Colocado em 1. Dezembro 2016 In Casa Mãe de Tuparendá, obras de misericórdia

É tempo de misericórdia… para os jovens da Casa Mãe de Tuparendá

PARAGUAI, Maria Fischer com Ani Souberlich •

“Me contaram e eu esqueci,
Eu vi e entendi;
Fiz e aprendi”.

Assim é cada dia em tudo o que os jovens fazem na Casa Mãe de Tuparendá, “e hoje aprendemos a fazer pãezinhos para cachorro-quente, pães para sanduíches de lombinho e um invento nosso: pão grandão ‘do tamanho da fome que sempre temos e que não se acaba nunca para qualquer adolescente da nossa idade’… e estava muito gostoso pois comemos no lanche que se transformou em um delicioso sanduíche”, comentam os jovens o que aprenderam na oficina de padaria na Casa Mãe de Tuparendá. Não só aprendem fazer pães cada vez mais gostosos, mas também como superar as feridas de sua vida na pobreza, no abandono e na fome, sua história de infrações à lei e sua vida na cadeia. Aprendam a viver uma vida como seres queridos por Deus, e pelas pessoas que os acolhem neste lugar, à sombra do Santuário de Tuparendá, nesta grande obra de misericórdia que é a Casa Mãe de Tuparendá. É “consequência lógica” do compromisso dos schoenstattianos com a pastoral carcerária.

161126-casa-madre-de-tuparenda-2147483647

Frutos da misericórdia à venda

Em preparação para o jubileu de 2014 falamos muito dos frutos da Aliança de amor que queríamos realizar como atitude de Magnificat. Depois de cada Missa dominical em Tuparendá, podemos comprar e comer frutos da Aliança de Amor solidária, frutos da misericórdia, em forma de pão e verdura… Vende-se bem e isso não só dá um entrada para a Casa, como também é alegria e orgulho para os jovens.

Os meninos da horta saíram vender suas hortaliças e voltaram felizes pois não sobrou nada. Que alegria poder pagar as contas e contar o dinheiro que ganharam com o trabalho de suas mãos.

“Já aprendemos a fazer deliciosos panetones, que esperamos que gostem quando provarem. Apenas saem do forno, e já vendemos, pois fica o aroma em toda a zona de Itauguá e Ypacaraí, só de colocarmos para assar! ”.

“Nossa horta cada dia está mais linda. Claro, nós fazemos nosso trabalho, mas sem dúvidas, Ela, nossa MTA, dona da Casa, cuida de cada novo broto. E graças à isso, em breve, estaremos preparando também pequenos vasos com plantinhas medicinais e aromatizantes que esperamos que também gostem!”, compartilham na página do Facebook.

 

whatsapp-image-2016-11-27-at-16-38-10

Venda depois da Missa em Tuparendá. Primeiro domingo do Advento

Ela cuida

“Não se preocupem com a realização de vossos desejos, eu amo os que me amam. Queremos agradecer aos meninos da Catequese do Bispado Castrense, que no dia 27 de outubro fizeram sua Primeira Comunhão e decidiram dar uma alegria aos usuários da nossa Casa Mãe de Tuparendá, escrevendo uma linda carta e preparando 20 kits com artigos para cuidado pessoal. Justo quando precisávamos! Tínhamos que aprender a viver mais a Divina Providência. Esses nunca perdem na generosidade. Obrigado! Toda ajuda, mesmo parecendo pequena, faz toda a diferença. Que a MTA guarde em seu manto e em seu coração estes meninos do Bispado Castrense”, comenta Ani Suberlich, Diretora da Casa Mãe de Tuparendá, acrescentando feliz: “encomendaram 315 panetones para dia 9 de dezembro! Foi uma empresa de Assunção”.

 

161126-casa-madre-de-tuparenda-2147483645

A Porta Santa, que cruzamos neste Ano Jubilar, introduziu-nos no caminho da caridade, que somos chamados a percorrer todos os dias com fidelidade e alegria. É a estrada da misericórdia que torna possível encontrar tantos irmãos e irmãs que estendem a mão para que alguém a possa agarrar a fim de caminharem juntos.

Querer estar perto de Cristo exige fazer-se próximo dos irmãos, porque nada é mais agradável ao Pai do que um sinal concreto de misericórdia. Por sua própria natureza, a misericórdia torna-se visível e palpável numa ação concreta e dinâmica. Uma vez que se experimentou a misericórdia em toda a sua verdade, nunca mais se volta atrás: cresce continuamente e transforma a vida. É, na verdade, uma nova criação que faz um coração novo, capaz de amar plenamente, e purifica os olhos para reconhecerem as necessidades mais ocultas. (MM 16).

Sim, uma vez que alguém se coloca no caminho da misericórdia, não tem volta. E é o que menos se quer. Na verdade, as obras de misericórdia, as obras da aliança solidária que gera cultura de misericórdia, são viciantes. A pessoa quer fazer cada vez mais e com maior alegria… Obrigado, Papa Francisco, por nos mostrar o itinerário de Schoenstatt em saída missionário-misericordioso.

161126-casa-madre-de-tuparenda-2147483639

Se quer ser padrinho de um jovem com oração: Ani Souberlich [email protected] ou Pe. Pedro Kühlcke [email protected]

Se quer ajudar com doação (cada ajuda é válida):

Conta no Paraguai:

Fundaprova

Conta: 102792992

Sudameris Bank SAECA, BIC  BSUDPYPXXXX

RUC80079669-1

Conta na Europa

Schönstatt-Patres International e. V.
IBAN DE91 4006 0265 0003 1616 26
BIC/SWIFT GENODEM1DKM
Uso previsto: P. Pedro Kuehlcke, Casa Madre de Tuparenda

Todas as notícias sobre a Casa Mãe de Tuparendá está na categoria de notícias “Casa Mãe de Tuparendá”

161126-casa-madre-de-tuparenda-2147483637

Original: espanhol. Tradução: Isabel Lombardi, Guarapuava PR, Brasil.

Etiquetas: , , , , ,