Colocado em 22. Maio 2018 In Campanha

Um homem sozinho pode mover o mundo, se é de Deus

CAMPAÑA DO TERÇO DA MÃE PEREGRINA, Ana C. de Echevarría •

Nos arredores de Roma, na região de Casalotti, ergue-se o santuário Matri Ecclesiae, que tem a missão de ajudar que se cumpra o sonho do Padre Kentenich de contribuir a partir de Schoenstatt a criar uma igreja próxima, que seja alma da cultura e do mundo e se mova até o povo. Por isso não é coincidência que uma das três salas de reunião do Centro Internacional de Schoenstatt, em Belmonte, tenha sido dedicada a João Luiz Pozzobon. —

Presidirá o lugar um grande quadro – de um metro e oitenta por um metro e vinte – que relata a história de sua vida e de sua Campanha na linguagem universal da imagem. Desta maneira, todos os peregrinos de diversas línguas que visitem este Santuário, poderão conhecer a pessoa, vida e missão de João Luiz Pozzobon.

Um quadro que relata a história de João Pozzobon e de sua Campanha

Pozzobon

Consagração ao terço de João Pozzobon

Baseando-se em fotos históricas, a pintora Ana Adrogué de Cambaceres retratou os rostos de diversas testemunhas e protagonistas da Campanha que tem assumido a tarefa missioneira em diversos países e continentes. E capturou também, em pequenas cenas, a história da Campanha desde seu início e o espírito que inspirou ao seu João e hoje anima os missioneiros.

Neste quadro tudo surge do pequeno Santuário Tabor. Foi à sombra deste Santuário que Seu João recebeu a missão em 10 de setembro de 1950 quando uma irmã de Maria, a irmã Teresinha Gobbo, entregou-lhe a Imagem Peregrina de Nossa Senhora de Schoenstatt para fazer uma Campanha do Terço nas famílias, nessa Ano Santo. Perto do Santuário está a casa do Seu João que também funcionava como armazém. Ali se vê ele trabalhando para o sustento de sua família, descarregando mercadoria para seu negócio. “Pouco importa mover o mundo inteiro se descuido de minha família…”dizia Seu João. É visto com a enxada na horta atrás de sua casa. Com sua mulher e seus sete filhos. Também estão representadas cenas onde Seu João aparece visitando as famílias; saindo de um hospital; com as crianças em uma escola; com os presos. Vemos ele na Vila Nobre, ajudando os mais necessitados; no Santuário de Londrina, consagrando-se aos rezar o Terço, o qual lhe entrega o Padre Gilberto Cavani; também com Ubaldo Pimentel em uma ermida, durante uma das jornadas de adoração que organizava com o povo.

Estas cenas se recortam sobre a paisagem dos morros que molduram Santa Maria e, no fundo, envolta pela névoa, a silhueta da cúpula de São Pedro é desenhada, surgindo atrás do Santuário. Recorda-nos que Seu João amou profundamente a Igreja e caminhou “sempre unido a Santa Igreja, ao Papa e aos bispos” (JLP), nos passos do Padre Kentenich.

Um rio de novos Joãos

Da fonte de graças do santuário Tabor, brota com enorme vigor um arco-íris e cria uma espiral que pinta, com suas cores todo o quadro e se mostra em todos os seus cantos. É uma espiral de Aliança, destinada a envolver o mundo inteiro em uma atmosfera mariana e transformando-o, do santuário, através da Campanha. Há um imenso rio de “novos Joãos”. Corações iluminados, “chamas ardentes”(JLP), que vão levando a “Grande Missionária” que tem recebido no Santuário. Partem aliados com Maria. E para alimentar sua Aliança, vão rezando e tratando de fazer vida o que contemplam no Terço. Vão oferecendo seu esforço pela santificação à fonte de graças do santuário. Há jovens e crianças, homens e mulheres, religiosas e sacerdotes, da África, Ásia, Europa, América e Oceania. Uma multidão de missioneiros de diferentes nações, raças e continentes, que seguindo os passos de Seu João, consagram-se no Santuário como instrumentos e saem em diferentes direções. Por diferentes caminhos marcham com alegria até todos os povos do mundo “como imagens vivas de Cristo e Maria como fontes de benção”(PJK).

O Padre Kentenich e a pastoral moderna

Kentenich Pozzobon schoenstatt.org

Sobre uma colina, o Pai Fundador contempla feliz a explosão de vida gerada pela Campanha. Uma grande Visitação que Maria quer realizar a partir do santuário levando suas graças e a mensagem da Aliança de Amor; manifestando-se nas famílias como a grande Mãe e Educadora do povo, a portadora de Cristo seu Filho; ensinando a viver – aliados com Ela – os mistérios do evangelho. Com gesto paternal, o Padre Kentenich abençoa esta “Pastoral moderna” na qual “todas as forças fundamentais de Schoenstatt se tornam eficazes” (PJK). Nos recorda as palavras do Seu João: “Aquela benção maravilhosa do Pai Fundador foi a força deste Campanha”. O Padre está rezando o Terço, oração mariana que – como ele a concebe – vai levando a pensar, viver e amar  como Cristo e Maria, a ser homens novos,  reflexo vivo do ser e do caminhar de Jesus e sua Mãe no mundo de hoje. Sua atitude encoraja os missioneiros a seguir seus passos, como fez Seu João, e a fazer do Terço vivido um caminho de Aliança e evangelização popular.

Decidido dar tudo pela missão

Perto de Seu João Pozzobon caminha o Padre Esteban Uriburu, rodeado de jovens e famílias, atraídos pelo seu fogo missionário. Leva em seus braços a imagem peregrina, apoiada sobre seu coração. No Santuário Tabor se consagrou à Campanha e ofereceu sua vida por ela. Com seu exemplo e sua palavra vai convidando todos a seguir os passos de Seu João.

No centro do quadro, caminhando ativamente, vai Seu João, com a Peregrina no ombro e o Terço na mão’ (JLP), “sempre em oração” (JLP), “com o espírito sempre voltado para o Santuário” (JLP), “unido à origem, aos primeiros, ao Pai Fundador” (JLP), decidido a dar tudo pela missão recebida. Nos convoca com seu olhar a seguir seu caminho: “Ação e contemplação” (JLP), “Por amor a Campanha, ser herói hoje” (JLP). Ao seu passo parece nos dizer: “Um homem sozinho pode mover o mundo, se é de Deus”(JLP)

P. Esteban Uriburu - Pozzobon

P. Esteban Uriburu e os novos Joãos

Original: Espanhol, 06.05.2018. Tradução: João Pozzobon, Santa Maria, Brasil

Sala Pozzobon – Ermidas. “As cruzes dos caminhos, em pontos estratégicos” da Igreja em Saída.

Etiquetas: , , , , , ,

1 Responses

  1. Cada momento que se houve falar da nossa Mãe Peregrina, da Nossa Mãe, Mãe de Jesus, é emocionante! Obrigada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *