Colocado em 6. Dezembro 2015 In Segundo século

Três perguntas… sobre o Schoenstatt do segundo século da Aliança de Amor (47)

Hoje respondem: Mima e Juan Carlos Cardona, do Paraguai, casados há 41 anos, três filhos: José Félix, Claudia Adriana e María Guadalupe, três netos: Sara, Elías Samuel e María Lujan.

Pertencemos à geração de fundadores da Ciudad del Este, a nível nacional somos o grupo 72 (como os enviados) do ramo familiar, 4 da Ciudad del Este, grupo Nueva Vida. Fazemos parte do Circulo 35 da Liga Apostólica das Famílias. Atualmente somos os coordenadores da Campanha da Mãe Peregrina do interior, fomos assessores laicos da Diocese de Concepción y Amambay durante oito anos da Campanha da Mãe Peregrina. O nosso único único e exclusivo apostolado é a Campanha da Mãe Peregrina.•

 

A um ano de peregrinarmos pelo segundo século da Aliança de Amor, como sonham este Schoenstatt no seu ser, no seu estar na Igreja e no mundo, e na sua tarefa?

Para nós este sonho torna-se realidade e Schoenstatt vai crescendo dia a dia com mais força, realizando assim um efeito multiplicador.

Schoenstatt é um movimento que nos educa, nos vai formando e transformando, é um movimento de uma profunda fecundidade apostólica onde cada membro deve interiorizar o espírito do Pai fundador.

Através da Campanha da Mãe Peregrina chegamos às famílias e em especial ao interior, pondo em prática toda esta riqueza da ALIANÇA DE AMOR que nos ensina o nosso querido Padre José; o amor, a entrega e a fidelidade à nossa Mãe e Rainha Três Vezes Admirável de Schoenstatt. Com a força da ALIANÇA DE AMOR. Ela vai-nos mudando e formando no homem novo numa comunidade nova. Através da Campanha da Mãe Peregrina, Schoenstatt chega à Igreja, especialmente ao interior, até aos lugares mais distantes. Desta forma o sacerdote conta com um grande apoio, poderíamos dizer que isto é Schoenstatt em saída

Para chegarmos a cumprir este sonho, o que temos que evitar ou deixar?

  • Uma vez que assumimos um compromisso, devemos realizá-lo com responsabilidade
  • Não prometer, se não o podemos cumprir
  • Assumido o compromisso, realizá-lo o melhor possível.

Se quisermos fazer parte desta comunidade nova devemos despojar-nos do homem velho, apagado, que não tem tempo para as coisas de Deus.

Para cumprirmos este sonho, que passos concretos devemos dar?

Devemos auto-educar-nos, pois a formação é muito importante, para assim podermos formar outros irmãos na fé.

Ser discípulos e missionários de Jesus Cristo, para que os nossos povos n’ Ele tenham vida (documento de Aparecida).

Realizar o que nos pede o Papa Francisco, sair, chegar ao povo.

Rezar o Santo Terço.

Com a equipa da Campanha da Mãe Peregrina do Paraguai e a Peregrina do Pai

Original: espanhol. Tradução: Maria de Lurdes Dias, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , , ,