Colocado em 2017-12-21 In Schoenstatteanos

Hernán Alessandri, 10 anos

CHILE, P. Joaquín Alliende •

As contendas eleitorais tornam-nos tensos. É oportuno, então, recorrer a experiências, ideias e pessoas que nos dão motivos para nos encontrarmos fraternalmente.

Poderia ser o Padre Hurtado…  Violeta Parra…

Também pode ser o Padre Hernán Alessandri, de quem agora se cumprem dez anos da sua partida (18.12.2007). Ele fundou a Obra “Maria Ajuda”, para atender a jovens em perigo de serem atingidas na sua dignidade pessoal feminina. São 22 os lares de acolhimento e formação, na nossa região.

O Pe. Alessandri foi uma figura paternal, ao acompanhar pedagogicamente casais e famílias. Sendo um pensador de lucidez excecional, o Cardeal Silva Henríquez teve-o como colaborador imediato, na elaboração de um pensamento dinâmico, para responder aos novos desafios que a historia reclamava da Igreja Católica pós-conciliar dos anos 60 a 80 do século XX. Teólogo brilhante e modesto, a sua influência alcançou muitos horizontes da América Latina. Também o  Papa João Paulo II, solicitou as suas capacidades. Por exemplo, num Sínodo para realizar um balanço do Vaticano II, o Pe. Hernán teve destacada atuação.

Mas, nem tudo era pensar com brilhante solidez, ele vivia e trabalhava num bairro de gente esforçada, muito simples. O sector santiaguino de Carrascal, junto ao Mapocho, foi o seu campo de ação. Tinha um estilo de trato direto, pelo qual cada um sentia ser o mais importante. A quem queriam oferecer um automóvel, dizia-lhes “não” várias vezes. Preferia andar em duas rodas, porque lhe permitia entrar nas povoações. “Jesus em bicicleta”, continuam a chamá-lo.

Desenvolveu um estilo e uma estratégia evangelizadora para as missões, nos verões. Assim, plasmou uma espiritualidade e uma genial pedagogia evangelizadora, que inspirou, posteriormente, variados estilos missionários, desenvolvidos por famílias, jovens, e gente muito diversa.

No dia 16 de dezembro celebraram-se os 10 anos da sua partida para Casa. Festa, Eucaristia, abraço e envio de futuro… Estive junto ao seu túmulo, no Santuário de Schoenstatt, em La Florida-Bellavista.  Um encontro de gratidão e responsabilidade.

 

Original: espanhol. 18.12.2017. Tradução: Maria de Lurdes Dias, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *