Casa Madre de Tuparenda

Colocado em 2021-11-30 In Casa Mãe de Tuparendá, obras de misericórdia

Devolver a dignidade a tantos filhos de Deus esquecidos e descartados

PARAGUAI, Alexandra Garcete de Sánchez •

A Primeira Assembleia Eclesial da América Latina e das Caraíbas realizou-se de 21 a 28 de Novembro de 2021 na Cidade do México, aos pés de Nossa Senhora de Guadalupe, Padroeira da América Latina. É um encontro que reúne todo o continente latino-americano. No 4° dia, 25 de Novembro de 2021, Alexandra Garcete, da União das Famílias do Paraguai, falou sobre a Pastoral Prisional e o Programa da Casa Mãe de Tupãrenda, no contexto do compromisso com os mais necessitados e marginalizados. Os leitores de schoenstatt.org conhecem-na como autora de um testemunho sobre as Missões Familiares em Melgarejo em 2015.

 

Partilhamos o seu testemunho:

Boa tarde a todos os membros da Assembleia, é um prazer poder partilhar convosco o meu testemunho desde aqui do Paraguai – Coração da América. Pertenço à União Apostólica das Famílias do Movimento Apostólico de Schoenstatt e represento a Coordenação Nacional dos Leigos do meu país.

Quando me pediram o meu testemunho, ressoou em mim um dos desafios que surgiu na partilha do grupo 5 e que o Papa Francisco já nos tinha iluminado: não esquecer de ouvir o grito dos mais necessitados, esquecidos e desfavorecidos.

Foi por isso que decidi partilhar a experiência que temos como Família de dar o nosso apoio material e espiritual à Pastoral Prisional e ao Programa da Casa Mãe de Tupãrenda, como uma forma concreta de responder a este grito de jovens condenados e ex-condenados, mostrando-lhes uma Igreja em saída, que está próxima e interessada neles, que lhes traz a Boa Nova de Cristo, que lhes dá esperança e que também restaura a sua dignidade, dando-lhes novas oportunidades.

Casa Mãe de Tupãrenda é um programa de inclusão sócio-laboral e de desenvolvimento pessoal dirigido aos jovens que, tendo estado em conflito com a lei penal e privados de liberdade, obtiveram a sua liberdade, definitiva ou condicional, e cujo objectivo é a reabilitação, desenvolvimento pessoal e inserção: laboral, familiar, educacional e social, oferecendo-lhes apoio psicológico, jurídico e social, tratamento de toxicodependência e dando-lhes a possibilidade de aprenderem ofícios como: horticultura, fabrico de têxteis, padaria e confeitaria.

As visitas à prisão de jovens

Começou em Abril de 2014 como um apostolado do Ramo dos Homens acompanhados pelo Pe. Pedro Kühlcke, e depois estas visitas de sábado à prisão de Itauguá tornaram-se mais frequentes, onde há cerca de 100 a 140 jovens com idades compreendidas entre os 14 e os 18 anos, todos oriundos das classes sociais mais desfavorecidas, na sua maioria de famílias disfuncionais, com problemas de toxicodependência, com histórias muito difíceis de pobreza, abandono, vida de rua, e com os vários crimes que muitos deles cometeram devido à pobreza ou à dependência.

Desde o início os jovens mostraram-se muito abertos à fé, com muito interesse na oração, nos Sacramentos e numa sincera mudança de vida. Esta Pastoral Prisional liderada pelo Padre Pedro e uma equipa muito empenhada de leigos do Movimento de Schoenstatt tem vindo a ganhar força e todos os sábados há um bom lanche para todos, canções, partilha, e artigos de higiene, roupas e sapatos são distribuídos. Para os interessados, é oferecida uma breve catequese de preparação para o Baptismo, Primeira Comunhão e Confirmação, com a exigência de que os jovens participem regularmente por sua livre iniciativa.

Ao longo dos anos, mais de 200 Baptismos, quase 200 Primeiras Comunhões e cerca de 150 Confirmações foram celebrados com alegria.

Não havia um único programa de inserção sócio-laboral pós-prisão em todo o Paraguai

Mas o maior desafio foi ver que quando os jovens finalmente saíam da prisão, não encontravam apoio para começarem uma vida diferente. É por isso que a taxa de reincidência era muito elevada – estima-se que mais de 60% regressam à prisão. Não havia nenhum programa de inserção sócio-laboral pós-prisão em todo o Paraguai. Por conseguinte, foi decidido criar um, para ser capaz de dar uma resposta eficaz a muitos jovens que pediam ajuda, trabalho, uma oportunidade para avançar e não recair; a partir daí e com este fim, foi criada a “Fundação para a promoção de valores e a prevenção da violência”, com membros do Movimento de Schoenstatt .

Graças a Deus e a muitos benfeitores, e com o apoio do governo, em 2016, foi construída uma casa nos terrenos do Santuário de Schoenstatt de Tupãrenda, a poucos quilómetros da prisão.

O programa dura nove meses, e ao longo dos anos 43 licenciados concluíram o programa com sucesso. Muitos deles já estão a trabalhar, a maioria deles como padeiros profissionais. Alguns conseguiram construir as suas próprias casas e formar famílias lindas, deixando para trás o pesadelo de viver nas ruas, no meio do abandono, da droga e da criminalidade.

Após a formatura, são seguidos pessoalmente durante um ano inteiro. Até agora, apenas 2 em 43 estavam de volta à prisão.

Peço-vos que rezeis pela Pastoral Prisional e pelo programa “Casa Mãe de Tupãrenda”, e por cada um destes jovens que estão a lutar para chegarem à frente e poderem ter a bela vida que Deus sonhou para eles.

Espero que este exemplo sirva para despertar em muitos leigos a coragem e o compromisso de assumirem o desafio de serem verdadeiros Discípulos e Missionários de Cristo que procuram não só evangelizar, mas também devolver dignidade a tantos filhos de Deus que são esquecidos ou descartados pela nossa sociedade, como nos disse o Cardeal Marc no painel desta manhã: “partilhar com todos, na caridade, a graça de serem discípulos missionários de Jesus, indo para os mais pobres, que precisam tanto do pão da esperança como do pão de cada dia“.

Muito obrigada.



Donaciones

Fazer Donativos
Conta bancária no Paraguai
Banco Familiar
SWIFT FAMIPYPAXXX
Conta corrente 50 00408672
Em nome de: FUNDAPROVA RUC 80079669-1

Conta bancária na Alemanha
Nome: Schönstatt-Patres International e. V.
IBAN: DE91 4006 0265 0003 1616 26
BIC/SWIFT: GENODEM1DKM
Ao cuidado de: Pe. Pedro Kühlcke, Casa Madre de Tupãrenda

Página oficial

Todos os artigos da Casa Mãe de Tupãrenda

Original: espanhol (28/11/2021). Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *