Colocado em 2016-04-09 In Vida em Aliança

Fundação do ramo familiar de Schoenstatt em Ayolas

PARAGUAI, Ayolas, por  Alejandro e  Eva Frías •

Para começar a escrever a história do ramo familiar em Ayolas há que começar pelo ano de 1994 e talvez muito antes, com um grupo numeroso e entusiasta de mulheres (mães de família) e alguns homens que iniciaram a Campanha da Mãe Peregrina nesta comunidade. Eram trinta e sete missionários, que com a sua oração, a sua entrega, a sua missão, o seu apostolado, o seu entusiasmo, tornaram possível que hoje se possa falar do ramo de casais como semente da Pastoral da Família na Paróquia San José Mí.

Outro passo importante foi a instalação da ermida da MTA no ano de 1997, e, em 2003, a visita do então Pe. Francisco Javier Pistilli, hoje bispo de Encarnación, aos membros da juventude feminina e masculina.

Se beberes desta água, não terás sede…

Estas palavras ditas por Jesus à samaritana são muito atuais e cumprem-se no desejo fervoroso de um grupo de casais que já tinham conhecido o caminho que leva à fonte pois tinham participado no movimento Encontro Matrimonial. Esses casais foram ter com a coordenadora diocesana Elodia Amarilla, para lhe perguntar como iniciar o ramo familiar em Ayolas, ela comunicou-se com o Pe. Antonio Cosp e a resposta não se fez esperar.

image003

Vê a terra que te vou mostrar…

Estas palavras de Deus a Abraão podem-se aplicar à vida de dois seres cheios de amor e entrega a Deus e à Mater: Papito e Chiquita (Sebastián e Concepción Martín) de Encarnación, que receberam a missão da parte do Padre Antonio Cosp de se ocupar do ramo familiar em Ayolas.

A Mater pousou o seu olhar na nossa terra…

Num domingo de setembro de 2014 – primavera no nosso hemisfério – como anunciando um novo florescimento na Igreja e com a autorização do pároco, Pe. Bernardo Ríos, depois da Sta. Missa das 7 horas. chega o casal Martín à Capela São Francisco Xavier. Apresentam-se com simplicidade e, nós, os casais que tivemos a sorte de estar nesse primeiro encontro sentimo-nos confiantes e atraídos como um íman para o que hoje seria a nossa casa, a nossa comunidade, o nosso grupo…

Ficou decidido que se reuniriam quinze dias depois, com o compromisso de convidar mais casais. Hoje, recordando aquele momento, é evidente que foi Ela quem atuou: uma Mãe que reúne os seus filhos sob a sua proteção…

Veio muita gente, pouco a pouco foi despertado o anseio de fazer parte à medida que se explicava o espírito de Schoenstatt. Ajustaram-se detalhes como o dia, hora e frequência das reuniões. A Mater ia conquistando, lenta e profundamente, os corações.

image005

P. Antonio Cosp en Ayolas

A reunião de arranque… o dia marcado

Passaram as festas de fim de ano… começou o ano de 2015, um ano de bênçãos!

Os casais voltaram a reunir-se com grande entusiasmo na capela de São Francisco Xavier num bonito dia de Abril. Respondendo ao chamamento da Mãe outra vez foram muitos os casais que participaram. O compromisso tornava-se cada vez mais firme, homens e mulheres conquistados por um singela e silenciosa mulher…

A nova atividade exigia compromisso e, portanto, respeitar o horário, lugar, e dia estabelecidos para as reuniões do grupo. Felizmente colaborou no caminho de formação um casal jovem e comprometido: Fabiana e César González. As reuniões eram quinzenais e, depois de algumas alterações de lugar, elegeu-se o templo de São Roque González. Eram encontros agradáveis, de reflexão, oração, formação e autoformação. O grupo foi-se consolidando: eram quinze casais que preparavam as reuniões quinzenais. Foi tanta a integração que, finalmente, se fizeram os encontros nas casas dos membros da nova comunidade.

Primeiras experiências de integração…

Passaram os meses e o grupo ia crescendo, educado cuidadosamente pela Mater com delicadeza, amor e compreensão. Tanto foi o entusiasmo infundido pelos formadores, que decidiram convidar o grupo Corazones Solidarios de Encarnación. Foi um momento agradável onde se mostrou, uma vez mais, o amor, a solidariedade e, claro, a alegria característica dos filhos da Mater. Os irmãos não tardaram a devolver as atenções e no final de novembro participaram em Encarnación na Jornada de Encerramento do ano de todos os ramos. Tiveram presença dignos representantes no momento artístico, já que o Senhor ofereceu ao grupo uma variedade de dons, entre eles a possibilidade de formar um coro no futuro.

Nesta ocasião o grupo visitou o santuário de Nossa Senhora de Itacuá, onde participaram da Eucaristia antes de regressarem aos seus lares, abençoados e agradecidos por tantos presentes.

image007

Um passo mais…

Aproximavam-se as festas do fim de ano, a sidra, o pão doce e os encontros… os chefes animavam o grupo a dar mais um passo, eleger os responsáveis para ir crescendo pelas mãos da Mãe. Na reunião efetuada na casa da família González (Paty e Jorge), com a presença do Padre Yiyo, realiza-se a eleição entre os dez casais que tinham perseverado no itinerário de formação. Este foi o resultado: Mario e Mirtha Fleitas, chefes; Alejandro e Eva Frías, subchefes; Patricia e Jorge González, tesoureiros. Outros casais terão outras tarefas, pelo que se pode dizer que ficou concluído um ano abençoado, com o compromisso de fazer crescer o  Ramo Familiar em Ayolas.

O grande presente…

O casal Martín, responsável pelo grupo ao qual acompanhou com amor, paciência e sabedoria, confirmou com muita alegria a visita do Pe. Antonio Cosp. Nesse dia até a natureza colaborou para preparar o ambiente, o templo poucas vezes albergou tanta gente ansiosa por escutar e viver a plenitude do Senhor… e a Mater, que não se deixa ganhar em generosidade, quis instalar-se no templo São Roque González: nessa mesma noite de 29 de fevereiro foi entronizada ali para coroar um dia de alegria, plenitude e bênção. Surgiu também a missão de formar o segundo grupo do ramo Familiar e de iniciar a Pastoral de la Esperanza.

O retiro de iniciação, coroando tanto amor recebido

Neste ano de 2016 que se inicia, a Mater continua a mimar os seus filhos confirmando-os na sua eleição. Nos dias 12 e 13 de março teve lugar o primeiro retiro em Tupãrenda: “Um tempo para amar”, que teve como objetivo reavivar o fogo do amor matrimonial surgido para alguns há décadas, para outros  há alguns anos… O grupo saiu fortalecido com a experiência do amor de Deus e da Mater, decididos a servir a Igreja como schoenstattianos e a procurar que outras famílias se encontrem com Jesus através da sua Mãe.

GRU-1
Original: espanhol. Tradução: Maria de Lurdes Dias, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *