Santa Cruz de la Sierra

Colocado em 2021-09-09 In Igreja - Francisco - movimentos, Vida em Aliança

“Este Santuário é o sinal da Igreja comunidade”

BOLÍVIA, Micaela Díaz / iglesiaviva.net •

No sábado, 4 de Setembro, às 15h45, Mons. Sérgio Gualberti, Arcebispo de Santa Cruz, consagrou o Santuário de Nossa Senhora, Três Vezes Admirável de Schoenstatt em Urubó – Paróquia de San Juan Bautista – Porongo. Estava acompanhado pelo Bispo Auxiliar Estanislao Dowlaszewicz, pelo Padre Claudio Martinez, Assessor da Família de Schoenstatt, sacerdotes, membros do Movimento e do Povo de Deus. —

Santa Cruz de la Sierra

Como sinal de gratidão a Deus pelo dom deste Santuário, dedicadoa Nossa Senhora, o Arcebispo, durante a sua Homilia, exortou-os a serem peregrinos assíduos, que vêm a este lugar santo para encontrar Cristo, a Sua e nossa Mãe.

O altar deste Santuário tem três relíquias: a relíquia do Papa S. João Paulo II, que falou sobre Schoenstatt em várias ocasiões, e as relíquias dos abençoados missionários e mártires Michael Tomaszek e B. Zbigniew Strzalkowski assassinados por ódio à fé e às suas obras de caridade pelo Sendero Luminoso no Peru, há 30 anos atrás.

Na Bolívia, o Movimento de Schoenstatt nasceu na cidade de La Paz em 1974. Há ali um Santuário-filial que, se Deus quiser, celebrará o seu 30º aniversário em 2022. Em Santa Cruz, a Virgem Maria manifestou-Se de uma forma especial através do casamento de +Enzo Bagnoli e Ruty Suárez, que nos anos noventa do século passado passaram por uma grande prova de dor na qual foi a própria Mãe de Deus, através da imagem de Nossa Senhora de Schoenstatt, que Se lhes manifestou e, quis vir com eles da Cidade do México para Se estabelecer na povoação de Santa Cruz e a partir deste lugar iniciar esta grande obra de evangelização da Igreja.

Este Santuário é o sinal da Igreja comunidade, que se reunirá todos os Domingos para construir uma comunidade de proximidade, confiança, alegria e responsabilidade. Neste Santuário de Schoenstatt em Santa Cruz toda esta comunidade invocará o nome de Deus, será instruída na Sua palavra e encontrará aqui o alimento necessário para crescer na sua vida de fé, esperança e amor, como berço de santidade.

Santa Cruz de la Sierra

Entrega das chaves

No início da celebração, como sinal de fidelidade e gratidão, as chaves e os planos do Santuário foram apresentados ao Arcebispo de Santa Cruz, Monsenhor Sérgio Gualberti: “Cheios de alegria, queridos irmãos e irmãs, vamos dedicar este Santuário de Schoenstatt em Santa Cruz, para que cada um de nós possa encontrar-se com Deus e com os nossos irmãos e irmãs, e vamos fazê-lo com o sacrifício do Senhor, a Eucaristia”, disse o prelado ao receber as chaves. Em seguida, procedeu à abertura das portas da igreja, a casa do Senhor que, se abre no meio de toda a comunidade.

Antes de abençoar as paredes da igreja, Mons. Sergio abençoou a água, depois entrou na capela e prosseguiu para abençoar as paredes e o povo.

Santa Cruz de la Sierra

“O sonho de longos anos tornou-se realidade”

Hoje é um dia de alegria para toda a Família de Schoenstatt, porque o sonho de longos anos se tornou realidade: ter um Santuário ao lado da Ermida, neste belo terreno, entre o verde das mangueiras que irradiam vida e beleza, disse Monsenhor Sérgio no início da sua Homilia.

O prelado afirmou também que é um dia de gratidão a Deus, porque Ele tornou possível este belo trabalho religioso e artístico, um reflexo da Sua beleza e amor, e agradeceu também a todas as pessoas que colaboraram com a sua contribuição. Do mesmo modo, afirmou que é um dia de contemplação e celebração pela dedicação de um Santuário ao Senhor, sob o patrocínio da amada Virgem Maria, a Mãe Três Vezes Admirável, escolhida como padroeira da grande Família de Schoenstatt pelo seu fundador, Padre José Kentenich.

Dedicar e consagrar uma igreja, templo ou santuário significa que este edifício se torna propriedade de Deus, “a morada de Deus entre os homens”. Ao dedicar este Santuário a Maria, a Mãe Três Vezes Admirável de Schoenstatt”, estamos a repetir o acto do Pe. Kentenich quando fez a Aliança de Amor com a Mãe de Deus; uma aliança entendida como “uma completa e mútua troca de corações, bens e interesses, pela qual a pessoa cresce no amor, na sua vida espiritual e na capacidade de cumprir a sua missão. Isto implica um “Nada sem ti, nada sem nós”, e colocarmo-nos à disposição de Maria, seguindo o Seu exemplo e sendo Seus instrumentos, trazendo a nova vida de Cristo a todos os lugares, família, trabalho e sociedade. Para cumprir esta missão, devemos esforçar-nos activamente por viver a vocação cristã à santidade na vida quotidiana e, estarmos disponíveis para a construção do Reino de Deus”, disse o Arcebispo.

A peregrinação é uma expressão de fé, esperança e amor do povo crente, como nos disseram os Bispos da América Latina reunidos em Aparecida: “A decisão de partir para o santuário já é uma confissão de fé, a caminhada é um verdadeiro cântico de esperança e a chegada é um encontro de amor”.

O prelado assegurou que, a partir deste Santuário, a Mãe de Deus nos acompanha com as Suas graças no caminho da santidade: as graças do refúgio, da experiência do amor e do acolhimento no coração de Maria.

Santa Cruz de la Sierra

Consagração – Santuário para sempre

Segue-se o rito solene da Bênção de uma igreja:

O Arcebispo coloca as relíquias de S. João Paulo II, da Irmã Nazaria Ignatia e dos abençoados missionários e mártires Michael Tomaszek e B. Zbigniew Strzalkowski.

O Arcebispo aproxima-se do altar com o crisma e procede à unção do altar. Uma vez ungido, ele faz o mesmo com as paredes da igreja e incensa o altar. Quando a incensação termina, a mesa do altar é coberta com uma toalha, decorada com flores, as velas e a cruz são colocadas em cima, e todas as luzes da igreja são acendidas.

Posteriormente, a imagem da Mãe Três Vezes Admirável entra vinda da Ermida. Símbolo de uma caminhada de muitos, muitos anos, desde a fundação por uns poucos leigos em torno de uma imagem da Mãe Peregrina trazida do México.

Santa Cruz de la Sierra


Homilia integral (ES)

Galeria fotográfica

Fonte: www.iglesiaviva.net (web criada pela Conferência Episcopal Boliviana) y campanas.iglesiasantacruz.org
Com autorização dos editores.

 

Original: espanhol (8/9/2021). Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , , , , , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *