Colocado em 2017-04-23 In Vida em Aliança

70 anos do Santuário de Schoenstatt de Ulm

ALEMANHA,  Bernhard Hyneck •

O santuário da região de Ulm-Söflingen, carinhosamente chamado A Capela, celebra um jubileu. Não cumpre 50 ou 60 anos como a maioria dos santuários na Alemanha, mas 70 anos, a capela encontra-se sobre o monte com vista para a cidade de Ulm. Este acontecimento terá lugar no domingo 28 de maio de 2017 às 14:00 h com uma missa festiva que será presidida pelo diretor do Movimento de Schoenstatt alemão, Pe. Ludwig Güthlein. Depois da missa, será realizada a festa da família com café e bolos, e um programa para as crianças na grande tenda, situada no terreno onde se encontra a capela. Na véspera do grande dia, às 19:30 h, realizar-se-á um concerto com Wilfried Röhring e a sua banda com canções de amor do seu programa “Llévame”.

Essa noite pretende ser um encontro entre jovens e menos jovens, terminando com uma festa em grande.

Vida junto ao Santuário

Há vários anos, na primavera celebra-se a chamada Festa da Capela; a maioria das vezes com um número reduzido de participantes, mas sempre com muito entusiasmo, a menos que se trate de um aniversario como o deste ano. Isto demonstra que junto ao nosso santuário há uma vida intensa. Desta vez a participação não será em grande número como foi há 70 anos, quando participavam nas liturgias várias centenas de pessoas. Mas, pelo menos, haverão grupos de jovens, tanto rapazes, como raparigas, os quais, entre outras atividades, oferecem em cada ano um acampamento de verão muito visitado, e também uma semana de férias. Também existem vários grupos de casais, círculos da Campanha da Mãe Peregrina e muitos grupos de Mães, os quais são o apoio principal da região.

Não é idêntico ao original, mas é o primeiro na Alemanha

O Santuário de Ulm é o primeiro Santuário Filial na Alemanha e também o mais antigo.

A ideia do santuário nasceu da Juventude Feminina de Schoenstatt e imediatamente depois da guerra foi construído com os escombros da cidade de Ulm, em grande parte destruída. As raparigas tiveram a ideia de ter um santuário próprio no ano de 1944. Um ano mais tarde, construiu-se uma ermida num terreno oferecido pela Família Bezler. Em 16 de maio de 1946 o Padre Kentenich visitou a ermida. Ele disse, enquanto olhava dali a Catedral de Ulm: “Veem a Catedral de Ulm? Ela é como um dedo que aponta para cima”. Com estas palavras, ele foi ao encontro do anseio mais profundo das jovens: que a cidade de Ulm com a sua catedral mariana e todo o meio envolvente da cidade se convertesse numa santa terra mariana. Depois deste alento, em julho foi iniciada a construção. Todas as noites, depois do trabalho, as raparigas recolhiam com carrinhos de mão as pedras dos escombros da cidade. A Juventude Feminina encarregou-se da construção sem que nenhuma empresa construtora estivesse envolvida. No dia 15 de maio de 1947, o Santuário foi abençoado pelo pároco de Söflingen.

A capela não é igual ao Santuário Original. As três causas foram as seguintes:

  • Nesses anos, em Schoenstatt proibia-se qualquer réplica de santuários.
  • A autorização para construir supunha também a construção de uma sala de reuniões.
  • A forma original considerou-se demasiado pequena para a grande quantidade de visitantes naquele tempo.

Todos os ramos conquistaram e ofereceram símbolos. Só em 1970 se encontrou o nome da capela, depois de um longo processo: Devia chamar-se “Santuário da Fidelidade”. Este nome assinala a nossa rica e abençoada historia dos últimos 70 anos e também a nossa missão, a que encontra a sua expressão na fidelidade à Aliança de Amor e na fidelidade ao nosso Pai Fundador, Padre José Kentenich.

Em 7 de maio de 1972 coroou-se, na capela, Nossa Senhora e colocou-se uma coroa na imagem com o título “Fidelidade por fidelidade”.

 

Até onde a vista alcance …

No sentido da missão deste santuário, queremos continuar a comprometer-nos pela nossa terra e mais além,, para que a promessa do nosso Pai Fundador se converta em realidade:

“Até onde a vista alcance, que a influencia da Santíssima Virgem chegue de longe”.

Cordialmente queremos fazer-lhes chegar o convite para o fim de semana festivo de 27/28 de maio de 2017, a todos os interessados e aos que tenham curiosidade, de perto e de longe.

Uma nota da redação de schoenstatt.org:

Até onde a vista alcance… e talvez mais além? Quando começou a iniciativa das 100 casas – 100 casas pelos 100 anos da Aliança de Amor e os 200 santuários filiais – o Santuário de Ulm-Söflingen foi o primeiro a fazer um donativo de 200 € para uma família no Paraguai, oferecendo um teto a uma família que antes tinha vivido em condições de pobreza inimagináveis e literalmente na lama. Uma casa nalgum lugar na periferia da grande capital Asunción e que agora tem o nome “Ulm-Söflingen”. E a campanha não se deteve nesta casa. Até ao momento sete “Casas solidarias” falam no Paraguai de que a influencia da Santíssima Virgem chega até muito longe a partir do seu Santuário de Ulm… para lá do oceano e para lá da borda do próprio prato!

 

Contacto: [email protected]

Folheto para descarregar com todas as informacões

Cartel para descarregar

Fotos: Georg Schick / Arquivo da região

Original: Alemão. Tradução: Maria de Lurdes Dias, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *