MTA Devoto

Colocado em 2022-06-06 In Dilexit ecclesiam, Vida em Aliança

“A Imagem da MTA é conquistada e, por sua vez, conquista corações

ARGENTINA, Martín J. Clavijo •

No dia 31 de Maio, festa da Visitação da Virgem Maria, entronizámos a MTA na nossa paróquia San Rafael Arcángel, no bairro de Villa Devoto. A conquista da Imagem, um quadro octogonal como o dos Santuários-Filiais, começou como resultado de uma visita da Mãe. —

No final de Outubro do ano passado, a imagem da Mãe Peregrina pertencente à União dos Sacerdotes Diocesanos estava entre nós. Foi exposta no altar do Sagrado Coração, e a partir desse momento muitas pessoas começaram a demonstrar-Lhe o seu afecto e devoção. Acontece que o nosso bairro já estava familiarizado com a Mãe de Schoenstatt, principalmente graças à presença constante da Campanha do Rosário e da Campanha da Mãe Peregrina, e à oração das mil Avé Marias que é feita todos os anos por ocasião das festas da Padroeira. Além disso, em Dezembro de 2020, três senhoras da nossa comunidade tinham selado a sua Aliança de Amor no Santuário de Belgrano, e então elas, juntamente com outros, tinham também começado a ir em missão com as Peregrinas, sobretudo, dando-as a pessoas que vinham à Missa e que talvez não conhecêssemos antes. Foi assim que a nossa Mãe começou a semear o seu Reino entre nós.

Um grande anseio foi despertado

Devoto

A bênção do quadro em Florencio Varela

Quando recebemos o quadro da União dos Sacerdotes, a primeira coisa que fizemos foi iniciar um Capital de Graças, explicando a todos os que passavam pelo quadro que podiam contribuir com as suas pequenas ofertas diárias. Queríamos também dar à Mãe uma corrente de Aliança, que foi selada a 8 de Dezembro de 2021, o dia da Imaculada Conceição, no Santuário de Belgrano. Quando os novos aliados souberam que a imagem da Mãe só ficaria por algum tempo e que em breve Ela iria certamente visitar outra paróquia, houve um grande desejo de que a Mãe também Se estabelecesse entre nós. Desde o início, decidimos que a nossa conquista tinha de ser espiritual, que tínhamos de mostrar a Nossa Senhora, com todo o nosso amor, que queríamos que Ela ficasse entre nós. Ela teria de nos mostrar, pela sua parte, que queria escolher este lugar para estabelecer o Seu trono. Começámos a trabalhar e começámos a preencher um capitalário de cartão, com a forma do quadrado octogonal.

A data: 31 de Maio

A data original com a qual sonhávamos ter a entronização era 25 de Março, a Anunciação. Nesse dia, organizámos também outra corrente de Aliança. Mas quando chegou o momento de encomendar o quadro, descobrimos inesperadamente que não poderia ser terminado até meados ou finais de Abril. Estávamos determinados a interpretar tudo como a vontade da Divina Providência: Deus teria outros planos para que recebêssemos a nossa Mãe. Assim, procurámos outra data significativa para a Mãe, que fosse passado o mês de Abril, e encontrámos o 31 de Maio, o dia da Visitação da Mãe de Deus e uma data muito significativa para Schoenstatt.

Preparámos a entronização para esse dia e encomendámos o quadro. Nunca fizemos qualquer esforço para pedir o dinheiro que era necessário. Toda a nossa energia estava no Capital de Graças, embora as pessoas soubessem que, se quisessem, podiam doar. Contudo, no dia em que encomendámos o quadro e recebemos o preço actualizado, quando contámos o dinheiro, não nos faltava um único peso! Mater perfectam habebit curam!

Concede-me permanecer com o meu coração perto do Teu….

Devoto

Carlos a assinar o livro de Aliança em 8/12/2021

Alguns dias depois da Aliança de 25 de Março, um dos nossos aliados de Dezembro, Carlos Adrio, partiu para o céu. Tinha oferecido todas as suas doenças e sofrimentos à Mãe. Pudemos experimentar como Ela foi fiel à sua Aliança. Quando Carlos podia vir à Missa aos Domingos, enfiava um pequeno pedaço de papel na capitalário para oferecer tudo o que estava a viver: “Concede-me que permaneça com o meu coração perto do Teu para ser um reflexo do amor do Teu Filho aos que me rodeiam, e para dar um testemunho fiel do amor do Pai”. Este foi o fim da sua oração de Aliança. E assim foi. Tivemos em Carlos um testemunho vivo do poder da Aliança de Amor, no qual ele decantou o amor que tinha tido pela Mãe Santíssima durante toda a sua vida. Era um verdadeiro filho da Lujanera, que gostava de servir no nosso posto de saúde nas peregrinações de Outubro, e passava longos períodos de tempo a contemplar a Sua imagem. Um amor que temos a certeza que foi correspondido.

O quadro da MTA visitaria as casas do bairro

Finalmente, o nosso quadro estava pronto no Sábado Santo. Partilhámos a alegria com todos. A Irmã Maria Júlia lembrou-nos que o quadro original também chegou durante o Santo Tríduo à estação de comboios de Vallendar em 1915, e que os Palotinos tiveram de fazer um grande esforço para que lhes fosse permitido levantá-lo. Nós tivemos de esperar até à semana seguinte, e o nosso quadro chegou a meio da Oitava da Páscoa.

Tal como as Peregrinas tinham andado a percorrer as casas, sentimos imediatamente que o quadro, que seria entronizado num dia tão significativo como a Visitação, não podia ficar parado durante tanto tempo até que a data chegasse. A imagem da MTA também visitaria as casas do bairro até ao dia da Sua entronização. Além disso, visitou Luján a 8 de Maio, o Santuário Florencio Varela a 25 de Maio (onde o abençoámos numa comovente celebração familiar), e o Santuário Belgrano no sábado, 28 de Maio, dia em que voltámos a oferecer Alianças à nossa amada Mãe.

E assim chegou o 31. Tantas coisas em tão pouco tempo…! Não tínhamos dúvidas de que a Mãe já tinha começado a fazer milagres de graça entre nós. A partir das 11 h a nossa comunidade, juntamente com os aliados, mais de 40, estavam a rezar as mil Ave Marias no lugar do pequeno altar onde entronizaríamos o quadro, terminando com um Terço iluminado antes da Missa.

Devoto

Terço Iluminado

Ninguém queria perder esta festa

Foi um belo dia, coroado pela alegre celebração da Eucaristia, presidida pelo Pe. Cesar Femia, acompanhado pelos Padres Pablo Pérez, Santiago Aduriz, José M. Vallarino, e Martín Clavijo. No final da celebração, levámos o quadro em procissão para o local onde deveria ser colocado. Ali foi consagrado e abençoado, pedindo à MTA que derramasse abundantes graças sobre os Seus filhos que A visitam. Depois, ao cantar a Ave Maria, todos nós oferecemos cravos à Mãe aos pés do Seu altar. A nossa Mãe queria que a celebração fosse verdadeiramente familiar e contámos com a presença dos Ramos, Uniões e institutos do Movimento, com os quais nos temos indo vinculando durante este tempo, como uma grande família, e muitos mais que não queriam perder esta celebração.

Entronización

Entronização

Sujar-se por causa do Reino da Mãe de Deus

Ainda temos de mencionar alguém que, acreditamos, desempenhou um papel particularmente simbólico no meio de tudo isto: São José. A sua imagem peregrina, uma réplica da que se encontra na Basílica das Flores, visitou-nos no final de Outubro de 2021, para as nossas festas patronais, imediatamente antes da imagem da União nos ter visitado. Foi uma bela visita, mas não parou por aí. Quando, há algumas semanas atrás, começámos a lixar a parede entre a imagem de S. Caetano e a imagem de S. José na nossa paróquia, tudo começou a ficar poeirento. Mas, notavelmente, São Caetano, que estava à esquerda, não estava coberto de branco. Quem se sujou todo quando preparávamos um lugar para a Nossa Mãe? São José, o Seu esposo mais casto, que está à direita! Que também continuemos a sujar-nos para estender o Reino da nossa querida Mãe: Mãe, fazei milagres de graça entre nós, mas por favor não o façais sem nós! Nada sem Ti, nada sem nós!

Devoto

Original: espanhol (5/6/2022). Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , , , , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.