Uruguay

Colocado em 2022-05-04 In obras de misericórdia, Schoenstatt em saída

Ir ao encontro daqueles que o querem e precisam

URUGUAI, Paz Colominas / www.schoenstatt.org.uy • 

Porquê? Para quê? Vale a pena? Estão realmente a ajudar? Entre as pessoas com quem nos encontrámos no percurso, Sócrates deu sentido ao seu nome e fez-nos estas perguntas que nos tiraram do eixo. —

É difícil compreender… algumas pessoas olham para nós de forma engraçada e outras até criticam o que fazemos. No entanto, por mais difícil que a questão possa parecer, é muito, muito fácil de explicar. A razão é simplesmente uma: não importa quão pequeno seja o que fazemos, desde que seja algo, é suficiente.

O prato de comida é aquele motivo que esconde a grande maravilha por detrás: a vontade de sair ao encontro daqueles que o querem e precisam; de ouvir aqueles que precisam de ser ouvidos; de procurar um pouco de empatia; de dedicar tempo para se esquecer de si próprio e simplesmente dar aos outros.

Uruguay

As histórias das pessoas que nos receberam esta quarta-feira

Vou falar-vos um pouco sobre as pessoas que nos receberam na quarta-feira…

Damián; um homem transparente e simples. Trabalhador, corajoso e calmo. Não parece que alguma vez saia da sua boca qualquer queixa. Ele é amigo há muitos anos e já faz parte do percurso de Trigo desde as suas origens, por isso tivemos a sorte de recuperar o atraso e olhar para as fotos do passado.

César, um homem que traz o seu carrinho juntamente com a sua boa energia e disposição. Conseguimos partilhar um pouco e, quem sabe como, o tema da conversa virou-se para coelhos e animais de estimação.

Francisco, ainda não o conhecíamos, mas ele deu-nos o dom do seu tempo e sentou-se para conversar connosco. Falámos um pouco sobre a sua vida, a sua história, e o que o tinha marcado. Ele não mastiga as palavras e é um fã de coisas doces.

Sócrates, que nos interrogou no meio do percurso e nos deixou gelados; mas ao mesmo tempo, quem conseguiu dar sentido a tudo isto.

Miguel, quieto mas presente. Ele acompanhou-nos durante muito tempo e sentou-se connosco para conversar.

Matias, o último do percurso: engraçado, sensível e grato. Ele nomeou-nos a um capitão de grupo e propôs-nos ideias para as quartas-feiras. Está prestes a obter o seu Cartão de Cidadão para tentar sair da situação em que está. Recordou-nos o que nos motiva a sair às quartas-feiras, agradecendo-nos e dizendo-nos o quanto era valioso para ele.

E isso foi mais do que suficiente. Então, porquê, para quê? Somos um grupo de pessoas que acredita que há pessoas que merecem uma oportunidade e um lugar neste mundo, e desde que possamos dedicar apenas um pouco do nosso tempo a caminhar para isso, queremos fazê-lo. Deixar de lado preconceitos e contextos, para sermos todos simplesmente humanos.

Uruguay

Original: espanhol (3/5/2022). Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.