Colocado em 2015-06-18 In Vida em Aliança

Venham vê-l’A

ARGENTINA, Córdoba, Juan Carlos Barbosa •

Na bela cidade de Rosario (na província de Santa Fé), berço da bandeira argentina, durante dois dias, reuniram-se as equipes da Pastoral do Santuário de quinze comunidades, com o objetivo de revisar, corrigir e implementar conclusões que, a partir do lema “Em aliança, saiamos ao encontro”, e à luz da audiência com o Papa Francisco (25/20/2014), foram elaboradas depois de um intenso trabalho. Com a presença de três sacerdotes, duas Irmãs de Maria e um seminarista, as mais de 40 pessoas presentes terminaram felizes seu Encontro 2015 e… já à espera do encontro de 2016, que será em Mendoza!

Em Aliança, saiamos ao encontro

O lema da Família Argentina para 2015 foi a ‘linha vermelha’ presente em todo o encontro. O Pe. Guillermo Mario Cassone, em uma clara exposição, mostrou a Aliança como fonte e carisma e o Pai e Fundador como primeiro aliado. É preciso sair como testemunhas de uma experiência ao encontro de quem visita a Casa de Maria, que é o Santuário de Schoenstatt.

Ficaram gravadas profundamente em cada coração as palavras do Papa Francisco, em uma profunda análise do encontro de 25 de outubro passado. “Abertura e Testemunho! Sair, sair, sair! Aspirar seriamente à santidade!” e a conclusão foi unânime: Somos “a equipe” do Papa e, como seus soldados, sairemos ao encontro do peregrino com renovado vigor.

Maria, a partir do Santuário

A Ir. María, em sua palestra, convidou os presentes a terem uma atitude diante do peregrino do Santuário: “Venham vê-la” (título da palestra). Convidou para fazerem contribuições ao Capital de Graças (esforços, alegrias e sofrimentos com os quais a Família de Schoenstatt, ao “depositá-los” nos Santuários, cresce em sua santificação), vivendo primeiro e transmitindo depois. Primeiro vivê-lo! Maria, a partir do Santuário, educa seus filhos e os transforma. É a grande Educadora!

Vincular fortemente o Santuário à pátria, fortalecer a oração, revigorar a vida familiar e os vínculos são imperativos que devem mover a Pastoral do Santuário de forma primordial. Principalmente no ano da Misericórdia!

A Ir. Maria Julia, em seu testemunho muito motivador de seus treze anos vividos no Santuário Original em Schoenstatt, ofereceu aos presentes vivências enriquecedoras e relatos muito emocionantes que comoveram a todos.

Santa Misa de cierre

Pastoral e Campanha da Mãe Peregrina

Na última palestra do Encontro, Pe. Cassone explicou claramente a estreita união entre Pastoral do Santuário e Campanha da Mãe Peregrina e convidou reviver diariamente essa união, uma vez que Maria sai para visitar o peregrino, que volta ao Santuário, desce em sua aliança, sai dali e chega a outros que… Voltam para experimentar tudo isso! Maria precisa de nós, e nós muito mais dela! Assim, a corrente de ermidas, santuários-lares e santuários-coração formarão uma cadeia que cresce cada vez mais.

A Santa Missa, concelebrada pelos Padres Dario Gatti, sacerdote diocesano de Schoenstatt, Guillermo Mario Cassone e Pablo Gerardo Pérez, foi o encerramento de jornadas muito frutuosas.

Representantes da Juventude Masculina de Rosário tiveram um gesto comovente, apresentando para as pessoas presentes o fogo da Fackellauf, para que o levem às suas comunidades.

Depois de dois dias de sonho, de pleno crescimento e troca de forças, os presentes voltaram para suas comunidades, levando bem alto a bandeira da entrega, da abertura, da oração e das vinculações à Família e à pátria, a partir da Pastoral do Santuário.

Animadores del Fogón

Original em espanhol. Tradução: Maria Rita Fanelli Vianna – São Paulo / Brasil

Etiquetas: , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *