Colocado em 29. Setembro 2018 In Missões

Cuidar com muita dedicação da consciência de missão

ARGENTINA, Sebastián Cajide •

Como todos os anos, com as Missões Familiares do Movimento de Schoenstatt, saímos ao encontro dos habitantes, desta vez na cidade de Colônias Unidas, uma vila localizada a 100 km de Resistência, capital da província do Chaco, na Argentina. —

Com 105 missionários para as Colônias Unidas

Sentimos nossas Missões Familiares como um apostolado em saída, que reflete a novidade de Schoenstatt e que quer dar à Igreja e ao mundo uma mensagem de esperança, família, amor e paz.

Nesta ocasião, éramos 105 missionários que deram o Sim a Maria. Um grupo formado por oito casais, dois sacerdotes e jovens de diferentes partes do país, que deixaram o conforto do seu dia para viver uma semana diferente, trabalhando juntos a serviço do Evangelho, como uma igreja que sai com rosto de família para os nossos irmãos mais  necessitados.

Durante este ano, iniciamos um novo ciclo de missão, que consiste em três visitas anuais ao mesmo local. Nesta oportunidade, propusemo-nos a trabalhar seguindo o apelo do nosso Papa Francisco, que nos convida a ser colaboradores audaciosos, servindo a Igreja e o mundo, buscando em Cristo e em Maria as respostas às vozes do tempo que surgem fortemente nos dias de hoje.

A alegria do evangelho

Neste ciclo missionário, nos alinhamos espiritualmente e apostolicamente para trabalhar sob o lema “Em suas mãos, Pai: família, vida e paz”, para transmitir a alegria do evangelho.

Para este propósito, durante os dias de missão, além das visitas aos lares, várias tarefas apostólicas foram realizadas. Um delas foi o serviço comunitário, consertamos os brinquedos da praça do bairro San José Obrero, plantamos árvores e flores para embelezar o local. Nós também vivemos , momentos de encontro em oficinas de formação para crianças, jovens e adultos e a possibilidade compartilhar missa diária em diferentes capelas do lugar, San Jose Obrero e San Roque Gonzalez, e a Paróquia Santa Ana .

Para este ano, foi organizado um grupo de missionários que visitaram instituições como o Hospital, a Clínica Benegas, o Lar de Idosos e a delegacia de polícia. Fechamos com um festival folclórico compartilhado com a comunidade, em uma emotiva celebração.

Agradecemos a acolhida da comunidade Colônias Unidas, que abriu suas portas para rezar  juntos e, acima de tudo, para confirmar a mensagem de amor de nosso Deus Pai: “Tudo em suas mãos, Pai, nossa família, nossa vida e nossa paz ”

 

A missão nos transforma

Nós sempre dizemos que a missão nos transforma. Não pode nos deixar o mesmo porque é a presença real do Espírito de Deus que nos alcança, nos preenche e nos desperta. Assim foram essas missões para nós, de profundo impacto para nossos corações, de um apego íntimo a nossos irmãos e de um impulso vital para nossas vidas.

Na segunda Ata de Fundação, nosso Padre fundador,  José Kentenich, nos envia e nos pede para ” cuidar com muita dedicação da consciência da missão e da consciência do instrumento”. Nas missões familiares, é a família completa que se torna instrumento nas mãos de Maria e alcança o ideal que nosso Fundador  ansiava: ser uma família guiada e inspirada pelo amor da Aliança.

 

Original: Espanhol. 10 de Setembro  2018. Tradução: Glaucia Ramirez, Ciudad del Este, Paraguai

Etiquetas: , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *