Claudio Ardissone Rótulo

San José carpintero
HOMENS SÃO JOSÉ | Claudio Ardissone, Paraguai • The Joseph Challenge 2021 by schoenstatt.org, only for men  (O Desafio José 2021 de schoenstatt.org, apenas para homens): Homens de diferentes opções vocacionais na Aliança de Amor, de diferentes países e gerações, deixam-se desafiar pela carta sobre José do Papa Francisco Patris Corde, “esta figura extraordinária, tão próxima da nossa condição humana” e partilham o que mais os influencia e motiva na figura de São José e na carta do Santo Padre sobre ele. Claudio Ardissone, de Asunción, Paraguai, activo na CIEESLeia mais

Colocado em 30.10.2020In José Kentenich

Um de nós

Vicky Ramírez Jou e Claudio Ardissone, Paraguai•  O que vivemos, a partir do momento em que foram realizadas as denúncias e publicações, efetivamente serão dores próprias do crescimento e do amadurecimento. Temos que discernir, dialogar, ler e rezar muito. Oxalá que todos os padres e irmãs, todos nós, vejamos a riqueza de Schoenstatt em sua pedagogia e não somente na figura do Pe. Kentenich. — O Pe. Kentenich era humano e falível, mas o legado que deixou nos aproxima muito de Deus e de nossa MTA, por isso o MovimentoLeia mais
PARAGUAI, CIEES, Claudio Ardissone • A 8 de Agosto teve lugar o Primeiro Retiro Virtual para Empresários, organizado pela Comunidade Internacional de Empresários e Executivos de Schoenstatt. “Foi um grande desafio, pois foi a primeira vez que o fizemos e, francamente, não sabíamos como iria resultar”, disse Christian Pampliega, da equipa organizadora.— Oitenta e três pessoas da América Latina e de Espanha inscreveram-se e 67 participaram. A metodologia incluiu quatro palestras de uns 10 minutos dos Padres de Schoenstatt, Pablo Perez (Argentina), José Luis Correa (Costa Rica), Dom Francisco PistilliLeia mais
Claudio Ardissone, Asunción, Paraguai• Esta Sexta-feira Santa foi diferente, especial e muito forte. Nunca tinha passado uma Semana Santa fechado na minha casa, em quarentena, sem poder sair e participar nas celebrações d a Paróquia. — Como muitos, se não todos, tivemos de nos contentar em viver as celebrações através das redes sociais, dos canais digitais e da televisão, recebendo virtualmente os sacramentos, apelando às nossas consciências mais íntimas para nos sentirmos perdoados nas celebrações penitenciais e para estarmos em graça. Neste tempo, temos medo do contágio, desta pandemia queLeia mais