Providencia

Colocado em 2022-01-23 In obras de misericórdia, Projetos

100% dos alunos do Liceo passou de ano

URUGUAI, através de www.providencia.org.uy

2021 foi um ano de grandes desafios em que tivemos de ser criativos na procura de soluções em termos de conectividade, alimentação e aprendizagem. Foi um ano em que nos encontrámos de novo virtualmente com os estudantes e em que pusemos em prática as lições aprendidas a partir de 2020. —

2020 deixou-nos com grandes lições relacionadas com a redefinição do valor da aprendizagem presencial e o papel fundamental da família no acompanhamento dos estudantes. Este ano “muita aprendizagem foi capitalizada no trabalho conjunto entre famílias, educadores e estudantes”, disse Agustina Berchesi, a directora da escola.

Ao longo do ano houve “um grande esforço por parte das famílias, estudantes e educadores” para assegurar que 100% dos estudantes passassem, disse Agustina.

“Cada dia conta, cada aula conta, cada interacção conta”

Neste sentido, foi dada muita atenção à assistência às aulas e ao acompanhamento próximo a cada um e às suas famílias, por parte da equipa de referentes e da equipa psicossocial. “Cada dia conta, cada aula conta, cada interacção conta”, acrescentou.

No início do ano, estando conscientes do contexto pandémico, preparámo-nos. Durante a transição educacional em Fevereiro, a equipa da escola colocou uma forte ênfase na alfabetização digital dos estudantes. Durante essas duas semanas, a equipa antecipou, trabalhou na plataforma CREA e trabalhou com os estudantes em ferramentas digitais em geral.

Marcos Tambasco, referente do 2º ano do ensino secundário, salientou: “Sem dúvida que em 2020 houve um factor surpresa que não tivemos este ano. Estamos muito mais em sintonia com a gestão da plataforma, o contacto com as famílias, o vínculo, compreendendo que aplicações são as que as crianças mais utilizam e quais as que não utilizam”.

Escutar, falar, partilhar

Neste ano, em particular, houve uma grande necessidade de os adolescentes serem ouvidos, de poderem falar, de se encontrarem e de poderem dar sentido a tudo o que lhes estava a acontecer. “Conseguimos concentrar-nos no acompanhamento emocional e motivacional, na capacidade de ser um ouvido, na capacidade de descomprimir ao mesmo tempo”, reflectiu Marcos.

Isto obrigou-nos a repensar certas áreas da escola e a gerar propostas atractivas para que pudessem ter momentos de encontro e partilha.

Assim, a equipa da escola consultou os jovens sobre como incluir propostas recreativas que incluíssem os seus interesses. “Fizemos um esforço especial para que cada dia que chegassem fosse uma festa e uma forma de celebrar o facto de estarmos novamente juntos. Fazer de Providencia um lugar onde eu quero estar”, salientou Marcos.

Hábitos de convivência

Axel, um estudante do 2º ano do ensino secundário, disse-nos que estava muito feliz por voltar a ver os seus colegas de turma, professores e mentores. “Foi um ano que, apesar da pandemia, foi muito próspero em termos de ensino, pois os professores, directores e representantes dos professores estiveram sempre presentes no programa virtual”, acrescentou ele.

Além disso, são também realizadas reuniões semanais de coordenação com toda a equipa da escola em que cada membro partilha informações e preocupações, o que ajuda a organizar, hierarquizar e focalizar.

Foi um ano desafiante em que foi importante re-trabalhar certos hábitos de convivência, trabalho de equipa e tolerância, que são centrais para a aprendizagem dos adolescentes.

 

Fonte: www.providencia.org.uy

Original: espanhol (23/1/2022). Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.