Colocado em 2017-11-04 In Vida em Aliança

Coração de fundadores: o Instituto de Famílias já é uma realidade no Paraguai

PARAGUAI, Daniela e Antonio Peralta •

No dia 30 de setembro celebrou-se o Contrato-Consagração Perpétuo do Primeiro Curso do Instituto de Famílias no Paraguai. Passaram 20 anos desde que as primeiras sementes foram plantadas.

A história do Instituto de Famílias no Paraguai

Em meados de julho de 1990, durante o Encontro da Obra de Famílias de Schoenstatt em Tupãrenda, Paraguai, alguns casais paraguaios contactaram com Cecilia e Carlos Adrogué, do Primeiro Curso argentino do Instituto de Famílias. Ali nasceu o anseio de que no Paraguai também pudéssemos ter esta comunidade de casais consagrados que aspiram a viver o ideal do matrimónio e da família católica, assumindo costumes familiares provados.

Este contacto manteve-se, também com outros casais como o casal Michelini e foi assim que em 1997, os casais Affronti e Lavini, visitaram o Paraguai e demos o nosso sim como primeira vocação ao Instituto de Famílias no Paraguai. Começámos o nosso caminho de formação em 1998 iniciando, junto a quatro casais da Argentina, o Curso Argentino-Paraguaio Signum Spei Patris (Sinal de Esperança do Pai), que assumiu como missão e tarefa a consolidação da fundação do Instituto de Famílias no Paraguai e depositou também esse anelo na pedra fundamental do Santuário.

Os frutos começaram a ver-se a partir do ano 2002, com a admissão de Rocío e Ricky Careaga, a que se seguiram Jessy e Guillermo Fronciani e Gabi e Norman Förster. Posteriormente, Cristi e Marcelo Prono junto a Piqui e Hugo López Manzur de Corrientes, iniciaram o Primeiro Curso Paraguaio-Argentino do Instituto de Famílias em 2004, que assumiu como ideal ser: Ignis Mariae Victoriosus, Fogo Vitorioso de Maria, coração de fundadores, para fazer crescer o amor e a vida nas famílias.

Um longo caminho de formação

Estes cinco casais percorreram um longo caminho de formação, acompanhados, em diferentes etapas, pelas Famílias Educadoras Klobovs, Salvarani e Moviglia, da Argentina. O ponto culminante foi o Contrato-Consagração Perpétuo que selaram em 30 de setembro de 2017 no Santuário Jovem, junto a representantes da Direção Geral, da Direção da Região Argentina-Paraguai e o Assistente Espiritual do Instituto de Famílias, acompanhados pelo Arcebispo de Corrientes, Mons. Andrés Stanovnik ofm, e partilhando com a Família de Schoenstatt no Paraguai a missa de ação de graças.

Durante este tempo, a nossa comunidade foi-se conhecendo dentro da Família de Schoenstatt e também foi surgindo o anelo de novas vocações para o Instituto de Famílias no Paraguai. Começámos a fazer “suave violência” com a Coroação da Mater, o oferecimento de Capital de Graças, as orações e as horas de Adoração ao Santíssimo Sacramento no Santuário Jovem, e a Mater foi muito generosa: iniciou-se o Segundo Curso-Paraguaio-Argentino do Instituto de Famílias, formado por sete casais do Paraguai e um de Resistencia, Argentina.

Hoje podemos dizer que este anseio de tantos anos de toda a Obra de Schoenstatt no Paraguai e do Instituto de Famílias tornou-se realidade, com o Contrato-Consagração Perpétuo do Curso Ignis Mariae Victoriosus.

Nova obra terminada Deo Gratias!

Agora é esperar os frutos apostólicos!

Original: espanhol. 31-10-2017. Tradução: Maria de Lurdes Dias, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.