Colocado em 15. Setembro 2019 In Madrugadores, Vida em Aliança

Vinte e uma comunidades de Madrugadores na Costa Rica

COSTA RICA, Rodrigo Blanco •

Na Costa Rica, aparecem os Madrugadores no ano de 2007, em San Rafael de Escazú, pelo  entusiasmo de Derek Monturiol e do Padre Ronny Solano. —

Quarenta homens acreditaram e assistiram à primeira madrugada, fizeram silêncio para estar com Jesus, para pôr tudo nas Suas mãos e agradecer também.

 

Renunciar a mais umas horas na cama para estar com Jesus

Os Madrugadores estão dispostos a não estar na cama mais umas horas, para ir à igreja para estar com Jesus e a Mater e escutá-los, estar em silêncio. Cantar, rezar, agradecer ou pedir pelas nossas comunidades, nossas famílias e nossos trabalhos.

Deus vê o esforço que fazemos e ajuda-nos com graças especiais que fortalecem o nosso espírito procurando e encontrando outros homens que querem o mesmo e sirvam de exemplo de homens que rezam nas suas paróquias pela família e pelas necessidades da sociedade. Atualmente, no ano de  2019, na Costa Rica, existem 21 comunidades em cinco das suas sete províncias mais de 500 homens assistem às madrugadas.

Muitos testemunhos existem pela grande oportunidade que tiveram de regressar à Igreja Católica, através dos Madrugadores.

Cinco novas comunidades em 2019

Só este ano iniciaram-se cinco comunidades, cremos que os sacerdotes do nosso país conhecem o que é esta corrente de vida dos Madrugadores, e desejam que os homens das suas comunidades formem Madrugadores, e consigam aproximá-los da Igreja.

Todos os dias nos organizamos com os coordenadores das 21 comunidades para chegar a mais homens em todo o país.

Na Costa Rica temos organizado dois encontros internacionais, da parte norte do Continente, com a participação do México, Porto Rico, Colômbia, Peru, Equador e Chile.

Nós, os Madrugadores da Costa Rica, estamos na moda, e a crescer.

 

Original: espanhol.07.09.2019. Tradução: Maria de Lurdes Dias, Lisboa, Portugal

Etiquetas: ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *