P Antonio Cosp

Colocado em 2022-04-07 In Memória do P. Antonio Cosp, Schoenstatteanos, Vida em Aliança

Um Pastor com cheiro a ovelha

ARGENTINA, Juan Barbosa •

Recebi esta ilustração de Ana Adrogué de Cambacérès e ela produziu em mim muitas sensações, memórias e anedotas que prometo não vos contar todas, mas pelo menos algumas delas. Antonio Cosp foi verdadeiramente um fazedor, um empreendedor, um motivador nato… Um homem de Maria em todos os sentidos da palavra! —

Aquele primeiro contacto mostrou-o de corpo inteiro

P. antonio CospNo final da década de 80, chegou a Córdoba com o seu sorriso infalível e os seus olhos vivos, ansioso por fazer avançar a obra de Maria que já estava bem estabelecida na Província. Não havia muito tempo que o Movimento Apostólico de Schoenstatt tinha recebido uma casa dos Palotinos e a sua utilização era extremamente limitada.

Antonio (ou “PA” como ele costumava assinar os seus e-mails) viu-a como o seu primeiro trampolim em Córdoba: Aquela casa deveria ser o centro do Movimento e da acção da Família!

Hoje, o Centro Padre Kentenich mostra uma actividade muito intensa com o seu Santuário da Vida e da Esperança nos seus terrenos.

O bom pastor colocou aos ombros… Toda a Família!

“Tenho dois convidados… Vamos só comer uma sopinha”

Eu a minha mulher, éramos sub-chefes dentro da então Obra das Famílias e com o Pe. Antonio trabalhávamos muito e muito bem (após cada reunião, na manhã seguinte tínhamos a acta, escrita numa máquina de escrever, debaixo da porta…).

Um belo dia disse-nos que dois Padres de Schoenstatt o visitavam, um de Inglaterra e outro da África do Sul e que “seria muito bom se pudéssemos partilhar uma refeição… Algo simples, uma sopiiinha” (o Pai esticava sempre as suas vogais para enfatizar o que dizia…).

Nessa noite os três chegaram e, depois das saudações próximas, uma vez que Schoenstatt é uma grande família, o Padre disse-nos que não podia ficar, deixou-nos a sós com os dois Padres desconhecidos e que apenas um deles falava inglês!

O bom pastor unindo a sua Família e provocando um encontro que nunca esqueceremos!

A Casa é demasiado pequena para nós

O Santuário da Solidariedade em Villa Warcalde recordará sempre que foi o primeiro que o Padre Kentenich, fundador do Movimento Apostólico de Schoenstatt, “abençoou do céu” (6 de Outubro de 1968). Com a sua visão característica, o Pe. Antonio viu com absoluta clareza que esta terra, de um hectare e meio, era muito pequena e que a terra adjacente tinha de ser conquistada espiritualmente e depois economicamente, algo impensável para todos uma vez que era um pedaço de terra igualmente grande! Muito caro!

Começou então, com as suas enormes capacidades executivas, uma campanha de angariação de fundos (o primeiro dólar foi colocado pelo então chefe da Juventude Masculina, hoje Padre Cruz Viale) e dezenas de projectos foram realizados com este objectivo …. Até que o milagre aconteceu!

O casal Marta e Augusto Reyna nunca tinham jogado um jogo de previsão desportiva (PRODE – Totobola), mas decidiram tentar a sua sorte e prometeram à Mãe que, se ganhassem, colocariam todo o dinheiro necessário para comprar o terreno…

Eles fizeram a sua parte e… A Mãe de Deus manifestou-Se em todo o seu esplendor!

Andando pela terra onde hoje se encontra o Santuário, é impossível não recordar o Pe. Antonio e a sua absoluta confiança, deixando “uma grande parte da responsabilidade à querida Mãe de Deus” (PJK).

O bom pastor colocou o futuro da Família de Córdoba sobre os seus ombros!

Um grande sonhador, um grande motivador, um grande executor …. Um grande, o querido Padre Antonio Cosp!

Recordando o Pe. Antonio Cosp

Original: espanhol (6/4/2022). Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.