Colocado em 10. Junho 2019 In Schoenstatt em saída

A Mãe Peregrina da farmácia

ARGENTINA, Álvaro e Pamela Pagalday •

Há já muitos anos que conhecemos o Movimento Apostólico de Schoenstatt através dos colegas do Jardim de infância de uma das nossas filhas. Começámos a participar num grupo de casais e apaixonámo-nos pela Mater. O Seu abraço maternal, o Seu acolhimento no Santuário da nossa cidade, La Plata, e no Santuário do nosso coração, impulsionaram-nos a querer levá-l’A aos outros. Isto aconteceu naturalmente. Ela  transformou-nos e inflamou o envio, a missão em nós. —

Nós somos farmacêuticos, e muitos dos pacientes que vêm à nossa farmácia, de bairro, são de visita frequente, conhecêmo-los, sabemos onde vivem, quem são, como é constituída a sua família.

Quando ouviram falar da nossa fé, pediram-nos orações por esta ou aquela situação, de saúde, de vínculos, por várias preocupações. Correspondíamos aos seus pedidos, rezando e dando-lhes uma pagela da MTA.

Foi assim que, depois de ingressarmos num curso da União de Famílias, em Julho de 1997, nos tornámos também missionários da Mãe Peregrina de Schoenstatt.

Já temos 22 anos de curso e, pelo menos, 18 anos de levar a Mater aos nossos pacientes. Não escolhemos amigos, nem colegas de trabalho, nem conhecidos, mas pacientes. Alguns vivem sozinhos, outros estão a cargo dos seus netos, pessoas que se esforçam para dar e precisam ser sustentadas espiritualmente.

Às vezes vêm à nossa casa, e como não têm carro ou não é fácil para eles ir ao Santuário, nós levamo-los à Via Sacra na Sexta-feira Santa e em Dezembro de 2016 convidámo-los a participar na bênção do nosso Santuário do Trabalho “Visitação”, localizado na nossa farmácia.

O seu nome corresponde ao nosso desejo de irmos ao encontro como Maria, e como Ela, não para pôr em primeiro lugar o que me acontece a mim, mas ao outro, como Maria, agradecer com humildade por termos sido escolhidos para levar o Seu Filho aos outros.

Este é o nosso testemunho, o “faça-se” de Maria e o “faça-se” de Jesus precisam dos nossos “faça-se”, da nossa docilidade, da nossa disposição, do nosso sim!

 

Bênção do Santuário do Trabalho

Os missionados, instrumentos valiosos nas mãos da Mãe Peregrina de Schoenstatt

Quero falar um pouco sobre a senhora da foto, aquela que tem nas mãos a nossa Peregrina, na farmácia. A Mater acompanhou-a na morte do marido e da nora, com um cancro no olho, que deixou dois filhos pequenos, de três e cinco anos, a seu cargo e do seu filho. Ela também cuidava da sogra.

O senhor de óculos na bênção do Santuário do Trabalho tem mais de 80 anos, tem cancro da bexiga há 20 anos, é professor de inglês reformado e voluntário no Hospital S. João de Deus onde cuida, faz a barba ou dá de comer a doentes com SIDA ou tuberculose.

São os valiosos, os instrumentos nas mãos da Imagem Peregrina, verdadeiros missionários.

Original: espanhol (2/6/2019). Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , , , ,

1 Responses

  1. É uma BÊNÇÃO pertencer ao Mov.de Schoenstatt. Sou da L.das Mães de Goiânia GO e precisamos destes testemunhos para enriquecer nossa espiritualidade. Obrigada!Que a Mãe Três Vezes Admirável permaneça em nossa vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *