Colocado em 5. Maio 2015 In Segundo século

Três perguntas…sobre o Schoenstatt do segundo século da Aliança de Amor (9)

Hoje respondem: León Muñoz e Inés Caviglia, de Montevideu, Uruguai. São membros do Ramo das Famílias desde, há, 10 anos. León é cardiologista e Inés é dentista. Têm duas filhas de 14 e 16 anos •

A meio ano de peregrinarmos pelo segundo século da Aliança de Amor… Como sonha este Schoenstatt no seu ser, no seu estar na Igreja e no mundo e, na sua tarefa?

Vemos um Schoenstatt mais comprometido com a Igreja e com a sociedade, fazendo face às novas situações de ordem social e espiritual, por vezes, complexas e até confusas. Vêmo-lo como uma ferramenta que forja líderes para conduzirem os peregrinos do mundo até Cristo, pela mão de Maria, seguindo a visão profética do Pe. Kentenich.

Para chegarmos a cumprir este sonho o que é que temos que evitar ou deixar?

Não podemos evitar estar no mundo mas, não devemos deixar de olhar para Cristo como o nosso grande e último anseio: “Com os pés na terra mas, os olhos no Céu”.

Para chegarmos a cumprir este sonho que, passos concretos devemos dar?

Muita oração, formação na fé, perseverança, unidos a uma grande esperança na nossa missão de instrumentos da Mater.

 

Original: espanhol. Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

 

Etiquetas: , ,