Colocado em 2016-01-10 In Santuário Original

“Permanentemente terás por luz o Senhor” (Isaías 60,19) – Impressões depois de uma visita a capela da casa Marienau

Por Maria Fischer •

“As nações se encaminharão à tua luz, e os reis ao brilho da tua aurora… Permanentemente terás por luz o Senhor, e teu Deus por resplendor…” Isaías 60, um dos mais belos trechos de Advento do Antigo Testamento é o que vem à mente quando se abre a pesada e bela porta de madeira da capela da casa dos sacerdotes e de hóspedes Marienau. Continua sendo a mesma capela onde o Padre Kentenich celebrou a Santa Missa, um lugar de muitas lembranças e encontros valiosos, um lugar de oração e de louvor a Deus… Mas, onde está este lugar escuro em que se pode ver os cinquenta anos de existência? Desapareceu. E em seu lugar surgiu uma sala cheia de luz, luminosa, com cálidas cores brancas, e brilhantes amarelos, azuis e vermelhos.

“O lugar tem alguma coisa”. Quando Maria Jesús Fernández, a artista chilena que projetou a Igreja de Deus Pai na Argentina ou a capela da casa de Haus Regina em Schoensttatt, viu a capela de Marienau, viu um potencial que muitos nunca haviam visto. E começou.

IMG_9214

Uma luz maravilhosa

Depois de chamar um profissional para limpar as janelas, a capela se inundou de luz. O mosaico no presbitério brilha e ganhou profundidade.

A direita e esquerda do altar, os brilhantes e variados tons de azul ressaltam as imagens da Mãe Três Vezes Admirável de Schoenstatt e de Karl Leisner.

Com muitos conhecimentos no assunto e sentido litúrgico, Maria Jesús Fernández, o engenheiro Arne Reichert e o Reitor P. Egon M. Zillekens, elaboraram um projeto de iluminação para a capela. Há luzes que iluminam de forma sutil o mosaico, elegantes luzes em formato de pêndulo repartem a ambos os lados do altar uma cálida luz.

Quando se celebra a Santa Missa, se acende uma luz adicional na nave central da capela, o que ressalta a solenidade, e cada entrada do sacerdote rumo ao altar lembra a vigília de Páscoa…

E depois a luz do alto em direção ao altar, no meio da celebração eucarística. A artista insistiu nisto. Uma mensagem que lembra as catedrais góticas, nas quais se construiu simbolicamente uma imagem do céu. A catedral gótica tem uma forma especial, recebendo a luz principal do alto, provocando uma misteriosa plenitude de luz que transforma todo o espaço, dando a impressão que brilha por si mesma. Algo disto se pode experimentar na renovada capela da casa Marienau.

“O altar, no qual nosso Padre Fundador celebrou, não sofreu modificações”, assim disse o reitor P. Egon M. Zillekens. Uma síntese bem lograda entre lembrança, conservação e renovação, tanto de estilo e arte como de simplicidade.

IMG_9242

A cruz

A cruz antes ficava suspensa do lado direito da porta da capela, pintada de negro e de uma maneira demasiado grande e quase ameaçadora. Maria Jesús Fernández eliminou a pintura negra, restaurou cuidadosamente a cruz e a colocou num novo lugar na parte posterior da capela sobre uma galeria. Diretamente a vista do sacerdote celebrante.

Esta cruz chegou a Marienau em 1951, e vem de uma ermida do norte da Alemanha que foi desmontada. O P. Klein-Heßling e o P. Theo Hoffacker a compraram, a levaram para Schoenstatt, onde durante muitos anos ficou na escada principal, com certeza vista e saudada muitas vezes pelo Padre Kentenich entre os anos 1966 – 1968… A cruz está feita de carvalho e deve ter pelo menos 800 anos.

Esta área da capela ainda não está concluída, mas já se pode perceber que trata-se de um lugar de meditação e não apenas durante o tempo da Quaresma…

IMG_9228

Convite

Para os que venham a Schoenstatt neste tempo de Natal ou depois, deverão planejar uma visita a esta capela, já que é um convite para rezar e para admirar e agora, inclusive mais que antes, é um convite para um encontro com o Padre Kentenich e aquela cultura de Pentecostes de muitas línguas, um encontro com as decisões audazes (“talvez audaz para os outros, mas não para você”) na brilhante luz da fé e do envio audaz, decidido, ao que ele convida a seu Schoenstatt.

Fotos

Capela Marienau

Original: alemão. Tradução: Lena Ortiz, Ciudad del Este, Paraguai

Etiquetas: , , , , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *