdia, dirijo um apelo às Paróquias, às Comunidades religiosas, aos Mosteiros e aos Santuários de toda a Europa a expressar o aspecto concreto do Evangelho e a acolher uma família de refugiados.

Trata-se de “ um gesto concreto em preparação para o Ano Santo da Misericórdia”. “ Que cada Paróquia, cada Comunidade religiosa, cada Mosteiro, cada Santuário da Europa hospede uma família, começando pela minha diocese de Roma.

Por último, “dirijo-me aos meus irmãos Bispos da Europa, verdadeiros pastores, para que nas suas Dioceses apoiem este meu apelo, recordando que Misericórdia é o segundo nome do Amor: «Tudo o que fizerdes a um só destes meus irmãos mais pequeninos, a Mim mesmo o fizestes» (Mt 25, 40).

Também as duas paróquias do Vaticano acolherão nestes dias duas famílias de refugiados”, anunciou ao concluir.

Fonte Aica e Rádio Vaticano

Na Europa, há mais de 30 Santuários de Schoenstatt…

Original: espanhol. Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

 

Etiquetas: , , , , , , ,