Colocado em 2016-12-01 In Vida em Aliança

Sessenta anos do Santuário de Oberá

ARGENTINA, Silvia García •

20161120_obera_184046Com gratidão por todas as bênção recebidas, no dia 21 de novembro celebraram-se os 60 anos do Santuário “Garantia do 20 de Janeiro” em Oberá, Província de Misiones, Argentina, com a participação ativa de toda a Família de Schoenstatt e de numerosos peregrinos de todo o NEA (Nordeste da Argentina), recordando a mensagem que lhes deixou o Padre José Kentenich: “Misiones, com a sua natureza pujante, será um florescente Jardim de Maria”.

Os festejos iniciaram-se no dia anterior com a Eucaristia celebrada na Catedral. Depois todos partiram em procissão até ao Santuário. Ali partilharam a meditação do terço, depois um cântico e terminaram todos abraçando o Santuário, com fogos de artifício e um brinde.

O Santuário de Oberá está aberto durante o dia a toda a comunidade e a afluência é enorme. Todo o dia desfilam por ali crianças, adultos que apresentam à Mater as suas alegrias, angústias, preocupações, gratidão e louvor. A atividade apostólica também é muito grande e diversificada.

O Pai no exílio e o Santuário construído por alunos

A pedido da autora, a Irmã Kunigunde, responsável da biblioteca do colégio e, também, a guardiã do Santuário, fez um resumo da história do Santuário:

As Irmãs que chegaram em 1949, dedicaram-se à educação, e lentamente foi surgindo o “Colégio Mariano”, em pleno centro da cidade, em frente à principal paróquia católica. Em 21/9 o Padre Kentenich chega a Posadas, Misiones, e em 22 de setembro chega a Oberá, onde é recebido com muita alegria pelas Irmãs de Maria e pelos residentes da povoação. Em conversa com sacerdotes do Verbo Divino, manifesta o seu interesse em erigir um centro espiritual no Nordeste Argentino.  Conhece um terreno em Posadas e regressa a Buenos Aires em 30 de setembro. Em janeiro de 1956, as Irmãs manifestam o seu anseio de ter um Santuário Oberá. Muitos impedimentos surgiram nesse momento mas Deus elege o pequeno e, sim é o seu plano, se preocupará também pela sua realização, mas, exige também a fé e a colaboração humana.

Em julho de 1956 chega a carta da Irmã Úrsula, Superiora Provincial, que entre outras coisas disse: “Se querem um Santuário em Oberá, apressem-se”. No mesmo dia envia-se uma carta ao Bispo Francisco Vicentín, Bispo de Corrientes e Misiones pedindo a autorização para a construção.

Ao ter a aprovação, em 24/09, festa de Nossa Senhora das Mercês, coloca-se a pedra fundamental e inicia-se a construção no amplo pátio do Colégio. O construtor é o Sr. Anton Schmitz e os colaboradores são os alunos. Contam que colaboraram na construção. Também se oferecem muitas orações e contribuições ao capital de graças. Com a colaboração dos habitantes de Oberá veem-se crescer os muros dia a dia. O Padre Kentenich já estava no exílio em Milwaukee, existiam muitas proibições e temia-se a anulação da autorização para a construção do Santuário. Com alegria, muito esforço e oração, em dois meses consegue-se finalizar a obra e o Santuário é abençoado no dia 21 de novembro, na festa da Apresentação de Maria.

Com o passar dos anos, foram-se conquistando os distintos símbolos e hoje, no seu 60° aniversário, quem foi aluno do Colégio e é membro do Movimento, vê com imensa alegria como se abriram as portas à comunidade e a toda a região nordeste, o anseio do nosso Pai Fundador.

Original: espanhol. Tradução: Maria de Lurdes Dias, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , , , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *