bolsas de caridad

Colocado em 2021-05-18 In obras de misericórdia, Projetos, Schoenstatt em saída

São já 135 os sacos de caridade para os mais pobres de Quito

EQUADOR, Pe. Rafael Amaya / María Fischer •

São já 135 os sacos de caridade que foram entregues durante o mês de Maio no Santuário de Quito, como parte desta iniciativa de solidariedade que nasceu da Aliança de Amor com os mais pobres e necessitados. —

bolsas de caridadSchoenstatt em Saída não é um passeio ou uma viagem no meio de uma pandemia para mostrar que o podemos fazer. Schoenstatt em Saída também não é para nós a enésima conferência em Zoom. Se a frase ” Schoenstatt em Saída” não quer ser um slogan vazio, deve seguir o exemplo da “Igreja em Saída”. Na Exortação Apostólica Evangelii Gaudium, um texto de enorme força e influência, o Papa Francisco convida-nos, a nós cristãos, a redescobrirmos a alegria do Evangelho, a sermos “a Igreja que sai” e a estarmos presentes com os nossos contemporâneos, especialmente com os mais pobres. Estas não são meras palavras, mas uma visão, um sonho para a Igreja que o Papa já está a tornar realidade na sua vida e na forma como desempenha o seu ministério petrino. “ Jesus lavou os pés aos seus discípulos. O Senhor envolve-Se e envolve os seus, pondo-Se de joelhos diante dos outros para os lavar; mas, logo a seguir, diz aos discípulos: «Sereis felizes se o puserdes em prática» (Jo 13, 17). Com obras e gestos, a comunidade missionária entra na vida diária dos outros, encurta as distâncias, abaixa-se – se for necessário – até à humilhação e assume a vida humana, tocando a carne sofredora de Cristo no povo. Os evangelizadores contraem assim o «cheiro das ovelhas», e estas escutam a sua voz. Em seguida, a comunidade evangelizadora dispõe-se a «acompanhar». Acompanha a humanidade em todos os seus processos, por mais duros e demorados que sejam”, assim lemos na Evangelii Gaudium Nº 24.

Sem sairem do Santuário, um Schoenstatt em Saída

bolsas de caridad

Sem sairem do Santuário de Quito, os schoenstatteanos locais são ” Schoenstatt em Saída” – uma vez que se envolvem com os seus, se envolvem com obras e gestos na vida dos outros, encurtam distâncias, tocam a carne sofredora de Cristo no povo – nesta cidade que sofre a fome por causa das consequências da pandemia. Desde Dezembro do ano passado, as famílias têm vindo ao Santuário de Quito pedir comida porque não têm trabalho há muito tempo, e quase não há apoio. E encontraram pessoas solidárias…

Em Dezembro iniciaram o projecto “Sacos de Caridade” e nesse mesmo mês entregaram 410 sacos (porque nessa altura as pessoas estão sensíveis). Desde Janeiro, todos os meses entregaram pelo menos 130 sacos. Os produtos não perecíveis que são entregues nos sacos são: massa, macarrão e sopa, aveia, óleo, manteiga, atum, sardinha, arroz, açúcar, feijão e lentilhas.

No seu mais recente vídeo, o Padre Rafael Amaya pede aos schoenstatteanos de Quito que continuem a apoiar este projecto de solidariedade que ajuda as famílias sem trabalho por causa do COVID.


Original: espanhol (15/5/2021). Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

 

Sacos de Caridade

Etiquetas: , , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *