Colocado em 2015-06-18 In Campanha

31 de maio em Tupãrenda – Trinta anos da Campanha da Mãe Peregrina em Paraguai

PARAGUAI- Equipe de comunicação do Santuário de Tupãrenda/mda •

Domingo 31 de maio foi celebrada em Tupãrenda uma Santa Missa presidida pelo Padre Antonio Cosp e concelebrada pelo Padre Oscar Saldívar. Foi a culminação de um mês de maio com muitos acontecimentos importantes e especialmente, neste dia 31, que mencionamos a continuação:

  • 56 anos da fundação do Movimento de Schoenstatt em Paraguai.
  • 44 anos da primeira Santa Missa celebrada pelo Padre Antonio, atual reitor do Santuário Nacional de Schoenstatt em Tupãrenda.
  • 30 anos da Campanha da Mãe Peregrina em Paraguai.
  • Terceiro marco de Schoenstatt: O Pai e Fundador coloca a total disposição da Igreja a missão de sua obra.
  • Fundação da Delegação em Paraguai dos Padres de Schoenstatt.
  • Festa da Santíssima Trindade.

Criada a Delegação em Paraguai dos Padres de Schoenstatt

Delegacion_Paraguay2

Na Região do Pai (Argentina, Paraguai, Nigéria, Itália) do Instituto secular dos padres de Schoenstatt, criou-se neste dia a nova delegação de Paraguai como território autônomo, com superiores próprios. A Delegação conta com dois bispos, nove Padres e várias vocações em formação. Conta o P. Antonio Cosp: “Este domingo 31 de maio é um dia histórico para Schoenstatt paraguaio, pois completamos 56 anos. Claudio Giménez e eu éramos então jovens estudantes, terminávamos nossa formação secundária e nos preparávamos para a universidade. O hoje Monsenhor Giménez, se preparava para os duros exames prévios para medicina e eu para direito. Já nesses primeiros meses de schoenstattianos ambos decidimos ingressar à comunidade dos Padres Palotinos (como era usual nessa época) para servir na construção de Schoenstatt em nossa pátria. Ao formar-se a nova comunidade de Padres ingressamos, com alguns anos de formação, ao seminário em Münster onde nos formamos e fomos finalmente ordenados sacerdotes em Asunción. Com o P. Nicolás Schwizer como reforço, chegamos a Paraguai para fundar de novo o movimento que com a ajuda de nossos irmãos laicos da primeira hora se desenvolveu com rapidez e profundidade. Pensou-se numa delegação em Paraguai e outra na Argentina. Com sabedoria se elaborou a Delegação do Pai com a contribuição de argentinos, alemães, suíços e paraguaios: que hoje é a região com sede em Florencio Varela, Argentina. Sendo Paraguai um país com cultura própria, bilíngüe pelo guarani e o castelhano, sendo os sacerdotes paraguaios sete, tendo vocações, era o momento de elaborar a Delegação. O movimento se desenvolveu fortemente e investimos nossas energias”.

O P. Tommy Nin Mitchell é o delegado superior (e novo diretor nacional do Movimento), com dois conselheiros: o P. Pedro Miraballes e o P. Antonio Cosp.

A Campanha de festa

11258910_1601096636796695_8060531920032805872_n

No pequeno bosque do Padre José Kentenich descobre-se a ermida da Mãe junto à placa com escritos do Sr. João Pozzobon, fundador da Campanha da Mãe Peregrina de Schoenstatt.

Visitaram Paraguai para este aniversário as Sras. Ana Echavarría e Mercedes Bonorino que foram os instrumentos para entregar a primeira imagem Peregrina para Paraguai a Beto e Mirta Echegaray e a Ramón e Marité Marini, que assumiram junto com o P. Nicolás Schwizer, a missão de dar a conhecer a MTA em todo Paraguai.

Estiveram presentes os pequenos Missionários que, como dizia o cartaz, são as sementes da Campanha da Mãe Peregrina no Paraguai.

Na Casa do Peregrino se cantou feliz aniversário para a Mãe Peregrina que está há trinta anos em Paraguai!

Animou a festa o coro do Rosário dos Homens Valentes, como reconhecimento a estas senhoras que foram o instrumento para o envio da primeira Peregrina a nossa nação, recebida com uma inspirada consciência de missão pelos irmãos já citados.

Rosarito, filha dos queridos Julio e Mirta Arce de Patiño, coordenadores nacionais da Campanha da Mãe Peregrina, obsequiou a Ana e a Mercedes rosários de argila (artesanato de nosso país) como lembrança deste momento.

11141342_1601109080128784_6039519943195840168_n

Santíssima Trindade

Revelou-se parte da obra da iconografia do tímpano da porta da igreja Santa Maria da Trindade: representa a Deus Pai com o Espírito Santo com as mãos abertas que nos recebe como filhos, num dia muito especial como é a festa da Santíssima Trindade.

Acompanharam musicalmente a celebração eucarística Los Nazarenos, o coro de Luque que ganhou o concurso da canção para a próxima visita do Papa Francisco. Quatro dos nove integrantes do coro pertencem a Schoenstatt.

Na homilia o Padre Oscar reflexionou sobre a primeira leitura:
“Reconhece hoje e medita em teu coração que o Senhor é Deus – lá no alto, no céu e aqui embaixo, na terra – e não há outro.

Observa os preceitos e os mandamentos que hoje te prescrevo. Assim serás feliz, tu e teus filhos depois de ti, e viverás muito tempo na terra que o Senhor, teu Deus, te dá para sempre”.

Assim como Jesus se reconhecia principalmente amado por Deus Pai e buscava sempre a intimidade com Ele, assim temos que buscar nos aprofundar nessa intimidade com o Deus Pai, Abba, o querido pai Deus. Cristo nos faz co herdeiros desse amor filial, mas devemos cumprir os preceitos e mandamentos do Senhor para lhe agradar como filhos.

11202087_1601093696796989_9139196110565064153_n

Texto completo:

http://vidaescamino.blogspot.com/2015/05/meditaentucorazonqueelsenores.html?m=1

Uma cruzada pelos vínculos humanos

Em 31 de maio celebrou-se o 56º aniversário da fundação do Movimento de Schoenstatt em Paraguai e o 3er. marco da história de Schoenstatt.

O P. Antonio explicou algo sobre o significado deste importante marco. Naquele momento o Padre José Kentenich se entregou pelo verdadeiro organismo de vinculações querido por Deus e não compreendido nessa etapa da história do mundo e da Igreja. Havia comprovado nos acontecimentos a importância da figura paterna para todo ser humano na formação de seus primeiros discípulos. O fruto mais estimado e a comprovação de sua intuição, foi a santidade deles. O Padre Kentenich considerou que o amor filial espiritual diante dele – como fiel transparente da paternidade de Deus – se pudesse expressar respeitosamente com o afeto próprio de um ser humano e não excluído num plano sobrenatural como se pensava erradamente (talvez por influência de Lutero). Por isso muitas vezes se menciona a este terceiro marco como uma cruzada pelos vínculos humanos, a lugares e a ideais que nos levam a Deus. No terceiro marco o Pai e Fundador se entregou para que o amor seja produtor de vida, de vida na graça. Foi uma cruzada do amor oferecida à Igreja.

31 de maio para o Padre Kentenich era estar sempre atento às forças vitais que irrompem no mundo, às forças divinas. Perguntar-se: onde está atuando Deus? o que Deus quer realiza em nosso Paraguai de hoje? o que Deus quer no mundo, em minha família, no trabalho?

11295827_1601088483464177_5176870535654033733_n

Com material de www.padresdeschoenstatt.org

 

Etiquetas: , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *