Colocado em 17. Fevereiro 2018 In Francisco - Mensagem, Igreja - Francisco - movimentos

Três palavras-guia para “reaquecer o coração que crê “: pare, olhe e volte.

QUARESMA 2018 COM PAPA FRANCISCO •

O Papa Francisco presidiu a Procissão Penitencial e a Santa Missa desta quarta-feira das Cinzas, pedindo-nos que parassem para afinar os acordes dissonantes de nossa vida cristã e voltar com confiança aos braços expectantes do Pai misericordioso. Sua mensagem: Pare, olhe e volte! O Senhor lhe dará um novo coração. Três dicas tão práticas como atuais, tão simples quanto importantes para combater a desconfiança, a apatia e a resignação. Em outras palavras, para combater o que debilita o entusiasmo, a alegria e a motivação – no nosso apostolado, no nosso trabalho, nas nossas paróquias, nos nossos projetos, nas nossas amizades e alianças. 

O Papa pediu “parar e afinar os acordes dissonantes de nossa vida cristã e voltar com confiança aos braços expectantes do Pai misericordioso”.

O Papa focou sua reflexão sobre as múltiplas tentações a que estamos expostos, observando como “diante das vicissitudes diárias, se levantam as vozes, aproveitando a dor e a incerteza, o único que sabem é semear desconfiança”. “Desconfiança, apatia e resignação são os três demônios” que cauterizam e paralisam a alma dos fiéis, dos que crêem “disse Francisco, indicando três palavras guias para” reaquecer o coração que crê “Pare, olhe e volte.

Assim, através da primeira palavra, Francisco exortou a parar “frente ao mandamento de viver acelerado que  dispersa, divide e acaba destruindo o tempo da família, o tempo de amizade, o tempo de Deus; em vista da necessidade de aparecer e ser visto por todos, estar continuamente no “outdoor” »; ante o olhar arrogante, o comentário fugaz e depressivo que nasce do esquecimento da ternura e a reverência para encontrar aos outros.

“Pare um pouco”, continuou o Papa, “diante da compulsão de querer controlar tudo, saber tudo, devastar tudo”. Pare um pouco “, disse Francisco,” frente ao ruído ensurdecedor que nos atrofia e atordoa nossos ouvidos e nos faz esquecer o poder fecundo e criador do silêncio; diante da atitude de promover sentimentos estéreis e inférteis, que brotam do confinamento e da auto compaixão; diante do vazio do instantâneo, momentâneo e fugaz que nos priva das raízes.

Pare e contemple! pediu o Papa. Olhem para os sinais que impedem a extinção da caridade, olhem os rostos de nossas famílias que continuam apostando dia a dia, com muito esforço para levar a vida em frente, entre tantas penas e sofrimentos, eles não deixam todas as tentativas de fazer suas casas uma escola de amor; o rosto interativo de nossos filhos e jovens carregados do futuro e esperança, carregados de amanhã e possibilidades, que exigem dedicação e proteção. Sem esquecer o rosto marcado pela passagem do tempo de nossos anciãos; rostos da sabedoria operante de Deus; a face de nossos doentes e de tantos que se encarregam deles; o rosto arrependido de tantos que tentam reverter seus erros e equivocações e “lutam para transformar as situações e ir em frente”.

Olhe e contemple o rosto do Amor Crucificado, exortou o Papa, que hoje, desde a cruz, segue sendo portador de esperança, porque “ele explicou”, olhar para Seu rosto é o convite esperançoso deste tempo de Quaresma para superar os demônios da desconfiança, da apatia e da  resignação “, porque o  Reino de Deus é possível !

“Volte para a casa do teu Pai”, disse o Papa finalmente. Sem medo, nos braços de um Pai “rico em misericórdia”, lembrando que este é o “tempo para  deixar-se tocar o coração” e “experimentar a ternura de Deus: que cura e reconcilia”. “Deixe que o Senhor cure as feridas do pecado e cumpra a profecia feita aos nossos pais:” Eu lhes darei um coração novo e eu colocarei em vocês, um espírito novo “.

 

 

♦ Homilia do Papa Francisco

♦ Mensagem de Quaresma 2018 do Papa Francisco

Original: Espanhol. 15 Fevereiro 2018. Tradução: Glaucia Ramirez, Ciudad del Este, Paraguai

Etiquetas: , , , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *