Colocado em 2020-05-11 In A Aliança de Amor Solidaria em tempos de coronavírus, Madrugadores

O saborear “a posteriori” de uma carta e de uma saudação em directo…

CHILE, MADRUGADORES, Octavio Galarce •

Fico muito contente pela vossa constância no encontro e na oração”…”…pedirei ao Senhor que nos olhe e nos abençoe”… “Levantam-se muito cedo para rezar, madrugam para rezar”… “…continuem com os 3 M: Missa – Mesa – Mundo/Missão”…” Rezo por vós, e por favor não se esqueçam de o fazer por mim”… “São os Madrugadores”. —

Hoje, sábado 2 de maio, 300 grupos de oração unem-se a nós em prece. Trata-se dos chamados “madrugadores”: aqueles que se levantam cedo para rezar, que se levantam de madrugada precisamente para a oração. Hoje, neste momento, eles unem-se a nós.

Aconteceu com muitos, não sou o único, de uma boa fonte sei que, se repete em muitos lugares do mundo. Li a carta do Papa aos Madrugadores inúmeras vezes e ouvi a saudação na Missa de sábado, dia 2, na capela da Casa de Santa Marta. Tudo é importante, mas as frases com que quis começar esta reflexão, uma semana após o evento, são as que ressoam especialmente em mim.

Continuo impressionado e emocionado com o gesto delicado do Vigário de Cristo, de prestar atenção a alguém que, do Chile – o fim do mundo, dizem alguns – o torna partícipe daquilo que nós planeávamos fazer-lhe sentir, o Papa, a nossa comunhão espiritual, usando aquilo que agora se tornou evidente para nós, e que torna possível “viajar” pelo “hiperespaço”, e testemunhar-lhe aquilo que ele tantas vezes pediu: que rezemos por ele e pelas suas intenções.

Algumas pessoas que tiveram ou têm alguma proximidade com o trabalho do Vaticano dizem-me que a rapidez com que o Papa respondeu não é muito habitual, dado o número de pedidos semelhantes aos nossos que lhe chegam, para não falar da sua ocupação em questões de importância global que preenchem a sua agenda todos os dias. Muito provavelmente, disse-me uma pessoa por estes dias, com simples palavras “chegaste ao seu coração” e simpatizou com aspectos centrais dos Madrugadores, alguns dos quais ele menciona na sua carta de resposta.

Repercussões nos meios de comunicação social

Terminada a Eucaristia de sábado em Santa Marta, as palavras do Papa começaram a dar frutos imediatos. O artigo publicado sobre a Missa desse dia no site oficial do Vatican News foi, simultaneamente, traduzido para muitas línguas nas páginas locais de cada país. Maria Fischer, responsável por esta página, disse-me, com grande entusiasmo, que alguns dos seus contactos no domínio da comunicação começavam a solicitar informações sobre este grupo de Homens que o Papa tinha mencionado de manhã e que se chamavam Madrugadores .

Logo de manhã, já havia notícias de publicações na própria Itália, na Alemanha e noutros países. Houve também muitas publicações em jornais e revistas digitais da Igreja em vários países. No Chile, a notícia foi publicada no site http://www.iglesia.cl/ (ES) da Conferência Episcopal Chilena. Em Rancagua, onde vivo, o site da Igreja diocesana, assim como o jornal local “El Rancagüino” também noticiaram e enfatizaram que o Papa Francisco saudou os Madrugadores na Missa celebrada em Santa Marta.

Para o meu WhatsApp, dois homens escreveram-me da Colômbia – Tunja (Boyacá), e de Pitalito (Huila) – interessados em estabelecer contacto com algum Madrugador no seu país; tinham ouvido o Papa mencionar-nos na Missa e, de imediato, se interessaram em participar; depois juntaram-se outros três, também motivados pelo que tinham ouvido de manhã. Actualmente, os cinco já estão integrados nos Madrugadores da Colômbia.

 

Madrugadores e Schoenstatt

O impacto das palavras do Papa na sua saudação no início da Eucaristia de sábado, dia 2, provocou nas nossas comunidades a necessidade de sair em busca daqueles homens que estão à espera de serem convidados a juntar-se às nossas comunidades. Este tempo de confinamento, muito pelo contrário do que se esperava, fez crescer o compromisso e a identidade com os nossos ideais e a nossa missão. Muitos manifestaram que estão apenas à espera que as quarentenas locais sejam levantadas para saírem a semear as Madrugadas…

Para o Movimento de Schoenstatt foi também motivo de profunda alegria o que aconteceu com esta corrente de vida que brota, na força da Aliança, de um Santuário que tem uma marca laical desde os seus inícios. Nascemos num lugar de graças que irrompe na história do Homem e da Humanidade, num lugar onde o céu toca a terra, num lugar que é uma oficina onde a Mãe forja o Homem Novo e a Nova Comunidade, e fá-lo reforçando os vínculos naturais e sobrenaturais. Na realidade, não poderia ter sido num lugar melhor: o Santuário da Mãe Três Vezes Admirável.

 

A peregrinação ao Santuário de Rancagua no marco do encontro para celebrar o 30º Aniversário do início das Madrugadas em Novembro do ano passado, Picarquin 2019.

“Gaben sind Aufgaben” = Dons são tarefas

Felizes, orgulhosos, honrados com as palavras do Papa, tal como as resumi no início desta reflexão, mas não queremos ficar só com isso… Somos portadores de uma Boa Nova especialmente para os Homens, somos uma porta aberta para todos os que querem regressar, tal como o Filho Pródigo fez, quando decidiu regressar à Casa do Pai, somos uma opção para todos os Homens que procuram uma comunidade que lhes permita viver e crescer na fé e no seu compromisso apostólico, e com os outros.

Portanto, mais uma vez, e agora mais confiantes do que nunca, depois do Papa nos ter acolhido mais intimamente através da sua carta enviada em 29 de Abril, e depois, mais oficialmente como Igreja universal, nas suas palavras pronunciadas na missa de 2 de Maio, entregamo-nos confiantes à sua promessa: “…Pedirei ao Senhor que olhe para nós e nos abençoe” …

 

A peregrinação ao Santuário de Rancagua no marco do encontro para celebrar o 30º Aniversário do início das Madrugadas em Novembro do ano passado, Picarquin 2019.

www.madrugadores.cl

Original: espanhol (9/5/2020). Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

HOMILIA DO PAPA FRANCISCO – “Aprender a viver os momentos de crise” – Sábado, 2 de maio de 2020

Os Madrugadores receberam uma carta do Papa Francisco!

Os Madrugadores receberam uma carta do Papa Francisco!

Etiquetas: , , , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *