Colocado em 17. Maio 2015 In Schoenstatt em saída

Encontro dos Movimentos no coração da Roma Antiga

Itália, Roma, Irmã Maria Vera Lucía •

Em 30 de Abril de 2015, no coração de Roma, na Piazza del Popolo, teve lugar um encontro dos Movimentos, muito significativo. A iniciativa foi do Bispo Auxiliar Mateo Zuppi da Diocese de Roma, sob o título “50 dias de fogo”, é um convite à preparação da Solenidade do Pentecostes.

A Irmã Vera Lucía que, está por detrás de cada acontecimento importante de Roma, uma semana antes fez um convite muito cativante e convincente no qual escreveu que, também o Movimento de Schoenstatt, como outros Movimentos, podiam ser parte deste Encontro e, precisamente, preparando e programando uma Santa Missa para o dia 30 de Abril das 19 às 21 horas, na Igreja Santa Maria, em Montesanto, na Piazza del Popolo.

“É o dia no qual podemos mostrar um pouco da beleza de sermos cristãos e católicos. Às pessoas que chegam podemos distribuir-lhes, na entrada da Igreja, “um cartão-de-visita sobre o Padre Kentenich”, com palavras suas sobre o Espírito Santo e estampas da Mater Ter Admirabilis ou convidar para as iniciativas dos Ramos aos quais pertencem, etc.

Não deve faltar a Imagem Auxiliar da Mãe Peregrina e um banner da MTA…”

20150430_202626

Um mar de luzes diante da Imagem Auxiliar

A Irmã Vera Lucía conta as suas impressões:

“Mal chegámos pusemo-nos ao fundo da Igreja para receber as pessoas que entravam. Tínhamos preparado uma mesinha com várias coisas: folhetos sobre Schoenstatt e estampas com as orações da Mãe de Schoenstatt e velinhas.

Posso dizer que ir ao encontro das pessoas numa igreja em que a maioria não vem rezar, mas apenas, ver as obras de arte, é um bom desafio que te obriga a oferecer simpatia, serenidade e convicção e, sobretudo, que acreditas e, por isso, anuncias! Isto foi o que experimentei nesta tarde. A todos oferecemos uma estampa da nossa Mãe de Schoenstatt e, convidámo-los a visitarem o Santuário. Também lhes oferecemos uma velinha para porem diante da Imagem da Mãe Peregrina.

As reações foram diferentes: muitas pessoas pareciam “assustadas” quando se aproximavam, como se nos perguntassem: “o que é que querem de mim?”, outros aproximavam-se e perguntavam-nos: “o que é isto?”. Outros nem sequer nos olhavam… e também havia aquele que nos sorria, “temendo” aproximar-se. Mas, todos levaram uma velinha a Nossa Senhora! As fotografias mostram um “mar de luzes” diante da Imagem Auxiliar. De certeza foi uma lindíssima experiência de acolhimento e de calor! Estou certa que Nossa Senhora aqueceu muitos corações e os atrairá ao Santuário. Foi muito bonito quando nos pediram para pormos na Igreja folhetos e trípticos sobre Schoenstatt, assim como, estampas da nossa Mãe Três Vezes Admirável. E, preparámos, com alegria, uma mesinha.

Lamentavelmente tivemos que acabar às 20h30m porque em Roma o Metro funciona até às 21h30m…

De qualquer maneira, as coisas maiores sempre têm início a partir do pequeno, como se vê na Parábola do “grão de mostarda”…

Original: italiano. Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

 

Etiquetas: , , , ,