Colocado em 29. Dezembro 2019 In Schoenstatteanos

Engenheiro Civil, professor universitário e…” santo schoenstatteano desconhecido”

VATICANO, Roberto González •

Por estes dias recebemos, por intermédio do Pe. Eduardo Aguirre, a notícia da Congregação para a Causa dos Santos, de que o processo de beatificação de Mário Hiriart, um Irmão de Maria de Schoenstatt, recebeu a aprovação dos teólogos, que estudaram e declararam que Mário viveu heroicamente as virtudes cristãs. Isto foi assinado em 8 de Dezembro passado. O seu processo passa agora à Assembleia dos Cardeais e Bispos da mesma Congregação, que vão decidir se devem elevar a recomendação ao Santo Padre para o declarar “Venerável”. —

Desta forma, se tudo continuar a avançar positivamente como até agora, e Mário for declarado Venerável, entramos no processo de espera de um milagre produzido pela sua intercessão para o beatificar.

Esta notícia representa novamente uma confirmação, por parte da Santa Sé, do incentivo ao trabalho e à responsabilidade dos leigos no meio do mundo e daqueles que decidem viver a Vida Consagrada.

 

Mário Hiriart (1931-1964), chileno, engenheiro civil, membro do Instituto Secular dos Irmãos de Maria de Schoenstatt, conheceu os inícios de Schoenstatt no Chile, fazendo parte do primeiro grupo da Juventude Masculina. Destacou-se desde os seus tempos de escola e universidade pela sua personalidade, pela sua amizade e preocupação com aqueles que lhe eram mais próximos, pela sua admiração pela natureza e pela sua espiritualidade de simples tacto. A sua saúde foi sempre delicada, durante toda a sua vida foi submetido a várias operações e, por causa do cancro, voltou à casa do Pai dias antes do seu 33º aniversário.

Para o Pai Fundador, Mário encarnou o ideal do Homem, tornando-se o modelo a seguir; nos seus últimos dias, já quando o fim estava próximo, ansiava por ser um santo, por ser aquele “Cálice Vivo”, mas sendo “O desconhecido Santo de Schoenstatt”.

Este é um convite para aprender mais sobre a sua vida e a sua missão leiga no meio do mundo como engenheiro civil, professor universitário e consagrado.

Ao mesmo tempo, o processo de Mario Hiriart e o de todos os outros schoenstatteanos são exemplos de vida dos “Filhos Espirituais” do Pe. Kentenich. Desta forma, são eles que preparam o caminho para o dia em que o processo do Fundador de Schoenstatt seja apresentado.

Original: espanhol (21/12/2019). Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *