Colocado em 8. Setembro 2019 In José Kentenich

Vocação e Missão Laical

CHILE, Octavio Galarce/equipa da revista “Vínculo” •

Existe uma vocação laical? Existe uma missão laical? São duas perguntas simples, mas cuja resposta afecta de forma importante a vida de todos os homens e mulheres que são chamados a esse estado de vida. As pessoas que se preocuparam com o tema têm uma resposta clara, mas no ambiente eclesial essa resposta é muitas vezes cheia de ambiguidades ou ressaibos culturais de uma mentalidade clericalista.—

Vocação, segundo a Academia Real Espanhola, significa “inspiração com a qual Deus chama a algum estado, especialmente ao da religião” ou, mais simplesmente, “convocatória, chamamento”. Da missão diz que é a “acção de enviar”, o “poder, a faculdade que se dá a alguém para ir e realizar alguma tarefa” ou, directamente, um “encargo”.

Das definições acima pode-se inferir que, embora ambos conceitos estejam relacionados no caso de uma pessoa ou de uma comunidade, a vocação está mais relacionada com a experiência interior de um chamamento e a missão mais associada a um “encargo”.

Nova publicação

ISBN: 978-956-246-909-8, Editorial Patris, Chile

Recentemente a Editora Patris Chile publicou este novo livro. É sobre

Vocação e Missão Laical. Textos do Padre Kentenich e de alguns dos seus discípulos.

O editor é José María Fuentes, chefe da União de Homens do Chile.

Esta publicação nasceu como resposta à necessidade de se ter acesso a uma versão espanhola dos textos do Padre Kentenich relacionados com a vocação e a missão laical. Os textos escolhidos foram complementados com alguns artigos escritos pelos seus discípulos sobre o tema e por textos do Magistério da Igreja.

Quem faz uma selecção de textos é sempre confrontado com dois elementos difíceis: Todos os textos estão à vista? Como seleccionar os que devem ser incluídos na colecção e decidir quais não? Claramente não há a certeza de que todos os textos tenham sido considerados (embora tenham sido consultadas pessoas competentes com um amplo conhecimento do pensamento do Pe. Kentenich). Será deixada para trabalhos posteriores a inclusão de novos textos que possam aparecer sobre o assunto.

Em relação aos critérios aplicados para a selecção dos textos, foi decidido incluir apenas aqueles que têm a ver com a escolha de Deus (vocação laical) e com o encargo de Deus (missão laical). O como isso é feito e vivido foi deixado de lado: a espiritualidade. Isto porque a espiritualidade de Schoenstatt é comum aos leigos e ao clero (ministros ordenados). Também porque há uma abundância de literatura a este respeito.

A publicação está dividida em três partes:

o Textos do Pe. Kentenich

o Artigos dos discípulos do Pe. Kentenich

o Menção a textos do Magistério da Igreja

Os textos do Pe. Kentenich foram ordenados de acordo com a data da sua origem. Também os do Magistério da Igreja, com excepção dos do catecismo, que foram colocados no final. A ordenação temporal permite-nos apreciar processos que têm uma sequência, assim como momentos em que há uma certa acentuação, tanto no Padre Kentenich como no Magistério.

 

Fonte: Revista Vínculo, Chile. Adaptação: schoenstatt.org

Original: espanhol (4/9/2019). Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

 

Etiquetas: , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *