Colocado em 1. Dezembro 2016 In Dilexit ecclesiam

Rezar pela Síria – uma iniciativa no local mariano de peregrinação Kevelaer e mais além

SÍRIA/ALEMANHA, por  Domradio •

A guerra na Síria não acaba – a política não acha solução. A única coisa que pode ajudar é rezar? Talvez. Justamente, por esse motivo surgiu uma iniciativa em Niederrhein, Alemanha e, na segunda-feira, 5 de Dezembro, começar-se-á uma corrente de oração no local de peregrinação Kevelaer.

domradio.de: O que é que vocês acham que se conseguirá, rezando juntos, nas próximas segundas-feiras do Advento que, já não se tenha conseguido despois de todos os esforços internacionais pela Síria?

Dra. Elke Kleuren-Schryvers (Médica, presidente da Fundação Pró-Humanidade e coorganizadora do Encontro de Oração de Kevelaer): O facto de que, politicamente, nada se move, excepto o aumento dos bombardeamentos, a extinção do lado oriental da cidade de Alepo e uma violência, sem ter em conta, o que a humanidade realmente necessita, é a nossa força motriz. Com Rupert Neudeck aprendemos que, precisamente, nestas situações, só uma coisa pode ajudar. Ele próprio teve a experiência com as forças militares chamadas Capacetes Verdes: ali, apenas ajudou o rezar. Assediar o céu, rezar com força, tal como ele lhe chamou. Lembramo-nos dessa situação desesperada ao ouvirmos durante as últimas semanas a situação das pessoas em Alepo, especialmente, as que vivem no lado oriental da cidade.

domradio.de: Como se concretiza isto? Como se organizam? Quem rezará? Há algum texto especial para isto?

Kleuren-Schryvers: Esta próxima segunda-feira reunir-nos-emos na Praça em frente à Capela, no lugar onde está a luz da paz, lugar que foi abençoado por Rupert Neudeck por ocasião da peregrinação inter-religiosa pela paz, no ano passado. Para cada um dos encontros de oração pela paz nas próximas segundas-feiras do Advento, haverá textos novos, obviamente, com as mesmas intenções pelas pessoas na Síria, mas também, pelo mundo que está em guerra. O objectivo é, finalmente, conseguir o que Rupert Neudeck queria: ou seja, que não rebente uma nova guerra, mas que, finalmente, volte a paz.

domradio.de: Quem participará?

Kleuren-Schryvers: Participarão todas as pessoas de boa vontade. Participarão pessoas que vivem perto de Kevelaer e nos seus arredores. Participarão também pessoas do resto do mundo, como por exemplo, da Nigéria. Acabo de falar com o Arcebispo de Niamey. Lá, as pessoas unir-se-ão a nós, em oração, pela Síria e por outros países em guerra. Também, o farão, na África Ocidental, em Benim, tal como em Munique. Ou seja, estaremos unidos a pessoas de vários lugares do mundo. Em Duisburg-Marxloh, hoje em dia, já existe a oração das religiões pela paz. Também, estaremos unidos a todos os fiéis que rezarem lá.

domradio.de: Depois da oração terminada, dedica-se durante a semana a outras coisas até ao momento de se voltarem a reunir em oração? Ou, há outras coisas para além da oração com as quais se pode ajudar o povo da Síria?

Kleuren-Schryvers: Através de Christel Neudeck, claro, que existe a intenção e a luta sobre como tornar possível a ajuda. De momento, a coisa vê-se muito difícil. Contudo, estamos em contacto com pessoas que, por sua vez, têm contactos em Alepo e, sobretudo, conhecem as vias para fazer chegar a ajuda. No entanto, ainda não foi desenvolvida uma campanha de ajuda concreta. Veremos o que será possível num futuro próximo. Tenho confiança de que acharemos caminhos de ajuda, ainda que, sejam só para ajudar algumas pessoas. Já que a situação actual não permite a ajuda em grande escala.

Entrevista realizada por: Verena Tröster

FonteDomradio. Com a amável autorização da redacção de Domradio


Em Junho de este ano foram enviadas para a Síria duas Imagens da Mãe Peregrina graças à mediação da Irmã Guadalupe (Verbo Encarnado) e com elas, uma Imagem para crianças. Com exactidão, não sabemos onde está agora a Mãe Peregrina mas, sabemos que está com as pessoas, no meio das bombas, ruínas e lágrimas. Ela está sob a Cruz do Seu Filho.

Envio na Argentina, na presença da Auxiliar internacional

Original: alemão. Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

Peregrinas da paz e da solidariedade para a Síria e para o Iraque

Etiquetas: , , , , , , ,