Colocado em 2014-11-04 In Jubileo 2014

Assim se celebrou o 18 de outubro de 2014 em Bogotá

COLÔMBIA, Carlos Aranguren. Nestes dias da celebração do jubileu, a Família de Schoenstatt de Bogotá experimentou vivamente a necessidade de ter um Santuário de Schoenstatt. A indulgência jubilar que se pensou perder por não se estar próximo de um Santuário, pedida ao arcebispo de Bogotá, Cardeal Ribén Salazar Gómez, foi concedida para uma paróquia que abriu as suas portas a Schoenstatt. O pároco apaixonou-se pela Mãe três vezes Admirável e em janeiro participará de um encontro de sacerdotes diocesanos no Chile.

A celebração foi na catedral, presidida pelo cardeal. Não havendo um Santuário, a Providência cuidou para que tanto o lugar como o celebrante fossem muitos especiais.

O que se poderia oferecer à Mater? O assessor sacerdotal, Pe. Humberto Salgado, visitou Bogotá entre 6 e 13 de outubro. Presidiu à celebração de dez alianças de peregrinos, quatro de rapazes que estão na juventude de Schoenstatt e cinco alianças de casais. E um grupo de colombianos pôde peregrinar a Schoenstatt em representação de toda a Família.

A juventude feminina organizou a vigília, acompanhada pela sua assessora, a Ir. M. Amparo, que, como outro presente do céu, acompanhou os convites feitos pela rádio e televisão, e colaborou com a celebração do 18.

Chegou o dia

Chegou o dia, a catedral estava linda e a imagem da Mãe Rainha e Vencedora três vezes Admirável entrou presidindo a procissão que a acompanhava, convidando a que nasça de novo Schoenstatt em Bogotá. A Família confia e espera que Ela mostre o lugar onde deseja que se construa o Santuário tão ansiado. Bogotá, Colômbia, necessita de homens novos para uma nova sociedade.

Concelebraram com o Cardeal os sacerdotes diocesanos de Schoenstatt do Chile que estão a estudar no ITEPAL (Instituto teológico pastoral para a América Latina).

Foi um grande presente para a Família de Schoenstatt de Bogotá ver a imagem da Mater, pela primeira vez, na Catedral da Colômbia e que muitos quisessem conhecer o Movimento Apostólico de Schoenstatt.

Original: espanhol – Tradução: Maria de Lurdes Dias, Lisboa, Portugal

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *