Colocado em 21. Abril 2018 In Vida em Aliança

Uma Ermida de pedras feita por “pedras vivas”

FRANÇA, François-Xavier e France de Marolles •

No espaço São João Paulo II do Seminário de La Castille na Diocese de Toulon (França), em Var, França, situada a 190 km da fronteira com Itália, há uma ermida da Mãe Três Vezes Admirável de Schoenstatt, a primeira ermida de Schoenstatt no sul de França. —

ermita Toulon

Uma ermida que surge da dor de um pai

A bonita Ermida, erigida com pedras locais da região de Provenza, é um projeto idealizado pelo artesão Benoit Mark que, com muita fé e amor à Virgem Maria, se ofereceu para fazer este trabalho. Benoit conduziu como um maestro a equipa composta por gente de todas as idades, desde crianças a pessoas mais velhas. Todos quiseram colaborar neste momento singular para o movimento de Schoenstatt no sul de França. A construção iniciou-se em 31 de outubro de 2017 e durou todo o mês de novembro com muito trabalho, oração, confraternização e a intercessão de todos os Santos. A construção atraiu a atenção de muitas pessoas que costumam passear neste lugar. Algumas deixaram gravados os seus nomes nas pedras usadas para a construção; inclusive Mons. Dominique Rey, bispo da diocese de Fréjus-Toulon registou o seu nome numa pedra na base da Ermida. Durante todo o mês de novembro de 2017, intensificaram-se as contribuições para o Capital de graças, com muitos terços e orações.

A cruz que domina a Ermida está carregada de significado, amor e sacrifício, pois foi uma obra feita por um pai que no mês de agosto de 2016 perdeu de forma muito trágica e inesperada a sua filha de dois anos, morta depois de engolir uma pequena pedra. Nesta mesma altura acabava de chegar a França a imagem da MTA como presente à diocese de Toulon, enviada do Santuário Original.

Bênção com visitas de Barcelona e Paris

A bênção da ermida celebrou-se no dia 8 de dezembro de 2017. Foi realizada por Mons. Dominique Rey, bispo da diocese de Fréjus-Toulon com a presença do padre Theodore Shanika, do Instituto dos Padres de Schoenstatt e do padre Louis-Marie Guitton,vigário episcopal e responsável da pastoral familiar na diocese. Participaram nesta bênção os amigos do Movimento de Schoenstatt no sudeste de França, muitos dos quais colaboraram ativamente para a chegada desse momento histórico.

Também estavam presentes algumas raparigas da Juventude Feminina de Schoenstatt da zona de Barcelona, que viajaram especialmente para Toulon para este dia de graças, bem como o coordenador do Movimento de Schoenstatt em França, FX de Thieulloy, que vinha de Paris.

A Família internacional acompanhou esta nova morada de Maria

A toda esta bonita historia de fé, nós só nos podemos unir em ação de graças pela conquista desta Ermida, edificada por pedras e com a participação efetiva de muitas “pedras vivas” que, das mais diversas formas, colaboraram para tornar realidade a primeira Ermida de Schoenstatt do sul de França e que anelam, num futuro próximo, formar uma família que seja fundamento da Obra de Schoenstatt neste bendito lugar eleito pela Virgem Maria como a sua mais nova morada.

Queremos agradecer de maneira muito especial a tantas pessoas da família de Schoenstatt de todo o mundo que sustentaram com o seu capital de graças este projeto com muita fé, esperança e benevolência, da Alemanha, Argentina, Bolívia, Brasil, Burundi, Chile, Espanha, Equador, México, Paraguai, RD Congo, Suíça…

Agora começa a ação silenciosa da nossa Mãe em muitos corações a partir deste lugar, a qual também irá depender da fidelidade de cada um aqui.

Original: francês. 15.04.2018. Tradução: Maria de Lurdes Dias, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , , , ,