Colocado em 2020-08-21 In Projetos, Schoenstatt em saída

“Regressamos dentro de cinco minutos” – um retiro para empresários à luz da pandemia

PARAGUAI, CIEES, Claudio Ardissone •

A 8 de Agosto teve lugar o Primeiro Retiro Virtual para Empresários, organizado pela Comunidade Internacional de Empresários e Executivos de Schoenstatt. “Foi um grande desafio, pois foi a primeira vez que o fizemos e, francamente, não sabíamos como iria resultar”, disse Christian Pampliega, da equipa organizadora.—

Oitenta e três pessoas da América Latina e de Espanha inscreveram-se e 67 participaram. A metodologia incluiu quatro palestras de uns 10 minutos dos Padres de Schoenstatt, Pablo Perez (Argentina), José Luis Correa (Costa Rica), Dom Francisco Pistilli (Paraguai) e Alexandre Awi (Vaticano). Após cada conversa, os participantes eram encaminhados para pequenas salas de conversação, cada uma com 5 membros, de modo a poderem partilhar, brevemente, o que tinham recolhido dos impulsos. Posteriormente, cada participante tinha 30 minutos para reflectir, profundamente, sobre o tema tratado na palestra de impulso. O processo foi então repetido sucessivamente. Finalmente, para concluir o retiro, o Pe. Eduardo Auza oficiou uma Missa a partir do Equador.

A esperança cristã convive com o risco

“Participei, para dizer a verdade, por causa do amável convite de Claudio Ardissone e do entusiasmo que irradiava ao falar deste projecto”, admite um participante de agenda europeia e, portanto, em retiro durante a tarde. “Como esperava convidados mais tarde, pensei em preparar a casa e a comida durante as pausas para reflexão… A transmissão começou, vi tantos rostos familiares de congressos anteriores ou reuniões pessoais, tive muita vontade conversar através do chat… mas o primeiro mini-chat começou e houve uma frase do orador que foi como uma dita para a minha situação actual de trabalho. De quantas coisas tive de abdicar, de quantos entes queridos’, veio a troca entre cinco, o que foi muito impressionante. Tantas coisas em que pensar… “Regressamos dentro de cinco minutos”, adverte Claudio no WhatsApp. Outro impulso, outra troca. E fala Monsenhor Francisco Pistilli. “A esperança não é “reinventar-nos” numa fantasia, numa negação. É sempre para recomeçar, mesmo que os caminhos mudem, mesmo que as circunstâncias sejam diferentes. É para responder novamente ao encontro, onde Cristo nos leve a encontrá-Lo. É uma nova liberdade, que nos dá a flexibilidade e o dinamismo daqueles que não insistem em cumprir a sua lista de objectivos, mas permanecem orientados para um objectivo: o que seja bom, o que seja verdade, o que seja justo, o que seja verdadeiro amor e serviço à vida, ao outro, ao bem comum. A esperança cristã convive com o risco de que tudo vai correr bem, mas não como nós propomos. Outro intercâmbio, outro momento de reflexão, outro…

Para variar, eu e os meus convidados fomos comer fora, e falámos … sobre um formato de retiro que convenceu uma pessoa que não tinha participado num retiro durante anos devido a uma reacção alérgica às “coisas piedosas do costume”.

Semana Santa para o Homem de Negócios na pandemia

A linha de conteúdo do retiro foi baseada num paralelismo com a Semana Santa. Foram analisados os diferentes momentos que os empresários, executivos e empreendedores vivem durante esta pandemia. O primeiro momento foi comparado à Quinta-feira Santa, com os seus momentos de medo, incerteza e traição. Num segundo momento, ligámo-nos à Sexta-feira Santa: a dor, o sofrimento, as quedas, as subidas e a ajuda recebida. A terceira reflexão foi baseada na Ressurreição e em toda a luz e esperança que nos são dadas. O quarto momento foi ligado à Ascensão de Jesus e ao Pentecostes como um vínculo à missão de anunciar e construir que temos nós, como empresários.

 

Exactamente o que precisava.

Alguns testemunhos recolhidos entre os participantes mencionam “…foi um belo retiro que me encheu o coração…”, “…o conteúdo foi muito profundo e apropriado aos tempos que vivemos…”, “este retiro abre novas portas à espiritualidade do CIEES”, “…tocou-me profundamente o coração e sinto que o Espírito Santo nos acompanhou…”, “…estou muito feliz por participar neste retiro, preciso muito dele neste momento da minha actividade profissional…”, “…sinto que este retiro foi feito para mim, é exactamente o que eu precisava…”.

A maioria dos participantes ficou satisfeita com a metodologia prática e executiva do retiro, a profundidade do conteúdo, a capacidade dos padres de interligarem as suas conversas e o encerramento final com a Homilia da Missa.

Para nós, como equipa organizadora, é uma grande satisfação ter alcançado, através de ferramentas digitais, um momento espiritual e religioso profundo, que nos aproxima de Deus e nos desafia a levá-Lo, juntamente com Maria, aos nossos trabalhos.

Estamos em plena pandemia, mas regressamos dentro de cinco minutos!

 

Original: espanhol (17/8/2020). Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *