recien nacido

Colocado em 2022-06-04 In obras de misericórdia, Projetos

“Acolhamos um recém-nascido”

ARGENTINA, notícia do Jornal Zonda •

Também este ano, como se lê no Jornal Zonda (província de San Juan, Argentina), os voluntários do Grupo de Mães do Movimento Apostólico de Schoenstatt recolhem donativos para os bebés do Hospital Rawson, sob o lema “Acolhamos um recém-nascido”. Trata-se de celebrar com o coração à disposição daqueles que mais precisam. Estão a receber cobertores de lã ou tricotados, roupas, tecido polar, lã e dinheiro. —

As voluntárias do Grupo de Mães de Schoenstatt lançaram a campanha de solidariedade chamada “Acolhamos um recém-nascido” na província. O objectivo é ajudar os bebés em Neonatologia no Hospital Rawson.

Esta campanha começou em 2010, desde há 12 anos o grupo tem vindo a realizar a missão de abrigar um recém-nascido. Nasceu do Ramo das Mães do Movimento Apostólico de Schoenstatt e expandiu-se por toda a província. Começou com a campanha de um metro de tecido polar, a ideia era fazer cobertores que fossem comprados ou tricotados.

O bem espalha-se e irradia

“Há muitos corações atenciosos que querem ajudar, o bem espalha-se e irradia. Ano após ano, as pessoas têm vindo a aderir e a colaborar todos os anos”, diz Gachi Orioni.

“Há grupos de amigas que se juntam para tricotar, doam tecido polar, lã, dinheiro e tudo o que vai para os bebés. Tínhamos um circuito montado, preparávamos os pacotes e levávamo-los para o trabalho voluntário de María, mas devido à pandemia, as mães mais velhas já não podiam ir”, acrescenta ela.

“Estão à espera porque sabem que os cobertores chegam todos os anos. Hoje em dia, é também roupa de bebé, fraldas e tudo chega em perfeitas condições porque as controlamos”, sublinha ela.

Fabiana Mines diz que desde o ano passado, as voluntárias não têm tido acesso ao hospital, pelo que lhes enviam o que recolhem.

“Trabalhamos unidos como Movimento de Schoenstatt. Alguns recolhem-nos, outros põem-nos em condições e outros entregam-nos. Ficámos surpreendidos porque causou uma profunda impressão no Movimento e em muitas outras pessoas”, diz Fabiana.

Original: espanhol (2/6/2022). Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.