Madrugadores

Colocado em 2020-11-09 In Madrugadores

Os Madrugadores integram-se, virtualmente, na América inteira

CHILE, Octavio Galarce Barrera •

No sábado, dia 7 de Novembro, encontrámo-nos através de Zoom como Coordenação Internacional de Madrugadores, numa reunião que durou cerca de duas horas e meia. Após um período intenso, entre Maio e Setembro, durante o qual rezámos o Terço Internacional às quartas-feiras e que, pelo menos numa ocasião, cada país organizou, estabelecemos laços muito profundos que, continuaram a ser cultivados graças aos meios tecnológicos que têm sido, nesta área específica, muito úteis e muito bem utilizados. —

Vemos a necessidade de partilhar informação que, pode ser útil a cada um de nós e, procuramos a melhor e mais eficiente forma de nos apoiarmos mutuamente, de saber o que cada país está a fazer, de nos congratularmos com tanta iniciativa e esforços por continuar a crescer, de conhecer as datas dos encontros regionais, zonais e nacionais, entre outras coisas.

Representantes de 15 países

Nesta primeira reunião estiveram presentes representantes de 15 dos 17 países em que existem comunidades de Madrugadores. Argentina: Héctor Martínez; Costa Rica: Carlos Alfaro; El Salvador: Mauricio Salazar; Nicarágua: Erick Lagos; México: Mariano Morán; Colômbia: Jorge Peñaranda; Equador: Mauricio Beltrán; Peru: Luis Miguel Paz; Estados Unidos: Eduardo Agudelo; Porto Rico: José Ramón Ortiz; Bolívia: Armando Díaz; Portugal: Pedro Mendonca; Espanha: Manuel Carrasco; Chile: Octavio Galarce. Não houve representação de Cuba ou da Alemanha.

Sonhos, planos, sementeira…

Foi muito interessante ver o relatório que cada um pôde dar sobre a situação actual das comunidades dos Madrugadores em cada país. Quase todos puderam contar, uns com mais detalhes do que outros, sobre o número de comunidades existentes, experiências nestes tempos de pandemia, fundações futuras que foram “plantadas” virtualmente e que só estão à espera do desconfinamento para saírem e se tornarem oficiais ou “colher” o que já foi plantado: sonhos e planos, mas também frustrações, dificuldades experimentadas, limitações, anseios de ir para as “periferias” para partilhar esta Boa Nova, mas que colidem com aqueles que querem permanecer acomodados e bem onde estão… Sem dúvida, a vida é abundante e entusiasta. É muito reconfortante conhecer a fecundidade desta corrente de vida que se manifesta em múltiplas e variadas actividades; levadas a cabo por muitos Madrugadores, que são muito lúdicos e empenhados.

Novos países no horizonte

No horizonte imediato já estão alguns países que irão juntar-se aos 17 já existentes e nos quais já temos uma presença significativa. Carlos Ordoñez, da Guatemala, que está interessado em fundar, em breve, a primeira comunidade no seu país, esteve presente nesta reunião. Com a comunidade de Bogotá, Colômbia, os irmãos gémeos Julio e Daniel Rodríguez, originários de Barquisimeto, Venezuela, que assumiram a tarefa de serem os primeiros neste país e que gostariam de oficializar esta fundação. Há também contactos com as Honduras, Panamá e a República Dominicana. Por conseguinte, peço-vos que nos ajudeis a rezar por esta intenção, para que o Senhor nos envie instrumentos dóceis para levar a cabo a tarefa de estender esta corrente de vida nos seus países.

Agendámos a próxima reunião para o final de Novembro, para que possamos planificar e tomar nota das reuniões que irão ter lugar, se Deus quiser, durante o ano 2021. Surgiram ideias interessantes que queremos discutir.

Em breve informar-vos-emos sobre uma actividade a realizar na primeira quinzena de Dezembro. A ideia é que seja por volta do Natal e queremos que a convocação seja universal.

Contacto com Octavio Galarce: [email protected]

Original: Espanhol (9/11/2020). Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *