Colocado em 21. Julho 2019 In Igreja - Francisco - movimentos

Reforçar a missão dos fiéis leigos na Igreja e na sociedade

ARGENTINA, Redacção •

No dia 8 de Julho passado, o Pe. Alexandre Awi, Secretário do Dicastério, participou no Encontro de Leigos, organizado em Buenos Aires pelo Departamento de Leigos da Conferência Episcopal Argentina (DEPLAI). Mais de 500 pessoas vindas de todo o país e do estrangeiro participaram neste encontro.—

Na sua exposição, o Pe. Alexandre destacou o apelo do Papa Francisco a que se faça viver intensamente a identidade dos leigos e a vocação recebida através do Baptismo e dos projectos que o Dicastério está a realizar em prol da promoção e formação dos fiéis leigos.

Utilizando três elementos do Magistério do Pontificado do Papa Francisco  acerca dos leigos (Evangelii Gaudium, Gaudete et exultate e a Carta ao Presidente da Pontifícia Comissão para a América Latina), o Pe. Alexandre insistiu no papel fundamental dos leigos na Igreja, para o anúncio de Cristo no meio da sociedade e ao mesmo tempo no apoio aos Pastores para “erradicar o vício do clericalismo”. Insistiu na necessidade do “protagonismo laical, especialmente das mulheres” e no perigo de os leigos caírem no pelagianismo ou no gnosticismo. Além disso, destacou algumas ideias para reforçar a missão dos fiéis leigos na sociedade: através da piedade popular, da chamada universal à santidade do Povo de Deus e da importância da vida espiritual e da oração.

Antes de concluir, explicou a missão e os objetivos do Dicastério sobre a promoção e a formação dos leigos, como o recente congresso sobre a formação dos leigos, em Setembro de 2018, e citou alguns exemplos de iniciativas tomadas em todo o mundo para promover o laicado através da formação permanente.

 

Palestra do Pe. Alexandre – Encontro DEPLAI PDF (em espanhol)

Jesus vive

Sob o lema “Jesus vive”, o Encontro reuniu leigos e dirigentes de Paróquias e Movimentos do Instituto Sagrado Coração, no bairro portenho de Almagro.

Acompanharam a “ENL 2019” o Bispo de Zárate-Campana e presidente da Comissão Episcopal de Vida, Leigos e Família, D. Pedro Laxague; o Bispo de Morón e membro desta Comissão, D. Jorge Vázquez; e o Bispo Auxiliar de Buenos Aires, D. Enrique Eguía Seguí. Daniel Martini, Director da Deplai, deu as boas-vindas aos participantes.

Durante o dia, David Brandan, da Diocese de Quilmes, falou sobre “Construir a esperança a partir dos jovens”. Natalia Quintana, dirigente cristã dos bairros sociais e membro de Deplai, falou sobre a construção da esperança a partir da realidade das mulheres. Pablo e Fernanda Alois, um casal do Grupo Alpha, falaram sobre “Construir esperança a partir da realidade das famílias”.

 

A esperança dos pobres nunca será frustrada

De acordo com o lema do próximo Dia Mundial dos Pobres, “A esperança dos pobres nunca será frustrada”, Gabriela Olguin, dirigente de uma cooperativa, falou sobre como se constrói a esperança para os pobres a partir da economia popular.  E Mabi Borda e Héctor Silva, coordenadores dos Lares de Cristo da Terra do Fogo e Río Gallegos, estiveram no painel “Construir esperança a partir dos pobres”.

Emilio Inzaurraga, presidente da Comissão Justiça e Paz do Episcopado, falou com a família do Beato Wenceslao Pedernera, um dos quatro mártires de La Rioja. “Coca” Pedernera, esposa e companheira de Venceslau no martírio, deu um testemunho comovente.

Por sua vez, a filha do Servo de Deus Enrique Shaw, Sara Shaw de Critto, manteve um diálogo com o presidente da Acção Católica Argentina, Rafael Corso. Ana Maria Lucas relatou a experiência dos “Cuidadores da Casa Comum” em Jujuy, e Humberto Podetti, da Comissão Justiça e Paz, falou sobre o espírito e a letra do apelo do Papa Francisco para “recriar um novo modelo económico em Assis”.

 

Com material de AICA e do Dicastério para os Leigos, a  Família e a Vida

Original: espanhol (13/7/2019). Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *