Colocado em 21. Julho 2019 In Dilexit ecclesiam

Renovar – se ou morrer

EQUADOR,  Alejandra Aguilera •

2019 Foi um ano difícil para a Igreja e nós, jovens, somos convidados a adoptar uma de duas posições: assumir as propostas ideológicas e distorcidas do mundo ou fazer uma escolha heróica e renovar a Igreja. Por isso, a Igreja procurou acompanhar os jovens, guiá-los, uni-los e fortalecê-los na fé para que possam enfrentar desafios nas suas próprias vidas e no mundo de hoje.—

Impelidos a tornar presente na nossa Igreja a imagem da Mãe de Deus e o carisma de Schoenstatt, como Juventude  de Schoenstatt participámos na Jornada Mundial da Juventude (JMJ) no Panamá e agora quisemos participar na Jornada da Juventude Arquidiocesana, em Guayaquil.

A Jornada da Juventude Arquidiocesana está aberta a todos os grupos e Movimentos Juvenis da cidade. Este ano quis reforçar a mensagem do Papa aos jovens da JMJ com o lema “Eis a serva do Senhor, faça-se em mim segundo a tua palavra”. (Lc 1,38) e com a Exortação Apostólica “Christus Vivit”.

 

Sinergias de uma Jornada

Para a Juventude Feminina que participou na Jornada da Juventude Arquidiocesana (JAJ) no passado dia 30 de Junho, foi uma oportunidade para dar e receber.

Foi uma oportunidade para dar porque vivemos o carisma de Schoenstatt na nossa Igreja de Guayaquil através do nosso amor a Maria, a Jesus e à Igreja. E com ele, o carisma do nosso Pai e Fundador, Padre Kentenich. Foi também uma oportunidade para oferecermos, em união com a maioria dos jovens de Guayaquil, a nossa oração pelo Equador, pelos outros jovens, por todos os carismas da Igreja e pela vocação de cada um. E de modo pessoal, oferecemos o nosso tempo para nos encontrarmos com Jesus na Eucaristia e com os outros jovens da cidade.

Por outro lado, foi uma oportunidade para recebermos porque, fomos enriquecidos com a alegria e a esperança que devem caracterizar os jovens católicos. Ao mesmo tempo, ouvimos e aprendemos sobre o estilo de vida e de formação que outros jovens católicos recebem e tentam pôr em prática todos os dias. Fomos lembrados dos desafios que vivem o mundo e os jovens de hoje, especialmente os jovens do Equador, fomos guiados em temas da actualidade e fomos chamados a ser profetas e apóstolos.

O lema da JMJ e da JAJ  move-nos na mesma direcção que  o Padre Kentenich nos convida a viver, através do carisma de Schoenstatt e do Marco do 31 de Maio. Ou seja, ser discípulos e instrumentos de Deus seguindo o exemplo de Maria e que, na Sua presença, possamos ser os novos apóstolos para renovar a Igreja como no Pentecostes.

E como é que esta mensagem chega ao coração de um schoenstatteano? É o “fogo do fogo” do Padre Kentenich que tanto amou a Igreja e Maria. Esta é a missão que um jovem católico e schoenstatteano é chamado a assumir no tempo presente.

Original: espanhol (14/7/2019). Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *