Colocado em 2020-02-17 In Vida em Aliança

A alegria da arvorezinha dos Terços

BOLÍVIA, Ruth Suarez de Bagnoli •

Há treze anos atrás, fui com a minha filha Fabiana e a sua família a Salta, na Argentina, para visitar o Santuário de Schoenstatt. Também subimos para conhecer “a pequena Virgem do monte”. Quase na entrada da pequena capela há um belo arbusto cheio de milhares e milhares de Terços. —

O meu marido Enzo e eu ficámos tão cativados com a pequena árvore que prometi a mim mesma reproduzi-la na nossa Ermida.

A nossa esperança era que muitas pessoas pudessem vir à casa de Nossa Senhora para darem graças pelos dons de Deus e para apresentarem os seus pedidos, levando um simples Terço como oferta e sinal de fé.

Algum tempo passou e eu comentei com o meu grupo de vida, Emaús, o meu desejo de começar com eles este impulso de fortalecimento para a nossa fé.

Toda a gente estava feliz e com grande emoção e muita devoção, visitámos a nossa Ermida muito cedo uma manhã, cada uma com o seu Terço e começámos o que hoje é a nossa arvorezinha dos Terços.

Algum tempo depois, durante outra das nossas visitas, sugeri que lhe dessemos um nome e a nossa amada Maria sugeriu “Árvorezinha da Alegria”.

Algum tempo depois, confirmei mais uma vez que tudo o que Deus inspira tem uma razão. Pois, quando o nosso pedido é feito no abandono da aceitação e é ouvido, o nosso coração inunda-se de alegria.

 

Ruth e Enzo Bagnoli são os fundadores de Schoenstatt em Santa Cruz de la Sierra.

Original: espanhol (14/2/2020). Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

 Ruth e Enzo Bagnoli são os fundadores de Schoenstatt em Santa Cruz de la Sierra

 

Etiquetas: , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *